O Nemesis T-Type é uma arma biológica feita com base no T-vírus e um parasita chamado NE-alpha. Nemesis foi desenvolvido com o objetivo de contornar os problemas encontrados em outros tipos de Tyrant, que apresentavam baixa inteligência. Seu nome vem da deusa grega da vingança.

 

Criação

O projeto Tyrant, iniciado por Albert Wesker e William Birkin no laboratório da Umbrella em Arklay chegou a uma arma biológica que poderia agir como um soldado e obedecer a ordens, mas o ataque do T-vírus aos neurônios do hospedeiro atrapalhava a execução de tarefas, devido ao déficit de inteligência causado. Enquanto isso, um segundo grupo de pesquisadores da divisão europeia da Umbrella buscava uma alternativa para evitar a perda de inteligência das cobaias. Inicialmente, tentou-se uma abordagem cirúrgica, que não rendeu muitos resultados. Com o passar dos anos, a divisão americana da Umbrella acabou conseguindo aprimorar o modelo inicial do “Proto Tyrant”, gerando o modelo T-002, enquanto a filial europeia chegou ao parasita NE-alpha.

Inicialmente o parasita foi testado em Hunters e posteriormente em cobaias humanas, mas sempre agia de forma muito agressiva, matando grande parte de seus hospedeiros.

Em 1998, após o incidente da mansão, os problemas apresentados pelo Tyrant T-002 fizeram com que a Umbrella percebesse que o projeto ainda precisaria ser aprimorado. O progresso nas pesquisas do laboratório europeu da empresa levou à forma final do parasita NE-alpha. O objetivo era, a partir de agora, modificar o conceito do Tyrant e criar uma nova forma de vida que pudesse agir como um soldado, mas que tivesse um maior nível de inteligência, aumentando sua eficiência.

O NE-alpha é implantado na medula espinhal de um Tyrant do tipo T-103 e catalisa os neurônios infectados pelo T-vírus, causando a invasão do cérebro por um novo tipo celular, que ganha controle do sistema nervoso central do hospedeiro. O parasita acaba por formar um segundo cérebro atrás do original, comandando as ações do sistema nervoso como um todo. Esse processo melhora a inteligência do Nemesis T-Type consideravelmente.

A inteligência aprimorada do Nemesis T-Type permite a execução de ordens de forma mais precisa, incluindo tomadas de decisão próprias sem a necessidade de comando constante, além da capacidade de manejar armas complexas. Tudo isso seria completamente inviável em um Tyrant comum, como o T-103.

A equipe de pesquisa europeia responsável pela criação do Nemesis T-Type desenvolveu quatro modelos da criatura. Um deles manteve, inclusive, a capacidade de livre arbítrio durante um estágio de desenvolvimento do projeto e tentou escapar, mas foi destruído. Apesar da base do Nemesis T-Type ser um Tyrant T-103, o parasita NE-alpha é o grande responsável por esse desenvolvimento mental. Nos modelos seguintes, a inteligência gerada pelo NE-alpha foi restringida nas cobaias para evitar maiores problemas, mas a capacidade de cumprir ordens com eficiência foi mantida.

Graças às secreções produzidas pelo parasita, o Nemesis T-Type tem grande capacidade regenerativa, muito maior que a de outras B.O.W.s. No entanto, essa característica tem um alto preço, gerando mutações descontroladas no corpo do hospedeiro. O grande poder mutagênico de Nemesis também é contido com uma roupa protetora especial desenvolvida pela Umbrella. A destruição dessa proteção acarreta no desencadeamento de alterações físicas no corpo do Nemesis T-Type.

 

A BOW perfeita

No incidente em Raccoon City, o Tyrant enviado era o segundo modelo do Nemesis T-Type, chamado Nemesis T-02. Este passou por um grande período de treinamento e foi lançado na cidade para executar ordens de destruição dos S.T.A.R.S. sobreviventes.

Brad Vickers foi eliminado pela criatura na porta do Departamento de Polícia de Raccoon City, e fez outras vítimas, como o membro da U.B.C.S. Mikhail Viktor.

Jill Valentine, que ainda estava na cidade durante o espalhamento do T-vírus, quase se tornou vítima do Nemesis T-Type ao ser infectada com o T-vírus na Torre do Relógio de Saint Michael; mas Carlos Oliveira foi capaz de salvá-la utilizando uma vacina criada no Hospital de Raccoon City. O confronto também causou graves danos à criatura. Ao ser atingido por chamas, a roupa protetora do Nemesis T-Type foi rompida, desencadeando o processo de alterações descontroladas de sua forma inicial.

A segunda forma da criatura apresentou um desenvolvimento inicial de tentáculos, que já estavam presentes na forma inicial, mas permaneciam escondidos pela roupa protetora. O descontrole no desenvolvimento de alterações progride até que ocorre o início da destruição do cérebro original do Tyrant que serviu de hospedeiro para o parasita NE-alpha, ativando sistemas de defesa que geram mutações ainda mais descontroladas.

Em um novo confronto com Jill Valentine na Dead Factory, o Nemesis T-Type foi sofreu danos graves após ter caído em um tanque de eliminação de resíduos da Umbrella. Por fim, a criatura tornou-se uma espécie de órgão digestivo, com a aparição de bolhas repletas de ácido que pode ser expelido.

Jill se viu cercada pelo monstro em uma das salas da fábrica abandonada, onde havia sido travada uma batalha entre a Umbrella e o Exército Norte Americano. No local, havia a arma sobre trilhos “Espada de Paracelsus”. Nemesis passou, então, por uma última mutação após se alimentar do cadáver de um Tyrant T-103, morto durante o

confronto anterior. Jill usa a arma sobre trilhos para eliminar a massa disforme em que se transformara o Nemesis T-Type, e finaliza a vida da criatura com uma Magnum.

Formas

Primeira forma

A forma original de Nemesis, criada a partir de um Tyrant. As secreções do parasita dão à criatura uma aparência assustadora e única. Sua principal arma de manejo é o lança-mísseis.

150px-Nemesis0

Segunda forma

Uma forma mutante de Nemesis, que ainda apresenta algumas limitações nas modificações graças ao restante de roupa protetora que permaneceu no corpo da criatura. O número aumentado de tentáculos é resultado do processo regenerativo desencadeado pelas queimaduras causadas pelas chamas na Torre do Relógio. Possui maior capacidade de ataque do que a primeira forma.

nemesis second form

Terceira forma

É a forma final do Nemesis T-Type, o resultado da dominação dos instintos de sobrevivência do parasita sobre o programa de ataque. A criatura se transforma em um órgão digestivo gigante cujo objetivo principal é caçar presas, lançando soluções ácidas em direção a elas. Nesse estágio, a inteligência do Nemesis T-Type decai severamente, mas de alguma forma, a ordem de eliminar os S.T.A.R.S permanece como um objetivo.

nemesis thrid form

 

Em Resident Evil: Operation Raccoon City

Nemesis aparece em Resident Evil: Operation Raccoon City em dois momentos distintos:

Campanha do Wolfpack – USS

Na campanha principal do jogo, Nemesis é alvo de uma das missões do esquadrão da Umbrella. Nemesis fugiu do controle da empresa, e o jogador deve extrair o parasita NE-Beta do cérebro de um Tyrant T-103 e injetá-lo em Nemesis para que ele volte a obedecer os comandos da Umbrella e seguir com sua missão. Porém a tarefa é extremamente complicada, já que Nemesis está descontrolado e destrói tudo e todos que cruzam o seu caminho. Após uma incessante batalha, o Wolfpack finalmente consegue injetar o parasita no cérebro de Nemesis, que imediatamente recobra sua “consiência”, pega sua rocket launcher e parte para sua principal missão: eliminar os S.T.A.R.S. sobreviventes.

Campanha do Echo Six – Spec Ops

Na campanha DLC de REORC, o jogador encontra com Nemesis em dois momentos diferentes: no primeiro, o Echo Six deve conter o avanço das forças da USS que tem o reforço de Nemesis. No segundo momento, o esquadrão da Spec Ops vê Nemesis derrubando o helicóptero na Clock Tower e parte para lá, imaginando que Jill Valentine estivesse passando por apuros. Ao chegar no local, a batalha entre Jill e Nemesis já aconteceu, e os soldados das forças do governo dão cobertura para que Carlos leve a moça a um local seguro, atrasando Nemesis. Inicia-se então uma perseguição que passa pelos esgotos de Raccoon e termina numa fundição subterrânea, onde o Echo Six faz uso das caldeiras para derrotar Nemesis momentaneamente e poder prosseguir com a missão.

nemesis_orc

 

Nos filmes

Nemesis está presente em “Resident Evil: 2 Apocalipse”. No longa, o hospedeiro original é Matt Addison, que esteve presente no incidente ocorrido na colmeia em “Resident Evil: O Hóspede Maldito”. Após o ataque do Licker no trem de fuga, Matt sofre mutações e é encaminhado para o programa Nemesis pelos pesquisadores da Umbrella. No filme, não é citada relação com o parasita NE-alpha e as armas de escolha para o monstro são uma grande metralhadora giratória e o clássico lança mísseis. Em uma batalha contra Alice, Nemesis é seriamente ferido, mas Matt ainda consegue ter algum domínio sobre si e se volta contra a Umbrella, atacando o helicóptero de  Major Cain. O monstro acaba morrendo ao ser atingido pelos destroços da aeronave. Em “Apocalipse”, Nemesis é interpretado pelo ator Matthew G. Taylor.

 


 

Aparições

Jogos: Resident Evil 3, Resident Evil: The Umbrella Chronicles, Resident Evil: Operation Raccoon City, Ultimate Marvel vs Capcom 3.

Filmes: Resident Evil 2: Apocalipse.

%d blogueiros gostam disto: