ym0A0RDOizs

Estamos de volta com mais um episódio do Ask REVIL e vamos dar continuidade ao nosso mês especial de Raccoon City. A cronologia de Resident Evil sempre gera muitas dúvidas na cabeça dos fãs, e dois dos jogos que são campeões de dúvidas são Resident Evil 2 e Resident Evil 3.

Os dois jogos se passam entre os dias 28 de setembro e 01 de outubro, e contam com cenários cronológicos e cenários não cronológicos, escolhas que alteram o percurso e a história do jogo, e uma série de fatores que podem gerar uma grande confusão na cabeça dos fãs.

A sétima edição do Ask REVIL vem justamente pra elucidar essas dúvidas, e organizar a ordem correta dos cenários, as decisões e tudo mais que pode alterar a história cronológica desses dois jogos. Assista ao vídeo, curta e compartilhe com seus amigos que gostam de Resident Evil e não deixe de se inscrever no nosso canal do YouTube!

Para ainda mais informações sobre a cronologia da série, acesse a nossa Linha do Tempo, que conta com a história da franquia de forma bastante detalhada e completa (ainda não foram adicionados os eventos ocorridos em Resident Evil Revelations 2).

Tem alguma dúvida sobre Resident Evil, algum de seus personagens, vírus ou fatos de um jogo em específico, e gostaria que ela virasse pauta para os próximos episódios do Ask REVIL? Deixe sua sugestão nos comentários e claro, não deixe de nos visitar para acompanhar futuros episódios.

  • Wesley Schneider

    q bosta em mano.. colocar o video em privado… pra que isso…………perdeu um fã de RE!

  • Renan José Pereira

    Se na Delegacia da RPD RE 3 passa em 28 de Setembro e o RE 2 passa no dia 29, porque tem várias portas bloqueadas na delegacia em RE 3.
    Não faz sentido….
    É como se no dia 29 de Setembro as madeiras que bloqueavam as portas tivesse DESAPARECIDO.
    Eu acho que tem erro nisso…

    • Não tem erro não, é isso mesmo. De acordo com a cronologia oficial publicada pela Capcom, Brian Irons, o delegado da RPD que foi o responsável por remover os bloqueios logo após a passagem da Jill pelo local.

      • Fabricio Barbosa

        É… Faz sentido…
        Mas essa resposta de o chefe Irons ter removido os bloqueios tem a mesma fundamentação de um barquinho estar passando na ilha de Revelations 2 e que foi responsável por salvar a Claire (?!?!?). Ou seja, é uma resposta conveniente para se tapar um buraco. Eu acho.

        • Renan José Pereira

          Eu também acho que é desculpa essa história do Chefe Irons tirar os bloqueios…… Em fim.

  • Fabricio Barbosa

    Tenho que discordar num ponto desse vídeo que, no meu entendimento, não faz muito sentido.

    É dito que a Jill ficou 2 dias desmaiada, para que só depois o Carlos fosse buscar a vacina no hospital, correto? (1min50) Acho isso pouquíssimo provável… Por que Carlos ficaria ali por 2 dias olhando para uma Jill desmaiada dentro da capela, só indo então buscar ajuda tanto tempo depois? No mínimo a garota já teria morrido nesse período se não fosse administrada uma cura a tempo em seu corpo.

    Creio que seria mais coerente o seguinte:

    Noite do dia 28 -> 29: Jill infectada. Carlos a coloca na capela e vai imediatamente procurar a vacina no hospital. Ele volta com a vacina e a administra no corpo da Jill.

    Dia 29 inteiro + dia 30 até o anoitecer: Jill finalmente acorda com Carlos ao seu lado quando então começa a parte final. A essa altura, Resident Evil 2 acabou pela manhã desse dia 30, com Leon, Claire, Ada, Sherry e Hunk indo embora da cidade. Jill reinicia sua sobrevivência na madrugada do dia 30 para 01/10 (naquela noite chuvosa), quando finalmente a bomba é lançada pela manhã.

    Faz sentido, não?

    • Hunk

      eu revi essa cutscene (também tava com essa dúvida) e descobri o motivo. o carlos leva a jill desmaiada pra capela, mas ele não sabe que ela ta infectada, se vc for rever a situação toda, independente de quais opções vc escolheu o carlos ou imediatamente depois da jill ser infectada ou chega depois da batalha, de qualquer forma ele não a viu sendo infectada. porém na noite do dia 1 ela acorda e diz pro carlos que foi infectada, e então ele vai até o hospital pra procurar algo que pudesse curá-la. é verdade que se ele soubesse antes ele provavelmente iria direto pro hospital, mas como ele não sabia não havia nada que ele pudesse ter feito. quanto às barreiras, até acho que a explicação não foi tão ruim, mas o navio no REV2 foi forçar muito a barra, puta coincidência. de qualquer forma, acho que os produtores deveriam fazer o máximo pra explicar essas coisas nos jogos, mesmo que sejam em files, afinal files servem exatamente pra cobrir esses furos e complementar a história. me corrija se eu estiver errado, pois a minha memória pode falhar, mas eu não me lembro dessa explicação das barreiras e do barco estarem em seus respectivos jogos, nem em files nem em nenhuma outra forma. esse negócio dos produtores ficarem explicando as coisas por fora e não registrarem em nenhum jogo é muito irritante. no caso das barreiras eu até entendo que eles podem ter deixado passar na hora, mas o caso do barco foi um furo bem óbvio, como que não pensaram nisso antes e explicaram logo no jogo?

      • Fabricio Barbosa

        Acabei de ver a cena e, sim, VC ESTÁ CERTÍSSIMO. De fato o Carlos não sabia que Jill estava infectada a princípio. E tbm, na narração da própria personagem, ela fala: “October 1th…Night…I woke up with the sound of the fallen rain… I can’t believe I’m still alive…”

        Particularmente achei uma coisa muito estranha a Jill permanecer 2 DIAS com o T-Virus em seu corpo e simplesmente não se transformar… Ou sentir apenas uma dorzinha na barriga… Uma inconsistência até, longe da realidade da mitologia zumbi (ninguém, em nenhuma história, sobreviveu tanto tempo após ter um vírus inoculado de forma tão violenta em seu corpo), mas… É O QUE HOUVE DE FATO, NÉ? rs

        Quanto à questão do barco que passou na ilha Zabytij, responsável por salvar a Claire, quem soltou isso foi Yasuhiro Anpo, um dos produtores, quando indagado sobre como Claire se salvou. Achei uma babaquice ele dizer isso… Típica resposta óbvia e conveniente pra tapar um furo da história… E a questão do Brian Irons tirar os bloqueios das portas foi a mesma coisa, vista que isso não está em nenhum dos files (EU ACHO…). Mais do que isso, foram respostas dadas assim na lata, tempos depois, após os fãs apontarem que se trata de um furo na história. Aí a CAPCOM vai lá e tapa o buraco desse jeito.

        ¬¬

        • Hunk

          também estranhei ela ter ficado 2 dias com o vírus no corpo sem se transformar, no caso do forest de uma noite pra outra ele já tava andando novamente, mas talvez varie de uma pessoa pra outra. outro detalhe que pode ter contribuído é a jill não ter sido morta quando foi infectada. no caso do forest ele morreu atacado pelos corvos, e talvez por isso o vírus tenha agido rapidamente, já no caso da jill o vírus ainda teria que matá-la para que posteriormente pudesse revivê-la, então talvez tenha demorado mais por isso. se eu não me engano nos files dos jogos antigos os relatos das pessoas infectadas seguem até alguns dias depois da infecção inicial, mostrando os efeitos secundários se manifestando um por um. seja como for, seria legal se adicionassem um file no remake do RE2 explicando detalhadamente como funciona a infecção pelo ponto de vista de um cientista da umbrella que estudou o t-vírus e sabe exatamente como ele funciona (pode até ser um file do william, da annette ou do wesker), porque relatos soltos não englobam todos os detalhes importantes. e essa história do barco realmente ta cheirando a desculpa furada, a das barreiras também, mas pelo menos essa explicação não envolve nenhuma coincidência absurda, teve um motivo. já a do barco disseram a primeira coisa que veio a mente, o que todo mundo já esperava, mas não queria aceitar porque era tosco demais. eu até acho que é melhor tapar os buracos mesmo, desde que não inventem uma resposta sem noção como no caso do barco, mas podiam oficializar isso em algum jogo, porque esses comentários aleatórios dos produtores se perdem com o tempo e são tão oficiais quanto nota de 30 reais.

          • Sokholov

            vdd, no diário do zelador em RE1, é descrito por ele mesmo o prossesso gradual e os sintomas da infecção após vários dias do incidente com os cães, nos dois ou 3 primeiros dias os sintomas são febre e dores no corpo se não me engano e isso explicaria o caso da Jill sobreviver. Agora a historia do barco em REV2 e tipo clichê do clichê…

  • TYRANT_LTS

    Sabem qual é a verdade? Que RE 3 não faz muito sentido. Por mais que seja meu jogo preferido (dos “clássicos”). Ele simplesmente não foi feito com essa intenção de fazer sentido na cronologia, pois era pra ter sido um SPIN-OFF. Ele não foi feito para ser antes do 2 numa parte e depois do 2 em outra parte. Um exemplo disso? Marvin já está morto em RE3. Se Raccoon City estava cercada em RE3, como que a Claire e o Leon entraram e não viram ninguém?. No mínimo ocorreu o seguinte: os caras fizeram um jogo independente e que ia ser Spin-Off. Quando resolveram lançar como RE3, eles simplesmente não mudaram nada. Nem se preocuparam com datas e etc. Custava ter colocado os acontecimentos em sei lá, 1 dia depois?

    • Hunk

      de fato muitas coisas não foram pensadas na hora e foram explicadas depois (ou não), mas agora que é canon o jeito é tentar encaixar as coisas mesmo. tomara que com esse remake do RE2 e um possível remake do 3 eles concertem esses detalhes, porque se refizerem os jogos e mantiverem as mesmas incoerências aí já tão de sacanagem mesmo.

  • TYRANT_LTS

    Tomara que no Remake do 2, eles deem uma mexida nisso tudo. Se eles quisessem fazer algo ao nível de RE7, dava para fazer um jogo só com RE2+RE3. Poderia ser por capítulos. Poderiam até fazer um COOP com CLAIRE e LEON, o que na minha humilde opinião faz mais sentido. Num apocalipse zumbi, as pessoas tendem a se unir para tentar sobreviver e não sair por aí sozinhos pra “investigar”. Claro que isso não era possível por causa da limitação da época. Mas hoje, é o que faz mais sentido, como no DARKSIDE CHRONICLES.

    • It’s a mii, Mario!

      Não tem nada a ver com limitação tecnica da epoca, RE era um game focado no singleplayer, foi uma decisão consciente em favor do gameplay ser completamente focado no genero, tanto que existem algumas partes em que voce e acompanhado pela AI.

      Pode ate fazer sentido eles permanecerem juntos porem o foco no gameplay e atmosfera falou mais alto e eu agradeço muito por eles treme feito essa escolha, alem do mais muita coisa não faz sentido em RE e com certeza isso e intencional, afinal de contas a serie nasceu e tem DNA de Filmes B cheios de cliches.

      • TYRANT_LTS

        Podem não ter considerado COOP mas mesmo que tivessem considerado, acredito que teriam limitações sim. Uma coisa é você executar dois personagens na mesma tela, outra coisa é você fazer o console executar duas telas. Ou você acha que seriam dois personangens andando na mesma tela? Super possível o COOP de RE naquela época. Obviamente COOP não passou pela cabeça dos caras, por causa do gênero e estilo de jogo, mas que ficaria com mais nexo, ficaria.

        E se fosse tudo intencional, a CAPCOM não se daria ao trabalho de tentar explicar tudo isso depois. Eu acho que foi mais um questão de despreocupação com a lógica do enredo da série toda, do que algo intencional. O RE1 dá pra perdoar. O 2 já não dá. O Remake então, nem se fala. O único problema é que eles não pensaram na série como um todo. Eles lançam um jogo. Depois lançam um outro jogo que faça sentido com o anterior. Do Code Veronica pra cá, conseguiram. Agora nos 3 primeiros, fizeram caca. E não tinham a intenção. Simplesmente não se preocuparam muito com isso. MEGA MAN é assim, LOST PLANET é assim.

        • Hunk

          eu concordo que faz sentido o coop, mas eu ainda prefiro que mantenham o single player no remake, exatamente pra não mudar muito, mesmo que os capítulos do RE2 e do CV tenham ficado legais no darkside chronicles com os 2 personagens juntos, mas a proposta aqui é diferente. uma ideia que me veio a mente é o que fizeram no dead space 3, com a campanha tendo alterações dependendo da sua escolha entre coop e single player. não zerei esse jogo então não sei se na prática isso ficou legal, mas nos REs clássicos acho que poderia funcionar, desde que não tirem a atenção da campanha single player em prol da campanha coop. teria que ser algo que não trouxesse prejuízo nenhum, senão acho melhor manterem só a campanha single mesmo. quanto as incoerências, no RE1 nem dava pra falar nada, afinal era o primeiro jogo, ia ser incoerente em relação a que? depois acho que houveram uns deslizes sim, mas nada que não possa ser justificado com remakes, desde que sejam bons o suficiente a ponto de merecerem substituir os clássicos como o primeiro remake fez, caso contrário seria melhor nem mexerem em nada na história.

          • TYRANT_LTS

            Eu nunca que acharia ruim se mantiverem o SINGLE. A história é boa do jeito que foi contada, só precisam retirar os cenários A do Leon e B da Claire, tentar se basear em RE 3 agora e deixar as coisas como estão no 3. Marvin morto já ficaria complicado, pois ele fala sobre Chris e etc. Talvez pudessem colocar outro policial no lugar dele e deixar ele já morto lá naquela salinha. Poderiam deixar o Brad Zumbi por padrão ali no pátio, ou quem sabem dar uma mutada nele.

            Poderiam mostrar o Irons de relance reabrindo as portas. Sei lá, daria pra fazer muita coisa pra deixar tudo mais rico. Ou então, poderiam refazer o dois somente removendo os cenários e depois refazerem o 3 dando mais atenção aos detalhes. De qualquer forma, eu jogarei do jeito que vier. Só me decepcionaria com esse REMAKE, se ele colocasse mais buraco na história.

          • Hunk

            no caso do marvin se eu não me engano ele não estava realmente morto no RE3, apenas inconsciente, e a jill simplesmente se enganou ao julgá-lo como morto. e um detalhe interessante que eu li agora enquanto pesquisava sobre isso é que outros jogadores disseram que na volta quando vc passa pela sala onde vc encontra o marvin originalmente ele não está mais lá. não lembro desse detalhe, pois joguei o jogo a muito tempo, mas li essa informação em diversos lugares, parece que é verdade. nesse caso nem seria um plothole, e sim uma zoeira da capcom, nos fazendo crer que ele está morto antes e depois sumindo com ele, dando a entender que ele acordou e saiu da sala. se esse for o caso nem vejo motivo pra explicar nada, porque já fica legal assim. mas concordo quanto a mostrar o irons desbloqueando as portas, podem aproveitar e até mostrar um pouco mais de seus atos dentro da delegacia. quanto aos cenários alternativos, até acho que poderiam mantê-los, desde que deem alguma indicação óbvia dentro do jogo de qual é real e qual não é, afinal canon ou não muita gente zerou esses cenários e adoraria vê-los recriados também, mesmo que o mais importante seja a combinação correta de cenários. bem, desde que não mudem mais do que o necessário e concertem os plotholes já ta ótimo em termos de história, e se acrescentarem coisas interessantes como um maior conhecimento sobre as atitudes do brian irons aí ta perfeito nesse quesito.

        • It’s a mii, Mario!

          Primeiramente, voce não pode afirmar que Splitscreen não seria possivel, sim o RE2 usava todo o potencial do PS1 porem voce tem que ter em mente que sempre existe a possibilidade de se usar assets de menor qualidade o que pesaria menos no Hardware, sem falar que os cenarios são pre renderizados, Splitscreen no RE2 era tecnicamente viavel sim sem falar que tambem existia o metodo de conectar dois Playstations por um cabo (estilo Lan) que foi usado em poucos jogos (se não me engano existe um game de corrida arcade que usava isso, fora ele não conheço nenhum), ou seja não foi por limitação tecnica.

          Não foi feito caca nenhuma, o foco dos primeiros games era o gameplay, a Capcom sempre foi desenvolvedora de jogos arcades (esta no DNA dela e continua claramente visivel nos games que ela produz ate hoje), a historia nunca foi o foco nesse genero/estilo e isso não e uma coisa ruim, as vezes apenas um simples motivo ja e o suficiente, o motivo de ela ter vindo tentar explicar a chronologia e começar a desenvolver mais a historia nos games foi por demanda dos fãs.

          • TYRANT_LTS

            Cara, um jogo que precisa carregar toda hora (quando você muda de cenário e mostra a porta), deixa claro que os caras usaram o console ao máximo. Poderiam fazer cenários menores? Poderiam, mas tornaria o jogo muito mais chato, por ter que fazer o jogador esperar toda hora. Não posso afirmar com certeza que não era possível, mas você também não pode dizer que era. Com certeza o objetivo não era em fazer COOP, mas não significa que era possível.

            Quanto à caca, eu quis dizer que eles não se preocuparam com isso. Provavelmente eles sabiam de todos esses furos, mas não deram importância por causa de tudo o que você disse (foco no gameplay e etc). Isso pra mim é um erro, pois tudo em um jogo é importante, inclusive a história. Ou seja, mesmo que eles não tenha se preocupado, pra mim fizeram caca.

  • Igor Vieira

    Foi apenas impressão minha ou aparece o rosto do Hunk na cápsula do G-vírus ou T-vírus quando ele tira a máscara e olha? Ou é outra coisa?

    • Hunk

      é a cara dele mesmo, que inclusive já apareceu em um epílogo do RE3, mas a aparência dos personagens ta sempre mudando, então se ele aparecer de novo e seu rosto for visto pode estar bem diferente, até porque não o vimos de forma bem definida mesmo.

      • Fabricio Barbosa

        Verdade… Hunk nunca foi mostrado como um “homem” de fato… Eu diria que ele é um conceito: Um combatente altamente treinado, frio, calculista e persistente. Gostamos do personagem por esse conceito (e sua ligação com a Umbrella), não por sua face. Se ele for negro, ou loiro dos olhos azuis, dará no mesmo. 🙂

        • Igor Vieira

          Realmente! vlw

        • Hunk

          verdade, a aparência dele não é algo tão relevante, mas eu admito que seria legal se resolvessem explorá-lo mais. até então ainda há a dúvida sobre o que ele estaria fazendo após o fim da umbrella, tomara que algum dia expliquem tudo, mas é legal que ele fique muito tempo como um soldado misterioso, assim só aumenta o mistério e as especulações.

          • Fabricio Barbosa

            É, todo esse mistério em volta do personagem (e de sua aparência, sobretudo) torna ele ainda mais atraente, pois sabemos que ele é habilidoso, incrível e sagaz (em todos os sentidos), mas que não tem um “rosto”, algo que, desde sempre, é o maior REFERENCIAL que existe entre as pessoas.

            Por isso cada coisinha que sai sobre ele todo mundo fica louco, pois elas evidenciam as habilidades dele, ao mesmo tempo que não sabemos quem é. É como o V de Vingança.

            Pra mim, ele pagar esporro, dispensar a Wolfpack e avocar apenas pra si a atribuição de pegar o G-Virus (voltando ao encontro de Birkin sozinho) em ORC foi um dos momentos mais emblemáticos do sujeito. E tbm aquele file do Code: Veronica sobre o transporte do Tyrant para a ilha Rockfort redigido por ele (e que ele não sabia do que se tratava, mas que cumpriu a missão sem questionamento prévio) é um dos MAIS LEGAIS DA SÉRIE.

          • Hunk

            realmente, não sabemos quase nada sobre o hunk, apenas que ele é foda e não tem medo de nada (agora que eu digo isso dessa forma me veio a mente a pesquisa da alex wesker, ele teria se saído muito bem, será que algum dia conectarão os 2?), sendo capaz de cumprir qualquer missão, por mais impossível que pareça, basicamente um snake que invadiu RE, mas quais serão seus verdadeiros motivos? será que ele de fato era leal à umbrella sem poréns? se esse for o caso, então por que? o que ele se tornou depois da queda da empresa? ele era um mistério no RE2 e agora que estamos na espera do RE7 ele continua sendo um dos maiores, se não o maior mistério da franquia. como eu disse, ele não seria tão interessante se fosse explorado cedo demais, mas tomara que alguma hora revelem esse mistério. seria um desperdício se a franquia fosse concluída sem explorar melhor esse personagem que só apareceu uma vez e posteriormente foi mencionado apenas num epílogo do RE3 e num file do CV, porém se tornou tão popular, aparecendo em diversos modos extras e tendo sua única aparição recontada 2 vezes (umbrella chronicles e ORC). e de fato aquele primeiro capítulo do ORC pra mim foi um dos mais legais exatamente por causa do Hunk, de todos os personagens dos jogos antigos ele foi o que mais marcou presença nesse jogo, inclusive marcou mais que a própria wolfpack.

          • Fabricio Barbosa

            Embora HUNK seja uma figura que tenha toda uma mitologia por trás de si, isso se dá em virtude de suas habilidades em campo e sua conexão (e lealdade) com a Umbrella. Na minha opinião, não acho que cairia bem usá-lo, por exemplo, como propósito nos planos de Alex, pois HUNK, embora seja incrível e se encaixasse perfeitamente no projeto por ser destemido, nada mais é que um PROFISSIONAL DE CAMPO, compreende? Ele é um sujeito operacional… E não o centro das atenções quando se trata de uma nova B.O.W. Aliás, sendo bastante claro, HUNK jamais mereceria virar cobaia de projeto algum.

            Acho sim, que ele poderia ser explorado devido a mitologia do personagem e sua conexão com a Umbrella, mas de forma inteligente, e não como um inimigo mutado. Da mesma forma, Nicholai.

            De qualquer forma, eu vejo HUNK como um cara PRESTATIVO por uma empresa, ÚTIL, porém que nunca entrará na sala da chefia. Ou seja, sempre haverá coisas ali que ele não saberá os detalhes, pois ele é bem do tipo: “missão dada é missão cumprida”, independente de ele saber ou não a fundo o teor de certas missões. Seu relatório no Code: Veronica explicita muito bem isso.

            Masss… HUNK é um personagem que pode sim saber algo importante sobre a Umbrella. Pelo menos muito mais, é claro, que os mocinhos protagonistas. Não acho que, mesmo um cara operacional, ele seja um sapo cego.

          • Hunk

            concordo que seria horrível ele virar cobaia, só falei disso porque veio na minha mente o teste da alex quando falei da ausência total de medo dele, mas com certeza ele não poderia cair nos truques da vilã e se tornar uma marionete ou uma BOW. enxergo ele da mesma forma que vc, acho difícil dele acabar sendo o grande chefão de alguma empresa relacionada ao bioterrorismo, não faria o tipo dele e nem sequer parece ser do interesse do personagem. como vc disse, ele é um soldado, não um maluco com planos de dominar ou destruir o mundo, muito menos um interesseiro qualquer que busca o lucro próprio. mas agora que a umbrella acabou fica meio difícil de trazê-lo de volta como um soldado dela, por isso me pergunto se a lealdade dele pertencia à empresa, porque se quiserem trazê-lo de volta eu imagino que ele teria que estar trabalhando pra alguém. não duvido que ele realmente seja um soldado leal, mas leal a quem exatamente? pode ser à umbrella, mas e se fosse a alguma concorrente ou até mesmo a alguma pessoa (alex talvez, mas como soldado, não cobaia)? ou talvez ele agora tenha se juntado a alguma das empresas que deram continuidade à umbrella não por traição, mas sim pra continuar defendendo os mesmos ideais da empresa da forma que der. mas é possível (e acho até provável) que ele não estivesse nem aí pra ideal nenhum, só cumprisse as missões por lealdade cega à empresa, mas nesse caso o que seria dele agora? se eu não me engano nesse mesmo file do CV que vc mencionou (ou pode ser outro, não tenho certeza), ele menciona que foi treinado na ilha rockfort, o que dá a entender que ele desde sempre foi um soldado da umbrella (isso supondo que ele sempre trabalhou como um soldado), mas aí surge outra dúvida, o que fez ele ir parar nas mãos da umbrella em primeiro lugar? será que ele teve uma infância e adolescência normal ou desde criança já era propriedade da empresa de alguma forma (já vimos isso antes com o projeto wesker), sendo preparado desde cedo pra fazer o que ele faz, talvez sendo até modificado geneticamente? o hunk é praticamente uma tela em branco, sabemos o que ele representa, mas nada além disso, tudo pode ser construído ainda. de qualquer forma concordo que ele não era nenhum idiota e já devia estar por dentro de mais segredos da empresa do que os mocinhos, e acho que um personagem com esse tipo de conhecimento e conexão à umbrella não deve simplesmente desaparecer pra sempre ou desistir do que fazia e levar uma vida normal, independente do que aconteceu com a empresa.

      • Igor Vieira

        Vlw 😉

      • Jonatas Almeida

        No 3 mostra o rosto dele. E há rumores q ele é o redfield do re7

        • Hunk

          Sim, no epílogo, mas isso foi a muito tempo atrás e os personagens mudam muito de rosto. Quanto ao RE7, li sobre esses rumores também, mas por hora ainda não joguei o jogo pra tirar minhas próprias conclusões e se for só um rumor mesmo então não quer dizer muita coisa. Talvez a DLC Not a Hero esclareça melhor essa situação.

%d blogueiros gostam disto: