Muitos fãs estão se perguntando como a história de Resident Evil 7 irá se conectar com o universo da franquia.

O jogo parte de uma menor escala, usando a perspectiva pessoal do “homem comum” Ethan Winters. Os títulos anteriores direcionaram a trama da série para algo em grande escala, com histórias em um contexto global e ameaças à humanidade, como o bioterrorismo. Os vilões apresentavam planos megalomaníacos, como dominação mundial, complexo de “deus” ou extinção da raça humana.

Em uma entrevista ao site Digital Trends, Masachika Kawata, um dos produtores de Resident Evil 7 afirmou que alguns desses conceitos, como o bioterrorismo e ações de grandes corporações como a Umbrella estarão inseridos na história.

Kawata declarou que Resident Evil 7 será uma sequência em seu sentido essencial. O game enfatiza uma história em menor escala e mais pessoal – você está preso em uma mansão com uma família assassina e, aparentemente, uma variedade de outras monstruosidades. No entanto, Resident Evil 7 ainda é um jogo da série principal: junto com o gameplay de survival horror que tornou a série conhecida, temas familiares estarão presentes, como o bioterrorismo e a ganância de grandes corporações.

“Nos asseguramos de que o que colocamos no jogo realmente focasse no fato de que essa é uma experiência mais íntima e pessoal em termos de história, mas ao mesmo tempo, como Resident Evil 7 se passa após RE6 e faz parte do universo da franquia, eu acho que se você jogar o game e observar os detalhes, poderá perceber alguns dos temas vistos em jogos anteriores”, disse o produtor.

Resident Evil 7 será lançado em 24 de janeiro de 2017.

%d blogueiros gostam disto: