A E3, feira que reúne produtoras de jogos eletrônicos, chegou ao fim na última quinta-feira (13) em Los Angeles (Califórnia – Estados Unidos). A Capcom, que prometia uma grande surpresa durante o evento, terminou a sua participação com o anúncio de Dead Rising 3, exclusivo do Xbox One, e da presença do robozinho azul Mega Man no próximo título da franquia Super Smash Bros., da Nintendo.

Além das novidades, equipes da empresa estiveram demonstrando os jogos DuckTales Remastered, Dungeons & Dragons: Chronicles of Mystara, Lost Planet 3 e Phoenix Wright: Ace Attorney – Dual Destinies.

Nenhuma informação sobre a série Resident Evil foi citada durante a E3.

Mercado brasileiro na guerra entre consoles

A nova “geração” de videogames promete ser acirrada, ao menos no Brasil. Ainda durante a E3, a Microsoft divulgou que pretende trazer o Xbox One ao mercado por US$ 499 (nos Estados Unidos) e R$ 2.199 (no Brasil).  O aparelho chega em novembro – não foi esclarecido se o XOne será importado, montado ou fabricado em terras tupiniquins, diferentemente do Xbox 360, que conta com produção local.

Já o PlayStation 4, da Sony, será lançado nos Estados Unidos por US$ 399 (cerca de R$ 850). Sem previsão de valor para os brasileiros, a empresa prometeu lançar o produto ainda neste ano, acompanhando a empreitada da Microsoft.

Em entrevista para a revista VejaJack Tretton, CEO da Sony Computer Entertainment of America (SCEA), disse que a meta é oferecer o PS4 pelo seu equivalente em dólar – a carga tributária nacional, no entanto, seria um desafio para empresa estabelecer ‘preço acessível’. Também não foi esclarecido se o novo console da Sony será importado, montado ou fabricado no país, como é o caso do PlayStation 3, que conta com produção local.

Já o Wii U, da Nintendo, lançado em novembro do ano passado nos Estados Unidos e vendido entre US$ 299.99 (cerca de R$ 640) e US$ 349.99 (cerca de R$ 750), também chega ao Brasil até o fim do ano. Em entrevista ao site G1, Satoru Iwata, presidente-executivo da Nintendo, disse que a empresa estuda fabricar o Wii U no país. Iwata não divulgou o valor de lançamento do aparelho.

Vocês estão prontos para essa nova geração de videogames e de jogos? Como ficaria um Resident Evil nessa disputa? Participe nos comentários!

%d blogueiros gostam disto: