Todo mundo se lembra de 2012, “o ano Resident Evil”, em que uma quantidade gigante de títulos da série foi lançada: Revelations para consoles, RE6 e RE Operation Raccoon City (além do quinto filme em live action e Damnation).

Na época do anúncio, Resident Evil Operation Raccoon City foi marcado por um hype imenso, especialmente pela produção de trailers de divulgação em CG incríveis e uma campanha viral envolvente. O game tinha a premissa de colocar o jogador do lado dos inimigos da história durante o incidente em Raccoon City, o esquadrão da Umbrella USS.

O título foi desenvolvido pela Slant Six Games com supervisão da Capcom. Na época o estúdio era mais conhecido pela série SOCOM, de jogos de tiro em terceira pessoa.

Após o lançamento de Resident Evil Operation Raccoon City, dataminers encontraram imagens de Star Wars Battlefront 3 (ainda não anunciado) no disco do jogo. Aparentemente, a Slant Six estaria trabalhando no jogo após a LucasArts e a Free Radical terem abandonado o projeto. Atualmente, a série está nas mãos da EA Games e da DICE.

A presença dos arquivos de um jogo não anunciado no disco de Resident Evil Operation Raccoon City teria irritado a Capcom ao ponto de cancelar um projeto futuro de RE com a Slant Six.

Andy Santos, que foi diretor de REORC, contou o caso em uma entrevista ao site Game Watcher: “Sim, haviam arquivos de Star Wars no disco de Operation Raccoon City. Isso fez com que, infelizmente, o nosso novo jogo fosse cancelado”.

O segundo projeto de parceria entre a Capcom e a Slant Six seria um novo Resident Evil. O game não faria parte da franquia principal (numerada), mas seria um spin-off, assim como Operation Raccoon City.

Segundo Santos, o motivo do fim da relação do estúdio com a Capcom não teriam sido os resultados ruins de Operation Raccoon City: “A gente pode ter recebido umas notas terríveis nas análises, mas fomos número 1 no Japão [em vendas]. Após estar em primeiro lugar nosso segundo título foi cancelado por causa dos arquivos no disco. Eu só fiquei sabendo disso pelas notícias. Fui trabalhar e descobri no fim daquele dia que nosso próximo projeto não seria mais feito com a Capcom”.

Santos não deu muitos detalhes sobre como seria o segundo game feito pela Slant Six, mas afirmou que o estúdio e a Capcom estavam com conflitos criativos desde o desenvolvimento de Operation Raccon City: “Eu sou um fã de Resident Evil, então queria que o jogo fosse um RE legítimo, mas o pessoal em Osaka [da Capcom] descartou isso e queria fazer algo mais voltado para ação”.

Na época, a Capcom acreditava e afirmava que o “survival horror era um mercado pequeno demais para Resident Evil”. Depois das críticas recebidas em jogos como RE6 e o próprio Operation Raccoon City, a Capcom decidiu fazer RE7 como um jogo de terror.

Ainda que o projeto cancelado da Slant Six nunca chegue aos olhos do público, é fácil imaginar que talvez fosse algo semelhante com Umbrella Corps, dada a experiência do estúdio com jogos TPS competitivos online.

Via GameWatcher.

%d blogueiros gostam disto: