Resident Evil 6 trará algumas grandes mudanças, de acordo com entrevista que os produtores Hiroyki Kobayashi e Yoshiaki Hirabayashi contaram a X360 Magazine em entrevista, eles ainda falam da dificuldade que tiveram em encontrar um equilíbrio entre terror e ação. Confira a entrevista:

X360: O que os fãs da série irão achar de RE6?

Kobayashi: Os fãs da série terão muito de Leon e Chris. Eles conhecem esses personagens e vai ser muito significativo poder voltar a controlá-los novamente. Mas a forma como desenhamos o jogo, criamos um cenário para os novos personagem para fazer deles parte do universo RE, e isso será novo seja você um fã da série ou um novo jogador.

X360: Como cada personagem será diferenciado?

Kobayashi: Existem algumas coisas que tentamos para tentar diferenciar os cenários dentro do jogo. Por exemplo, nós tentamos incormporar elementos de terror em todos os cenários. Mas como vocês sabem, o terror é um gênero amplo e há várias formas dele. Então o cenário de Leon é um terror mais tradicional, enquanto Chris está em batalha e a forma como ele enfrenta seus caminhos e vai progredindo, as coisas que ele encontra são aterrorizantes em sua própria maneira.

X360: Existem alguns elementos dos controles clássicos de RE?

Hirabayashi: Acho que antes de tudo nós não queriamos fazer um sistema de controles de ação linear, nós ainda estamos tentando criar uma experiência de terror. Esse terror é entretenimento. E para este fim eu acredito ser necessário abrir um pouco os controles, torná-los mais suaves, para que a imersão do jogador seja maior, mas isso não quer dizer que nós perderemos o controle de como o jogador vivencia o mundo que nós criamos.

A X360 Magazine, ainda fez alguns comentários pontuais a respeito das mecânicas de RE6 em comparação com seus dois antecessores diretos: RE4 e RE5, sendo que uma das principais modificações é a possibilidade de finalmente poder andar e atirar ao mesmo tempo. A Capcom se esforçou muito para incrementar este sistema, pois estava infeliz com as tentativas feitas em RE5 de mixar ação e terror, isso levou os produtores a buscar por uma nova reinvenção da série, como a que foi vista em RE4. Algumas tentativas de inovação implementadas em RE5, ficaram “subdesenvolvidas” como por exemplo o esquema de cover.

Comentando a respeito do enredo do jogo aliado a todas as inovações já apontadas, foi dado destaque para o fato de o jogo ter 3 histórias independentes que podem ser jogadas em qualquer ordem, Resident Evil 6 é um projeto muito ambicioso, e essa liberdade inédita de se poder escolher como e por onde começar o jogo, trará uma imersão muito maior do jogador em sua história, trazendo momentos de real tensão, e fazendo com que o jogador tenha que planejar bem seus passos, afinal as escolhas feitas em um cenário, influenciarão os demais. Isso levou a criação de um novo estilo de jogo, batizado pela Capcom de “dramatic horror”, o novo nível de controle que o jogador terá sob o desenvolvimento do jogo, a presença de três diferentes cenários com três diferentes protagonistas  que se interligam em determinado momento – algo inedito na série, a enorme variedade de monstros e zumbis, e a possibilidade de andar e atirar ao mesmo tempo, leverão o jogador e uma experiência totalmente nova e emocionante.

%d blogueiros gostam disto: