O site Gamasutra informou que em uma reunião de acionistas, a Capcom decidiu colocar suas ações no mercado.

A decisão mais importante na verdade, foi acabar com o processo de proteção vigente desde 2008, que impedia a empresa de ter sua porção majoritária adquirida por qualquer pessoa com dinheiro suficiente, uma vez que ações da empresa sempre estiveram disponíveis no mercado, mas não havia a possibilidade de que um novo acionista pudesse adquirir uma quantidade de ações suficientes para se tornar sócio majoritário.

Na prática, isso quer dizer que qualquer pessoa com dinheiro suficiente (muito dinheiro, no caso), pode adquirir a maior parte das ações da Capcom, se tornar sócio majoritário e tomar o controle da empresa.

Essa decisão dos acionistas reflete o fraco desempenho que a empresa vem apresentando nos últimos anos, o que vem cada vez mais minando e diminuindo o ritmo de lançamentos da empresa, que teve uma participação bastante fraca na E3 2014. Dessa forma, a empresa pretende atrair a atenção e o capital de investidores que tenham interesse em adquirir uma parcela da empresa, injetado dinheiro e fazendo com que as ações da voltem a se valorizar.

Havia especulações de que um novo Resident Evil pudesse ser anunciado durante a E3 2014, mas isso não aconteceu. A presença da Capcom na feira se resumiu a uma DLC para Dead Rising 3, novidades sobre Street Fighter, Monster Hunter e um novo trailer de Deep Down.

%d blogueiros gostam disto: