Resident Evil acumula prêmios e recordes de vendagem a cada lançamento. Até agosto de 2010, a série tem 63 games lançados e acumulou mais de 44 milhões de unidades vendidas ao redor do mundo. RE5, de 2009, é o segundo título mais vendido da história da Capcom, com 5.4 milhões de jogos vendidos nas versões Playstation 3 e Xbox 360. Logo atrás está RE2, que acumula 4.9 milhões de cópias comercializadas apenas da edição PsOne, que chegou ao mercado em 1998. Ainda, de acordo com dados da consultoria Media Create, esta mesma versão é o 49º jogo mais vendido na história do Japão e contabiliza aproximadamente 2.1 cópias vendidas, sendo mais da metade registrada apenas na primeira semana nas prateleiras.

Com tais resultados, não é de se espantar que a série Resident Evil seja não somente a maior franquia da Capcom, mas tenha se tornado uma das principais marcas da indústria dos games. Como já é tradição, a companhia japonesa faz referências às suas franquias em praticamente todos os jogos produzidos e, claro, RE não poderia ficar de fora dessa tendência. Confira neste artigo os passos dados pela saga além de seus próprios games.

 Pocket Fighter (1997)

O primeiro game com referências a Resident Evil foi lançado para arcade, PsOne, WonderSwan, Sega Saturn e Playstation 2 (como parte da coletânea Street Fighter Alpha Antology). Direcionado principalmente ao público infantil, o game de luta misturava personagens de Street Fighter, Darkstalkers e Red Earth em versões super deformed. Em um de seus especiais, Chun-Li veste o uniforme dos S.T.A.R.S. de Jill Valentine e utiliza armas como uma faca, Handgun e lança-chamas, entre outras. No final de Akuma, o vilão é levado para um cemitério no coração de uma floresta e é mostrado lutando contra zumbis semelhantes aos vistos no primeiro Resident Evil.

 

Trick’n Snowboarder (1999)

Entitulado Tricky Sliders no Japão, Trick’n Snowboarder foi lançado sem destaque para o PsOne e sofria da falta de tradição da Capcom em games de esporte, recebendo críticas medianas da imprensa especializada. Além de pranchas com temas da franquia, o jogo trazia Leon, Claire e um policial zumbi como personagens secretos, destraváveis quando a sequência triângulo (2x), X (2x), quadrado, círculo, quadrado, círculo era digitada no menu principal.

  

Série SNK Vs. CAPCOM 

Este trading card game lançado em 1999 para Neo Geo Pocket é o primeiro crossover entre SNK e Capcom, e trazia diversos personagens de variadas franquias das duas produtoras. No jogo, é possível utilizar cartas de Jill, Leon, Claire e um zumbi. Em 2001, a sequência SNK vs. Capcom: Card Fighter 2 Expansion repaginou o visual do baralho e acrescentou Chris, Nemesis e uma nova versão de Jill a ele. Em 2006, uma nova versão do jogo foi lançada para Nintendo DS, com o título SNK vs. Capcom Card Fighters DS, e trouxe Ada Wong, Albert Wesker, a versão RE3 de Jill Valentine, Nemesis e Tyrant representando a saga.

  

Marvel VS CAPCOM 2: New Age of Heroes

A sequência de um dos mais famosos crossovers de luta da Capcom trouxe Jill Valentine como uma de suas personagens principais. Apesar de atacar com socos e chutes, a policial utiliza uma bazuca em um de seus ataques especiais e pode chamar inimigos como corvos, Cerberus, zumbis e o Tyrant para ajudá-la nos combates. Em 2009, o game foi relançado em alta definição nas redes Playstation Network e Xbox Live.

 

Mega Man Legends 2 (2000)

A sequência do RPG de Mega Man para o PsOne trouxe uma pequena referência a Resident Evil. Passado no futuro, o jogo possibilitava comprar o cartucho “Resident Evil 43” em uma de suas lojas.

Under the Skin (2004)

Este game traz o extraterrestre Cosmi como personagem principal, que é enviado do planeta Mischief com a missão de causar tumultos na Terra. Um dos níveis da aventura é dedicado inteiramente a Resident Evil 3 e se passa em uma Raccoon City dominada por zumbis. É possível tomar a forma de Jill, Carlos e diversos outros mercenários da U.B.C.S., com o objetivo de derrotar Nemesis o maior número de vezes possível. No Japão, foi lançado como Mischievous Alien: Panic Maker.

 Namco X Capcom (2005)

Lançado para Playstation 2, Namco X Capcom é um RPG que tem como personagens principais Reiji e Xiaomu, criados exclusivamente para este jogo. Os dois são agentes responsáveis pela investigação de um distúrbio que trouxe personagens de diversas realidades diferentes para o Japão atual. Bruce McGivern e Fong Ling, ambos de Resident Evil: Dead Aim, são jogáveis durante a aventura.

  

Viewtiful Joe: Double Trouble! (2005)

O quarto título da série Viewtiful Joe, lançado para o Nintendo DS, permitia enfrentar algumas criaturas da série Resident Evil em uma de suas fases, inspirada na mansão de Spencer. O nível também trazia alguns puzzles e era possível ver imagens de personagens e monstros de RE nos quadros pendurados pelas paredes.

Haunting Ground (2005)

Este game nasceu de um dos conceitos originais de Resident Evil 4, descartado por abordar temas sobrenaturais e se distanciar do conceito imaginado pelo diretor Shinji Mikami. Hewie, o pastor alemão que auxilia a protagonista Fiona durante toda a aventura, é exatamente o mesmo cão salvo por Leon no início do quarto capítulo da série. A personagem principal possui uma forte semelhança com Ashley Graham.

Dead Rising (2006)

Franquia considerada como herdeira dos zumbis da Capcom, Dead Rising traz uma série de referências circunstanciais a Resident Evil. Durante o game, é possível ver guarda-sóis e balões com as cores vermelho e branco e um restaurante chamado Chris’s Fine Foods. A citação mais óbvia, porém, é a lanchonete “Jill’s Sandwiches”, que lembra o diálogo entre Barry e a heroína no primeiro Resident Evil. O restaurante tem como slogan “Jill is a master of sandwich making” (Jill é mestre na fabricação de sanduíches). Logo no início de RE1, a policial é chamada de “master of unlocking” (mestre em arrombamentos) pelo parceiro.

We Love Golf (2007)

O game desenvolvido pela Camelot e publicado em todo o mundo pela Capcom é lotado de referências aos games da empresa. Uma das roupas destraváveis durante o jogo é a de Jill Valentine em Resident Evil 3. A personagem que a utiliza, Yuki, carrega bastante semelhança com a ex-policial.

 

Bionic Comando (2009)

Um dos principais games da Capcom em 2009, Bionic Commando trouxe de volta o personagem que fez sucesso no NES no final dos anos 80. O game de plataforma em 3D traz diversos cenários urbanos recheados de propagandas de diversas empresas, sejam elas reais ou não. Durante o jogo, é possível ver um outdoor da Tricell, companhia responsável pelos acontecimentos de Resident Evil 5.

Lost Planet 2 (2010)

O segundo título da série Lost Planet se passa dez anos depois do game original, e trouxe de volta a mesma ação e jogabilidade de seu antecessor. Para incentivar os gamers a realizarem a pré-venda pela loja americana Gamestop, a Capcom ofereceu como brinde a possibilidade de jogar com o vilão Albert Wesker no lugar dos personagens normais do jogo. Mais tarde, o benefício foi estendido a todos aqueles que compraram a sequência.

 

Marvel Vs. CAPCOM 3: Fate of Two Worlds (2011)

A terceira edição do crossover de sucesso da Capcom trouxe Chris Redfield e Albert Wesker como personagens principais. Os dois possuem estilos de combate bem diferentes um do outro. Enquanto o ex-S.T.A.R.S. confia nas armas de Resident Evil 5 para realizar seus ataques, o vilão aproveita de seu extremo poder e utiliza golpes com muita velocidade e força.

Os dois contam com finais que fazem referência direta à série. Caso o jogador termine o game com Chris, o vídeo mostra o julgamento de Wesker, com direito a participação especial de Matt Murdock, o Demolidor. Já o encerramento do vilão o mostra utilizando o poder dos heróis da Marvel para suas experiências biológicas, além de conter citações a Alexia Ashford e Lisa Trevor.

Jill Valentine foi adicionada ao game em forma de DLC, completando o trio de personagens de Resident Evil. Ela também conta com roupas e golpes inspirados em sua aparição em Resident Evil 5. Um segundo conteúdo para download deu a Chris as roupas utilizadas no S.T.A.R.S.

 

Marvel Vs. Capcom 3 também conta com um cenário dedicado à franquia, com tubos de experimento contendo Licker e um Tyrant. Nemesis e alguns Hunters também fazem uma aparição no game, e são mostrados lutando contra Hulk no vídeo final do Gigante Esmeralda.

 

Créditos

Escrito por: Felipe Demartini (-Evil Shady-)
Última atualização: 27/02/2011
Agradecimentos: Carlos, estartes, Patricia A., Splinter

%d blogueiros gostam disto: