O Kotaku teve acesso a uma prévia de Resident Evil: Revelations para PS3 e postou as suas impressões sobre o port do jogo do portátil 3DS, que chega ao PS3, Xbox 360, Wii U e PC a partir do dia 21 de maio.

Logo de cara, há elogios para a trama do game, muito mais coesa e menos clichê que a de Resident Evil 6, assim como os personagens e seus respectivos desenvolvimentos e conflitos durante a trama. Apesar do responsável pela prévia não ter experimentado Revelations no 3DS, ele afirma que o título ficou ainda melhor nos consoles e no PC.

O clima de terror também é enaltecido por conta das mecânicas utilizadas nas raízes da série, que pareciam ter ficado perdidas no tempo e na decisão da Capcom em tornar a ação o foco principal da franquia RE. A fórmula que Revelations utiliza é trazer a presença de monstros que surgem e te cercam de surpresa, aliados a um cenário claustrofóbico em um local onde não há como fugir.

Ainda de acordo com o Kotaku, a tentativa de trazer o terror de volta não teria sido bem sucedida se a mecânica não estivesse bem alinhada com o ritmo que o jogo impõe – e isso acontece no port, inclusive superando a versão original de 3DS, já que ações corriqueiras como atirar, andar e pegar itens foram melhoradas.

Os menus do jogo não trazem problemas aos jogadores, mesmo sem o artifício da segunda tela que existe no 3DS. Esse sistema foi substituído pelo uso do D-Pad, em um sistema considerado básico e funcional.

O Raid Mode, que vem com incrementos em relação a versão de 3DS, é um dos pontos fortes do título. Apresentando uma grande gama de personagens, cenários, e armas, o modo é garantia de diversão por horas e horas.

O Kotaku, porém, faz uma ressalva quanto as legendas em português do Brasil. Apesar de no começo estarem bem inseridas, há alguns deslizes em palavras e expressões que foram simplesmente utilizadas em sua tradução literal, sem uma adaptação ao contexto para melhor compreensão do diálogo.

%d blogueiros gostam disto: