Nas últimas semanas, as possibilidades de um Resident Evil 2 Remake aumentaram drasticamente graças a alguns posts feitos pela Divisão 1 de Pesquisa e Desenvolvimento da Capcom na página oficial de RE no Facebook. Com o hype crescente, fãs começaram a questionar o diretor da versão original, Hideki Kamiya (acima), sobre seu possível envolvimento no projeto.

Kamiya-san, conhecido por não ter papas na língua e ser bem direto, simplesmente adotou sua famosa abordagem:

Ou seja, qualquer pergunta a Kamiya-san sobre Resident Evil 2 ou sobre o passado vai apenas fazer com que ele o bloqueie no Twitter, mas não o pessoal da Metro UK, que recentemente conduziu uma entrevista sobre o que ele pensa e quais as possibilidades de voltar a trabalhar com a Capcom no futuro.

Ouvi rumores sobre um remake de Resident Evil 2. E mesmo antes disso, havia um bando de fãs tweetando para mim, ou li comentários como “Hey, o que Kamiya pensa de um Resident Evil 2 Remake?” Minha resposta toda vez que alguém pergunta é que eu não gosto de jogos de horror. Não quero ficar assustado. Então não é algo que eu gostaria de trabalhar.

Porém, Kamiya revela que se ele tivesse a oportunidade de experienciar Resident Evil 2 Remake como um jogador, ele ficaria satisfeito. Como ele participou no desenvolvimento do primeiro Resident Evil, ele revela que fica sabendo de tudo que rola nos bastidores e o que vai fazer parte do produto final, sendo bem difícil enxergar o jogo sob uma perspectiva diferente, e ele não gostaria que fosse assim com REmake 2.

O criador também comenta que quando jogou o remake de Resident Evil 1 no Game Cube, mesmo que ele tivesse participado, ele sentiu ser uma nova experiência, um jogo novo. Por mais que Hideki Kamiya não queria mais se envolver com a marca Resident Evil, ele revela que não descarta a possibilidade de trabalhar em parceria com a Capcom:

Eu posso afirmar honestamente que se houver uma oportunidade, que faça sentido para mim ou o estúdio, para trabalhar com a Capcom novamente, eu a aceitaria de braços abertos. De todas as publishers, não apenas as japonesas ou parceiras, posso afirmar que a Capcom tem um lugar muito, muito especial em meu coração e os amo muito. É uma de minhas empresas favoritas.

Kamiya também revela que na época que saiu da Capcom, ele se sentiu mal, pois queria fazer parte da Platinum Games, mas a Capcom tentou fazer com que ele ficasse. E ao contrário do que muitos pensam, ele não foi demitido e tem contato com seus velhos colegas, com Jun Takeuchi.

Hideki Kamiya atualmente trabalha em Scalebound, jogo de aventura e fantasia exclusivo para Xbox One.

Fonte: Metro UK

%d blogueiros gostam disto: