Nome: George Trevor
Nascimento: desconhecido
Altura: desconhecida
Peso: desconhecida
Tipo sanguíneo: desconhecido
Afiliação: Umbrella Corporation (arquiteto da Mansão Spencer)
Status: Morto (Dezembro 1967)

George Trevor foi o arquiteto responsável pela construção da Mansão Spencer nas Montanhas Arklay, a pedido de Ozwell E. Spencer, e também pela construção da mansão-replica na basa da Umbrella na Antártica, a pedido de Edward Ashford.

Construção da Mansão Spencer

George Trevor tinha sua base de trabalho em Nova York, e era muito conhecido por sua engenhosidade e inteligência. Uma de suas marcas registradas era a construção de salas e quartos secretos, que dispunham, muitas vezes, de painéis e quadros que continham vários dispositivos para ativação de armadilhas.

Isso chamou a atenção de Ozwell E. Spencer, que em 1962 o contratou para construir sua mansão privada em Raccoon City, baseando-se em uma de suas propriedades na Europa (famosa Spencer Estate), mas dando total liberdade para criação de salas adicionais e armadilhas, o que deixou George muito empolgado e fez com que aceitara o convite.

Assim que ele criou diversos projetos com as armadilhas, foi convidado a supervisionar a construção da mansão pessoalmente, e como seria um longo serviço, aceitou o convite levando, consigo, sua esposa Jessica e sua filha Lisa.

Base na Antártica

Junto com a Mansão Spencer, George também foi convidado a construir uma mansão-replica a de Spencer na base da Umbrella na Antártica, a pedido de Edward Ashford. Seus projetos de salas secretas e armadilhas para a mansão também seriam usados em toda a base, desejo de Alexander Ashford, a fim de manter os futuros segredos da empresa. Não se sabe se Spencer estava ciente de tal contrato.

Primeiras Suspeitas

Assim que voltou para a Mansão Spencer após seus dias na Antártica, George foi informado que sua família tinha viajado as pressas para visitar uma suporta tia doente. Foi informado disso em um jantar a sós que tivera com Ozwell e, já nesse momento, Lisa e Jessica estavam sendo submetidas a experimentos com o Progenitor Vírus).

Logo depois, George viu oficialmente a mansão e todo seu conteúdo finalizado, ficando perplexo com a vasta coleção de decoração de Spencer, contendo diversas armaduras medievais, pinturas famosas e estatuas divinas. Nesse mesmo momento, Spencer revelou suas intenções em criar uma empresa farmacêutica, e que a mansão seria uma espécie de hotel para seus empregados. Spencer pediu sigilo total sobre essas informações.

Em um passeio pela mansão, George começou a estranhar coisas que, inicialmente, não estavam em seu projeto original da mansão, exemplo disso seria a caverna atrás da cachoeira artificial que continha no pátio, e supôs que ali seria a entrada para um futuro laboratório dos planos de Spencer. Algum tempo depois, homens vestidos com jalecos brancos escoltaram George para fora do pátio.

No dia seguinte, George planejara sair da mansão sair da mansão assim que percebeu que Spencer queria ele morto, por saber dos segredos que a mansão tinha e escondia. Acabou ficando três dias em cativeiro antes de realmente tentar fugir.

Em sua fuga desesperada, viu um dos sapatos da esposa perdido, o que foi o suficiente para saber que sua família já fora condenada por Spencer. Ele decidiu tentar uma rota de fuga pelos tuneis subterrâneos, lutando para lembrar das armadilhas da mansão, mas se viu sem saída.

Sua Morte

Ainda em sua luta desesperada para escapar, George começou a se esconder nas passagens inacabadas da mansão, acabando dentro de um poço. Na escuridão total, começou a caçar, com as mãos, alguma coisa para tentar reconhecer onde estava, foi quando encontrou uma pedra grande que barrou seu caminho. Conseguindo reconhecer pelo toque das mãos, viu que a pedra era uma lápide com seu próprio nome cravado nela.

Sem esperanças de fuga e se agarrando em seu destino já traçado assim que aceitou a oferta de Spencer, suplicou perdão para sua filha e esposa através de um diário até que, finalmente, foi vencido pela fome e sede.

%d blogueiros gostam disto: