Após o desenvolvimento do T-Abyss, em 2004, a equipe de investigação descobriu os Oozes, que são humanos do sexo masculino que foram infectados com o vírus. Após o T-Abyss ser lançado em Terragrigia em 2004, muitas dessas criaturas foram encontradas, e assim, seus pesquisadores passaram a chamá-los de Ooze.

 

Características

Uma vez que o vírus entra no corpo de um homem, ele se une às membranas das células do hospedeiro e faz com que ele absorva uma quantidade anormal de água. A membranas incham com a pressão osmótica e entram em colapso, como se derretesse. O corpo do infectado começa a inchar e a descolorir, como se tivesse se afogado. Como resultado, as criaturas aparentam ser um cadáver inchado. O vírus continua sua propagação e clama por mais água e nutrientes, e em seguida, toma o corpo do hospedeiro. Esse impulso é a razão dos Oozes sugarem o corpo das vítimas: Para repor os fluídos corporais.

O Ooze é muito flexivel e pode aparecer em lugares inesperados. Sua flexibilidade permite que ele se mova através de quase qualquer fissura ou lacuna para perseguir sua presa. Ele também é capapaz de se liquefazer completamente e depois se solidificar, tornando-se mortal para aqueles que desconhecem essa habilidade. Seus movimentos são imprevisíveis e seu comportamento é puramente instintivo, com base na procura incessante por água.

O orgão sanguessuga presente dentro de sua boca, é uma língua especificamente desenvolvida para sugar sangue. Após capturar suas presa, o Ooze morde sua vítima e, com esta língua, suga o sangue e todos os fluídos corporais. Ele também possue centenas de pequenos dentes na extremidade da língua, que são capazes de se movimentar de forma individual. Depois de morder a presa, ele corta a pele da vítima com os dentes para ter fácil acesso aos líquidos. Muitas vezes, o Ooze também possui ossos afiados expostos em seus braços, assim, podendo usá-los para cortar a presa.

 

Variações

Pincer: Essa mutação possui mais saliências ósseas em seus braços, semelhantes a pinças. Essas pinças podem ser retraídas, o que o permite atingir a presa de uma distância maior.

Tricorne: Esse tipo de Ooze só possui um braço. Sua mão mal formada é capaz de lançar projéteis feitos de ossos em suas presas.

Chunk: Por absorver mais água do que o corpo poderia suportar, uma bolha de carne e água se forma. Após receber dano, a pressão no seu corpo aumenta a ponto de fazê­lo explodir.

Rachael Ooze: A única humana do sexo feminino que ao ser contaminada pelo T-Abyss se tornou um Ooze. Rachael é mais rápida, mais resistente e mais forte que os Oozes normais, e é praticmaente imortal. Seus ataques se assemelham ao de um Ooze normal, sendo apenas mais mortais e rápidos.

 


Galeria de imagens

%d blogueiros gostam disto: