Perfil

Nome: Moira Burton
Nascimento: 1991
Altura: 1,65m
Peso: 50,7Kg
Tipo Sanguíneo: desconhecido
Afiliações: TerraSave (2011)
Status: Viva

Nascida 1991, Moira Burton é uma das filhas de Barry Burton e sua esposa Kathy, e viveu com seus pais e sua irmã Polly em Raccoon City até 1998, ano em que a cidade foi tomada pelo caos causado pelo t-Vírus e acabou vendo seu fim. Desde muito jovem, Moira já começou a passar por apuros.

Ainda uma criança, em julho de 1998 ela, sua mãe e sua irmã foram feitas reféns por homens de Albert Wesker, para garantir que Barry cooperaria com as ações do capitão dos S.T.A.R.S. durante o incidente da Mansão de Spencer, entre os dias 24 e 25 de julho.

Wesker chantageou Barry afirmando que mandaria matar toda sua família caso ele não o ajudasse a seguir com o plano de testes de combate das BOWs contra os demais membros dos S.T.A.R.S. Apesar disso, Moira, Polly e Kathy sobreviveram, e com medo de que sua família pudesse ser novamente ameaçada, Barry as enviou para o Canadá, podendo assim investigar a Umbrella mais tranquilamente ao lado de seu amigo e parceiro, Chris Redfield.

Em 2011 Moira se afiliou à Terra Save por influência de Claire Redfield. Essa parceria foi o início de um dos maiores pesadelos que a jovem teve a desventura de viver em toda sua vida.


A inocência perdida

Entre 1998 e 2011

Depois dos incidentes de 1998 em Raccoon City, a família Burton se mudou para o Canadá a fim de ter uma vida tranquila e longe dos riscos do bioterrorismo.

As filhas de Barry tiveram uma infância comum, mas que foi interrompida por um acidente inesperado que mudaria vida da família drasticamente: Moira e Polly estavam brincando, quando tiveram a ideia de invadir a sala de armas de seu pai, que a esquecera destrancada; e sem querer Moira disparou contra a caçula, que ficou inconsciente.

Barry chegou a tempo de levar Polly ao hospital e salvá-la, no entanto, ele gritou com Moira a culpando pelo acidente. A garota cresceu com esse peso em suas costas, criando um trauma com armas de fogo, e uma resistência ao seu pai, que dali pra frente, se tornaria seu pior inimigo.

Moira teve uma adolescência rebelde, fazendo o que podia para provocar Barry. Mas toda essa revolta foi amenizada pela influência de Claire Redfield – amiga de longa data da família Burton, e considerada uma irmã mais velha para Moira – que sempre a aconselhou e tentou mostrar para a jovem que ela deveria perdoar seu pai e seguir em frente.

Tema o que se tornarás e torne-se o que temes

2011

Claire era a confidente e melhor amiga de Moira Burton, a quem passou a idolatrar por conta de seu trabalho a frente da ONG Terra Save. Em 2011, Moira decidiu seguir os passos de Claire, e se afiliou à Terra Save. Foi justamente na festa de boas-vindas pela sua entrada na ONG que um incidente ocorreu.

Um grupo de homens mascarados e armados invadiram a sede da Terra Save, e sequestraram Moira, Claire e várias outras pessoas que trabalhavam a frente da organização. Durante a ação, Moira e os demais foram induzidos a um sono profundo, e quando acordou, a jovem se viu em sozinha, em uma cela escura e com um estranho bracelete preso a um de seus braços.

Apesar do medo de estar em um lugar estranho, ela não fica sozinha por muito tempo. Instantes após acordar, Claire Redfield aparece e a cela de Moira se abre. As duas passam a vagar pela prisão, buscando por uma saída. No entanto, elas descobrem que além de estranho, o lugar é hostil, e são atacadas por um homem cheio de pedaços de ferro cravados pelo corpo e aparentemente louco.

Apesar disso, o perigo logo se afasta, mas os gritos de desespero de uma outra pessoa chamam a atenção. Logo elas descobrem que os gritos eram de uma colega da Terra Save, Gina Foley, que aparentemente foi atacada por uma criatura semelhante à que as atacou momentos antes.

Ao vagar pelo local, logo elas chegam ao que parece ser o pavilhão principal de celas, e uma voz vinda do sistema de vigilância da prisão fala com elas citando frases do filósofo Franz Kafka: “Tema o que se tornarás e torne-se o que temes.” Além disso, a voz informa que elas estão participando de uma espécie de experimento, e que os braceletes em seus pulsos mudam de cor conforme o medo delas aumenta.

Ao escapar da prisão, as duas descobrem que estão em uma ilha isolada sendo observadas por uma mulher que se intitula “A Supervisora”. Moira até tenta fazer contato com o mundo externo através de um rádio, porém isso tudo parece ser em vão, já que nenhuma resposta é recebida.

Pouco à frente, elas se encontram com outros membros da Terra Save que ainda estão vivos: Gabe, Pedro e Neil. E então, a Supervisora os informa que todos ali estão com um vírus especial no sangue, e que aquilo tudo era um teste para saber quem superaria o medo e teria a chance de “morrer de uma forma boa”.

Pedro e Gabe sucumbem ao medo e acabam sofrendo mutações. Pedro se transforma em um monstro terrivelmente violento, com olhos por todas as partes do corpo, e faz o uso de uma furadeira como arma. Já Gabe, não chega a se transformar em um monstro, já que sofre um acidente fatal de helicóptero.

Moira e Claire encontram uma garotinha, Natalia Korda, que também foi levada para ilha. A pequena foi vista na prisão, mas se assustou com as duas e fugiu, mas em outra oportunidade, Moira abordou a pequena de uma forma doce – um lado de Moira que há tempos não vinha para fora.

Provavelmente, ela viu em Natalia sua irmã mais nova, Polly. As duas garotas seguem com a pequena, onde encontram mais perigos na ilha, e antes que elas pudessem levar Natalia mais adiante em busca de uma fuga daquele pesadelo, a pequena desaparece.

Em busca de Natalia, Claire e Moira encontram um bilhete deixado por Neil Fisher, que pediu que as duas o encontrassem na fábrica da ilha. Rapidamente, esse encontro se transforma em uma armadilha e as duas se vêem lutando pela vida novamente. A Supervisora diz às duas que estão sendo descartadas do experimento, e incinera o local no intuito de matá-las.

As duas sobrevivem e seguem para a torre onde a Supervisora estava através dos esgotos, e encontram um senhor de idade que as aborda perguntando o que fazem ali. Ele não usa nenhuma pulseira, e as duas chegam a conclusão que a Supervisora não sabe da existência dele, e de uma forma ríspida, ele pede que elas saiam dali e o deixe em paz.

Ela seguem o caminho, mas antes que pudessem chegar na torre, elas vêem através de uma câmera de segurança, uma conversa de Neil com a misteriosa mulher que as testava o tempo todo. No entanto, ele é enganado pela Supervisora, que lhe injeta do vírus Uroboros.

Próximas do elevador que as levaria para torre, elas são surpreendidas pro Neil em fase de mutação e precisam acabar com a nova ameaça. Já transformado, elas o derrubam e seguem para o elevador, mas são surpreendidas pela criatura que Neil se transformou, mais uma vez, e precisam acabar com ele de uma vez por todas.

O gigantesco monstro acaba ficando em cima de Claire, e Moira não vê outra opção a não ser pegar a arma de sua amiga e atirar no monstro para salvá-la. Enquanto empunha a arma, Moira vê todos os fantasmas de seu passado e revive o trauma de ter atirado em sua irmãzinha. Apesar de ficar arrasada ao lembrar, ela toma coragem e supera seu trauma, acabando com Neil de uma vez por todas e salvando Claire.

As duas finalmente chegam até a Supervisora, que está atrás de um vidro e revela que tudo está acabado. Tão rápida quanto essa conversa, a mulher saca uma pistola e atira contra a própria cabeça, após dizer que sua fuga era a morte.

Sem entender nada, as duas são pegas de surpresa por um aviso de autodestruição da torre. Elas correm para encontrar uma forma de sair dali. Mas infelizmente, a torre começa a explodir, e alguns destroços desabam em cima delas. Moira empurra Claire, que se salva, mas é esmagada por uma pedra. Sem alternativas, Moira pede para Claire fugir da torre e deixá-la ali. E sem escolha, Claire pula de um precipício, e cai no mar, achando que sua amiga Moira, estava morta.

O Conflito

2011

Moira Burton acorda ferida e fraca em uma cama, e se surpreende ao se ver viva. Ela então descobre que o mesmo velho que encontraram no esgoto, do qual a Supervisora desconhecia, havia a salvado. Seu nome é Evgeny Rebic. Os dois não se dão muito bem, mas passam a colaborar entre si para sobreviver. Moira vê em Evgny o Barry que ela tanto desprezou e se sente culpada por isso.

Evgeny tem esperanças de encontrar sua filha, Irina, que se perdeu na ilha. Moira, arrependida por não valorizar o pai que tinha, ajuda o senhor a encontrar respostas. Ela até chega a gravar um áudio pedindo o perdão de seu pai, caso seu celular fosse encontrado um dia.

Sem esperanças de sair da ilha, ela sobrevive ao lado de Evgny por seis meses, sem nenhuma notícia ou resgate vindo do mundo externo. Infelizmente, eles encontram anotações da filha de Evegny, que já estava morta. E desolado, Evgny tranca Moira para fora de seu quarto e decide morrer ali mesmo.

Sozinha de novo, Moira lamenta por tudo, e decide sobreviver por si só. E, surpreendentemente, ela encontra a carteira de Barry em um canto isolado da ilha, descobrindo que mesmo após os seis meses, Barry foi resgatá-la. Ela então ouve sons de tiros e encontra um monstro esmagando Natalia, a mesma garotinha de seis meses atrás, mas o impede de matar a pequena. Ela se emociona ao ver seu pai ali, e os dois se reconciliam rapidamente.

Moira, Barry e Natalia fogem do local onde o monstro, que na verdade era A Supervisora – Alex Wesker, que ainda não havia morrido. E para a desventura do trio, não há uma maneira de escapar da ilha. E nesse momento, como um auxílio divino, Claire Redfield chega de helicóptero na ilha para salvá-los.

A mulher pede o perdão de Moira por tê-la deixado para trás seis meses antes, e Moira diz que está tudo bem, já que ela veio resgatá-la com um helicóptero e armada até os dentes. O grupo consegue aniquilar Alex transformada e fogem da ilha para reconstruir os relacionamentos e se unirem, já que Natalia era a mais nova integrante da família Burton.

2 anos depois

2013

O pesadelo vivido na ilha ficou para trás, e a família Burton adotou a pequena Natalia. Todos os relacionamentos foram reestruturados e por mais clichê que seja, a calmaria tomou a casa dos Burton. Pelo menos, aparentemente…


Curiosidades

  • A primeira aparição de Moira não foi em Resident Evil: Revelations 2. Ela já apareceu duas vezes em jogos anteriores: Em Resident Evil (original e Remake), Moira aparece na foto da família de Barry, que o mesmo carrega consigo; e no epílogo de Resident Evil 3: Nemesis, onde é revelada a mudança da família Burton para o Canadá.

Atrizes e Dubladoras

Resident Evil: Revelations 2
– Marcella Lentz-pope (voz)

Galeria de imagens

%d blogueiros gostam disto: