Essa semana começou a Brasil Game Show, o maior evento de games da América Latina, e a Equipe do REVIL estava presente para cobrir e prestigiar o evento. E aqui vão meus relatos pessoais sobre tudo o que estava rolando nos dias 10 e 11 de Outubro.

Cerimonia de Abertura – Brasil Game Show 2018

Logo de início, fui prestigiar a cerimônia de abertura do evento e corte da faixa oficial, dando início as atividades. Na abertura, consegui ver todos os convidados internacionais confirmados, que já estão em solo brasileiro, entre eles os nossos queridos produtores Yoshiaki Hirabayashi, de Resident Evil 2, e Michiteru Okabe, de Devil May Cry 5.

Outros nomes como Yoshinori Ono (produtor da franquia Street Fighter), Shota Nakama (produtor musical de games como Kingdom Hearts e Final Fantasy), Fumito Ueda (produtor do game ICO, Shadow of The Colossus e The Last Guardian), Charles Martinet (dublador do personagem Mario), Nolan Bushnell (criador do Atari), Katsuhiro Harada (produtor da franquia Tekken) e Daniel Pesina (ator por trás dos movimentos dos personagens de Mortal Kombat) estavam na cerimônia de abertura também.

Cobertura Resident Evil 2

Evento aberto, fui direto para o estande da Warner Games ver como Resident Evil 2 estava por lá. Sendo destaque da Brasil Game Show e já formando fila para testes da demo, o game teve um estande totalmente temático, com direito a fachada da R.P.D.

Estavam disponíveis duas demos para jogar: A do Leon S. Kennedy, focando na exploração pela R.P.D., e da Claire Redfield, desafiando os jogadores a enfrentar a primeira mutação de William Birkin. Teve também o carro de patrulha da R.P.D., porém ele ficou exposto no estande das Lojas Americanas.

O que eu tenho a dizer das duas demonstrações que joguei, foi que a Capcom está com um cuidado impressionante com esse retorno de um game clássico, colocando uma nova ambientação, porém sem deixar de lado toda a essência e a nostalgia que o primeiro Resident Evil 2 trás para todos.

A exploração com o Leon na R.P.D. foi uma sensação única, que juntou medo, desespero e alivio ao mesmo tempo. Eu saí para ver a entrada da R.P.D. e o detalhamento de fora da delegacia me deixou de boca aberta. Os pingos e reações do Leon na chuva são impressionantes!

A demonstração da Claire Redfield foi muito mais intensa, já que é preciso enfrentar William Birkin em sua mutação com o G-Vírus. Mesmo desesperada para conseguir administrar munições e ervas, os controles não me deixaram na mão. Consegui trocar rapidamente as armas, recarregar e também usar o menu da melhor forma possível, e isso foi um ponto positivo que gostei de ver no game (já que isso também é presenciado em Resident Evil 7). Meu desespero maior foi o pequeno espaço em que a batalha se passa, causando grande impacto no jogador.

Após o teste, e de tirar algumas fotos e deslumbrar o estande, participei junto com a equipe do Revil no Palco da Warner Games, juntamente com o site Meu PS4, jogando a demo da Claire e  interagindo com o público, fazendo um quiz e distribuindo brindes através de um sorteio.

Saindo da parte do estande da Warner Games, fui no estande da PlayStation, que também estava com a demonstração de Resident Evil 2. Aqueles que marcaram seus testes com o aplicativo Experiência PlayStation, aproveitaram mais rápido, evitando filas. Todos ali que conversei sobre como estava a expectativa para o jogo, me contaram que o game está incrível, com ambientação única, mas que ainda assim passa a nostalgia dos jogos clássicos da franquia.

A Equipe REVIL andou por todo o evento, trombando com diversos cosplayers da franquia, um mais incrível que o outro!

A surpresa maior desses dias foi ver o produtor Yoshiaki Hirabayashi andando livremente pelo evento e conversando com o público para saber o que os jogadores estavam achando de Resident Evil 2. Ele ficou a maior parte do tempo no estande da Warner Games. Consegui conversar brevemente com ele e agradecer pelos fãs o trabalho que ele está fazendo com essa volta triunfante de Resident Evil 2 para a nova geração.

O evento como um tudo

Além de prestigiar todo o material de Resident Evil 2 na Brasil Game Show, também experimentei outros games disponíveis no evento.

Um deles foi Devil May Cry 5, que também estava no estande da Warner Games e no estande da Xbox. Minha experiência foi incrível. Percebi o quanto a Capcom está se dedicando, dando atenção para a volta da franquia e ouvindo o que os fãs pediram, o jogo está ficando incrível!

O sistema de combate está limpo; é fácil combinar os combos entre as espadas, armas e o braço do Nero. Os cenários estão com detalhes inimagináveis, a movimentação em tempo real tanto do personagem quanto do cenário com os inimigos estão impecáveis!

Consegui jogar também o game Kingdom Hearts lll (as duas demonstrações disponíveis, o mundo do filme Toy Story e o mundo do filme Hércules) e Sekiro: Shadows Die Twice da FromSoftware.

Após testar todos esses jogos, fui passear por todo o evento, todos os pavilhões e estandes estão bem montados, de fácil acesso e muito bem sinalizados.

Aproveitei ao máximo toda essa experiência cobrindo a Brasil Game Show e fiquei super feliz em ver como o nosso site foi tratado por todos que estavam no evento, como o game Resident Evil 2 foi intensamente recebido por toda a comunidade presente. Está tudo sensacional!

Quero agradecer todo o apoio e oportunidades que tivemos através do pessoal da Capcom Unity Brasil e Warner Games Brasil por tornar tudo isso possível e maravilhoso para toda a comunidade fã de Resident Evil.

Fiquem ligados no site, pois terá mais conteúdos direto da Brasil Game Show 2018, e também nas redes sociais para interação direto do evento.

Twitter / Facebook / Instagram / YouTube

Créditos das imagens: arquivo pessoal – Paloma

%d blogueiros gostam disto: