Masachika Kawata, produtor de Resident Evil: Revelations, concedeu uma longa entrevista o site Now Gamer onde tratou a respeito do jogo e de seu port para os consoles de mesa, além de fazer alguns comentários sobre a franquia RE como um todo.

Ele comenta que a versão de Revelations para os consoles de mesa não é um simples port da versão do Nintendo 3DS, já que os gráficos e som foram totalmente remodelados, além de ter sofrido algumas alterações e ajustes necessários para que a experiência fosse aproveitada ao seu máximo. Kawata diz que a decisão de lançar o jogo para novas plataformas foi tomada com base no sucesso e nas críticas positivas que o título recebeu, tanto por parte da mídia quanto dos fãs.

O produtor falou que o fato de não haver zumbis em Revelations é resultante da ambientação do jogo – já que se passa a maior parte do tempo em um navio, os inimigos também teriam que ter uma temática marítima, mas isso não significa que os zumbis não tenham sua importância franquia, pois serão sempre inimigos icônicos.

Falando a respeito dos novos fãs da franquia, que começaram a jogar em RE5 e RE6, Kawata diz que Revelations pode ser uma boa oportunidade para eles conhecerem como foram as origens da saga, com foco maior no terror, mas alerta que se eles jogarem o título com expectativas de ver uma atmosfera semelhante a de RE5 e RE6, podem se decepcionar um pouco, já que muitos dos novos fãs são oriundos de jogos de tiros e de ação, algo que está distante de Revelations.

Por fim, Kawata fala que boa parte da inspiração para criar Revelations veio do primeiro jogo da franquia e da Mansão de Spencer, e que ele gostaria de continuar trabalhando em títulos voltado para o Survival Horror, mesmo que no momento não haja tantos jogos do gênero no mercado.

%d blogueiros gostam disto: