Em entrevista à Forbes, Koshi Nakanishi comentou sobre a direção de Resident Evil 7 e como construiu um jogo que retorna às origens da série, mas traz uma série de elementos diferentes para a franquia.

Ao ser perguntado sobre o direcionamento de Resident Evil 7 para o terror, Nakanishi afirmou que esta decisão nem sempre recai em suas mãos: “Eu não sou o responsável por determinar o rumo da franquia propriamente dito, mas eu acredito que o terror é uma necessidade absoluta para uma experiência mais profunda em Resident Evil. Eu acho que é um elemento que tem várias camadas para se aprofundar, e há várias ideias que eu tenho sobre desdobramentos que eu adoraria explorar”.

O diretor de Resident Evil 7 também explicou como e porque a versão japonesa de Resident Evil 7 foi censurada, mesmo tendo uma edição especial “para maiores”:  “Qualificações são diferentes por região e entre elas, o Japão tende a estar no lado mais restrito. Mesmo com aviso prévio, há uma diferença entre as versões ocidentais e orientais dos jogos. Para ser franco, isso pode ser um grande desafio durante o desenvolvimento. Quando nós pensamos numa cena específica, pensamos algo como ‘será difícil lidar com a censura disso’ ou ‘vamos fazer uma cena mais branda’ e começa a dar nos nervos. Quando começamos a desenvolver Resident Evil 7 biohazard, nós queríamos seguir em frente sem nos preocupar com esse lance de censura”.

Nakanishi também falou sobre vendas e a recepção do jogo pela crítica: “Em 10 de fevereiro, o jogo já havia despachado mais de 3 milhões de cópias pelo mundo e já recuperou o custo gasto no desenvolvimento” (…) “Eu estou incrivelmente feliz. A equipe como um todo pode dar aquele grande respiro de alívio. É óbvio que sempre haverá áreas para serem melhoradas, mas ouvindo comentário como ‘Meu Resident Evil está vivo’ e ‘Eu queria jogar um Resident Evil como esse’ realmente me fez ficar muito grato com os fãs da saga”.

O diretor de Resident Evil 7 também explicou como foi o processo de construção da narrativa do jogo. Com o retorno dos files como uma ferramenta mais relevante para a trama, a estratégia para contar a história do jogo foi modificada:

“Eu acho que a narrativa em vídeo tem evoluído nos últimos anos com o crescimento dos jogos indies. Eu realmente curti ‘The Stanley Parable e de  ‘Papers, Please’. Esse foi definitivamente um título que me fez pensar sobre a narrativa dentro de um jogo. Eu também joguei ‘Gone Home’ (um jogo que consiste em juntar informações sobre sua família que nunca aparece em cena) isso realmente me fez lembrar da ferramenta de narrativa que o primeiro Resident Evil tem”.

“Há ‘cutscenes’, mas todas as anotações e diários escondidos na mansão realmente ajudaram a construir uma narrativa sequencial no plano de fundo. Foi uma grande ideia incluir esse método com pequenas informações no gameplay que ajudam o jogador a visualizar um mundo muito maior. Isso se alinha com o medo vindo da imaginação da pessoa. Para Resident Evil 7 biohazard, inicialmente nós apresentamos a ideia da narrativa direta e queríamos que fosse construída na mente do jogador através de fragmentos de informações e eventos. No entanto, nós achamos que esse método seria bem difícil para uma franquia com uma variedade tão grande de fãs. Mesmo quando nós testamos o jogo internamente, as pessoas expressaram o desejo de mais revelações em certos pontos da história. Como resultado, nós aumentamos o número de narrativas diretas no jogo”.

O diretor de Resident Evil 7 também aproveitou a entrevista para a Forbes para enviar um recado aos fãs que não se acostumaram às mudanças de câmera ou que sentem falta de jogos mais focados em ação, como RE4,5 e 6:

“Gostaria de aproveitar essa oportunidade para falar aos fãs que querem ver mais da câmera em terceira pessoa ou o retorno de um personagem mais familiar, desta vez, nós focamos no terror no estágio inicial e inevitavelmente tivemos de tirar alguns elementos para tentar alcançar nossa busca pelo terror. No entanto, isso não significa que nós desistimos desses elementos, então, por favor, procurem ter a mente aberta e olhem para os esforços que a Capcom vai trazer pra vocês no futuro. Também, isso foi uma coisa que eu percebi depois do lançamento do jogo, mas houve muita gente que não compreendeu o que o jogo poderia oferecer somente jogando a demo”.

  • Monokuma (Denilson Luan )

    hum ou seja a ação vai volta nas sub sagas(revelations), mudando de assunto alguém sabe como se muda a foto do perfil no diqus ;–; ?

    • Guilherme Rodrigues

      Passa o mouse sob sua foto, clica em “perfil completo”, você vai ser direcionado para seu perfil no Disqus, vai no ícone de engrenagem no canto superior direito e escolhe a opção de editar perfil.

      • Monokuma (Denilson Luan )

        tipo eu escolho pra coloca a imagem que tem no computador e quando aperto save não acontece nada ;-;

  • Danilo Rodrigues

    O camarada disse aos fãs mais novos da saga que não desistiu da ação. Pqp. to prevendo um Resident evil 8 com Leon ”Rambo”Kennedy. Mas sinceramente eu gostei demais do Resident evil7 por ter voltado ao terror e com elementos clássicos da série. Porém fiquei muito decepcionado com a quantidade de puzzles que tem no jogo. é muito pouco. gerenciamento de itens extremamente simples, poucos itens no jogo que se combinassem. e claro, não posso deixar de falar a pouca variedade de inimigos.

    • Monokuma (Denilson Luan )

      acho que eles vão deixa a ação nas sub-sagas, a unica coisa que me decepciono em re7 foi a variedade de inimigos, esperava mais depois das noticias que eles falaram

    • Bruno Reis

      Não precisa o Leon ou outro personagem clássico voltar como um Rambo ou um Power Ranger. Basta mudar a forma como ele é abordado. Basta humanizá-los. Torná-los vulneráveis aos acontecimentos, física e psicologicamente. The Last Of Us está aí como exemplo.

      • Casal Japonês Emocionado

        seria um trabalho difícil, mas não impossível… mas tem outra, até quando eles vao mamar nos personagens clássicos? vamos partir pra outra, já deu.

        • Dannilo

          Já deu pra quem? Só se for pra vc e outros aqui da pagina, pq o mundo ama os personagens de RE!

          • Casal Japonês Emocionado

            eu gosto também, mas resident evil é muito maior que chris, jill, claire e leon. é ruim quando sua criatividade fica limitada a esses personagens, vc n pode contar uma historia nova, dar inicio a um arco novo, trazer novos personagens etc. isso claramente virou uma barreira criativa.

          • ratStar

            Disse tudo!

          • Lucis

            O fim desses personagens é o fim de Resident Evil.

            Digo isso em termos de enredo, acho que ficaria estranho eles morrerem ou se aposentarem antes de acabar com o bioterrorismo.

            Não tem problema nenhum trazer personagens novos, mas que traga personagens legais, carismáticos, por que os de Resident Evil 7…to quase na metade do jogo e nem lembro direito dos personagens, o protagonista então ?

          • Rodrigo Zika!

            Sumir não precisa, porém podem sim aposentar, e mais que o certo, RE 7 não tem ninguém carismático? WTF os Bakers são e muito, agora o Ethan não e mesmo.

          • Lucis

            Pra não ser chato gostei do Jack, o resto…

          • Casal Japonês Emocionado

            nope, se aposentar ou morrer antes de acabar o bioterrorismo ficaria estranho? isso daqui não é uma jornada do herói não meu amigo, não existe o escolhido, o destinado a acabar com o mal da humanidade, a guerra contra o bioterrorismo não tem fim, é uma batalha constante, como eu disse, é bem maior que seus protagonistas, existem milhares de histórias pra se contar nesse mundo e ficar jogando Leon e Chris em zonas de guerra já deu.

      • Marcos Vinicius

        Não adianta mais querer humanizar Leon ou Chris, eles são aquilo lá e pronto, Resident Evil 6 já fez a cagada com eles, agora, paciência. Tentaram mostrar um lado mais ”humano” do Chris sofrendo de amnésia, e mesmo assim, o cara sai chutando geral.

        Certeza que se aparecer algum Resident Evil abordando esse lado TLOU nos protagonistas já construídos, irão reclamar que eles não são desse jeito e assim por diante. Exemplo: olha a Claire no Revelations 2 …

        A Capcom tem que acabar com a história de alguns e seguir a vida e ser criativa, Leon e companhia não vão durar pra sempre, assim como Nathan Drake teve um fim em Uncharted 4, é triste, mas o pessoal precisa desapegar.

        • Luis Felipe Soares

          A Capcom também não aproveita direito os personagens. Tenho raiva até hoje dela no RE6. Seria o momento ideal para um despedida do Chris e o Piers assumir seu lugar, mas ela vai e mata o Piers…
          Piers era um baita personagem tinha tudo para ser o Chris da nova geração.

      • Danilo Rodrigues

        Me diga , como humanizar o Chris ou o Leon sendo que eles fazem tempos que já viram de tudo a respeito do vírus dos monstros ? Eles já estão acostumados e treinados pra combate-los.

      • Rodrigo Zika!

        Se fosse um RE 4 ate daria, agora personagens com quase 50 anos, e outros ate mais que isso, quase aposentando pelo INSS, não acho que daria mais certo, pelo que já foi criado pra eles, sou a favor de novos personagens, com velhos no pano de fundo mesmo, e nos Revelations com mais ação.

  • Fanboy Maldito

    não que eu acredite muito nas palavras desses desenvolvedores, mas é bom ler isso. espero ver novamente a galera clássica protagonizando um game da série.

  • Guilherme Rodrigues

    Tomara que não volte com ação na série numerada, que fique com a série Revelations.

    • Miller

      A série Revelations não é focada na ação, e sim no terror, entre o Resident Evil 4,5 e 6 os Revelations são os que dão mais medo, apesar de graficamente ultrapassados pela falta de confiança dos desenvolvedores no titulo.

      • Guilherme Rodrigues

        Sim, mas se for para continuar com ação dentro da franquia, que adotem a ação na série Revelations.

      • Luis Felipe Soares

        Eu espero que a série Revelations continue como está, ou melhore de alguma forma, mas mantenha a terceira pessoa. Espero um Revelations 3 com a Jill.

    • Dannilo

      não to nem ai se é ação ou não, só fico chateado da exclusão dos personagens da série!

      • Guilherme Rodrigues

        Personagens antigos não serão excluídos, ainda há muitos jogos e outras mídias a serem lançadas.

  • ratStar

    Que bom que eles “desenharam”, talvez pare a choradeira agora.

  • Thiago Gonçalves

    Tudo no seu devido tempo, foi necessário coisas novas pra se ter uma evolução, agora veremos como ficará a junção disso tudo, um belo exemplo disso será Not a Hero, ela mostrará como ficará em primeira pessoa a ação na série ou será que é em terceira pessoa?

    • ratStar

      Boas perguntas! Já pensou que surpresa se vem em 3a pessoa? rs. Sabe alguma coisa se falaram se Not a Hero vai ter suporte pra VR? Pq se tiver é bem capaz de ser em primeira mesmo.

      • Thiago Gonçalves

        Não sei não, só levantei a questão por que lembrei que, no começo, haviam dito que a “jogabilidade seria diferente e com um personagem que não seria o Ethan”, muitos haviam levantado a hipótese de ser o Lucas na época, aí veio a notícia do suposto Redfield e de que a DLC seria focada na ação, e agora vem o diretor falar pela segunda vez de que ação é um elemento em que não o descartaram, sei lá, vai que é.

        • ratStar

          Sim. Tá tudo muito obscuro ainda. Prefiro nem arriscar a dizer como vai ser essa DLC.

    • Luis Felipe Soares

      Ia ser uma baita surpresa vir em terceira pessoa. Ia surpreender todo mundo.

  • Pedro Araujo

    Oh oh… Reclamaram de RE6 Gears of War… Agora em primeira pessoa com ação vem RE8 Call of Duty (ou fear kkkk).
    Brincadeiras a parte, espero que a ação que ele esteja falando seja em relação a outros títulos como Revelations. Eu pessoalmente prefiro os estilos dos RE 0-6, seja tank ou over the shoulder. Mas se for pra continuar o FPS, então que seja sem tiroteio e mais “quieto” como o 7. FPS de ação em RE ninguém merece.
    Vamos esperar pra ver. O teste da tal ação pode ser na DLC do Redfield também, já que saiu que ele vai ser com tiroteio e vai usar esteroides.

  • Casal Japonês Emocionado

    Vamos ver essa DLC com o Chris qual vai ser, se é pra ser jogo de tiro ao menos me deem bastante munição.

  • Ethan Winters

    Eu espero que a ação fica só nas DLC’S, que não volte mais para a série numerada…

    • Dannilo

      Ta com medo de ficar desempregado é? oiHOAIHOAIHAOIH

      • William Rose

        kkkk sabe nem andar direito o cara kk

      • Ethan Winters

        claro!

    • Nightwing

      Concordo. Gosto de ação no RE desde que seja moderada.

  • Ethan Winters

    hum. vou descartar minha teoria do cabelo do Chris ser branco, e apenas ser um jogo de luz, e se ele for de fato loiro. quem ficou com o cabelo loiro em RE? Jill! ela sofreu diversos experimentos e acabou ficando em “conserva” em um tubo de ensaio, o que acabou descolorindo o seu cabelo e deixando loiro, dai está a resposta de ele fazer parte da Umbrella, pois Jill também ficou do lado de Wesker, agora resta saber se ele naquele momento que salvou Ethan, estava em sã consciência, após talvez uma possível batalha, e que alguém de alguma forma pode ter deixado ele voltar a consciência normal, igual o que aconteceu com Jill, ou até mesmo ele ainda esta sofrendo com a lavagem cerebral.

  • Ethan Winters

    Vou descartar minha teoria de Chris estar com cabelo branco, e parecer loiro, por culpa do jogo de luz. Ele pode estar loiro e na umbrella, pelo simples motivo que passou pela mesma coisa que a Jill, alguém da umbrella, pode ter de alguma forma pego Chris e, deixando ele em ”Conserva” em um tubo de ensaio, e descolorindo o cabelo dele e deixando loiro, (mesma coisa de Jill) após isso, alguém pode ter feito uma lavagem cerebral, isso explica o motivo de ele esta na umbrella. agora resta a saber, se ele no momento que salvou Ethan ainda estava sofrendo a lavagem cerebral, ou estava em sã consciência, por alguém de alguma forma alguém ter feito ele ter voltado ao normal.

  • SURVIVOR 5 CARAI

  • Ethan Winters
    • Luis Felipe Soares

      Nem lembrava disso, mas ia se difícil eu cair, pois sempre leio tudo e no final do post já denuncia, kkk.

  • mateuslira

    Contando q continuem a série revelations, tá ótimo pra mim

  • Max

    Elementos de ação sempre existiram em RE desde os clássicos, o problema é que os elementos de ação se sobrepuseram sobre os elementos de survivor horror nos jogos que foram lançados a partir do RE4, principalmente no RE6. Se pensam em lançar um RE com mais elementos de ação espero que esses elementos sejam equilibrados com os elementos de survivor horror, que não sejam com um nível de ação exagerado como aconteceu com RE Operarion Raccoon City, RE6 e Umbrella “Craps”.

    • Tiago Cristiano

      Umbrella Craps!

  • Nightwing

    Adorei o RE 7. Lembrando que RE Revelations 1 é bem apavarador. Antes me assustava menos com o Revelations 1, mas agora que estou jogando de novo estou me assustando mais. Acho que o jogo foi muito bom. Vcs acham que o RE Revelations 1 e 2 foram bons em terror?
    Acho que ambos os jogos foram fundamentais para o RE 7, assim como os Remakes.

    • Rodrigo Zika!

      Eu gostei mais do Revelations 1 que tenho pra PS3, teve mais capricho, e mais tenso achei, que o 2 foi feito meio porco, tenho pra PC.

      • Nightwing

        Acontece que o 2 teve investimento bem mais inferior que o RE 1, por isso em algumas coisas o jogo chegou a desejar. Mas foi mais mesmo em imagem que teve a diferença grande. O raid mode do 2 tem coisas interessante, mas devia se chamar Mercenary mode, pois apresenta poucas cenas de susto, tipo os inimigos brotam do nada(em algumas fases), e não surgem em parte que dariam medo. No Revelations 1 é muito bem feito, cenas escuras e tal. Mas eu amo uma música do Revelations 2 que dá bastante tensão. É da fase que pertence ao RE 6, a qual é em uma casa com dois andares. Eu não acho ninguém online pra jogar o RE Revelations 1 online pra PC :(. Eu tenho o Revelations 1 pra PC e o 2 pra PS3. Pena que temos o inverso dos jogos nas plataformas.

        • Rodrigo Zika!

          Realmente teve menos investimento, foi dito na época, e o inverso mesmo kkkk, o 2 ficou ruim demais no PC, mesmo com uma att pra corrigir, te uns bugs ainda, mais da pra jogar, porém se pensar no cenário geral da serie, não inovou em nada, o Rev 1 só foi pros consoles e PC, por causa do sucesso no portátil, e o 2 foi uma inspiração direto do TLOUS.

          • Nightwing

            Bom eu gostei bastante do modo história. Acrescentou diversas coisas e mecanicas. E teve a Claire como protagonista! Eu ainda acho que o Steve vai aparecer em algum jogo.
            Eu ouvir falar que versão de PC do RE Revelations veio com alguns problemas. Que pena! a versão de PS3 roda direito, tem apenas algumas quedas de frames pouco perceptíveis em algumas cenas.

          • Luis Felipe Soares

            Revelations 2 no PC às vezes é um teste de paciência. Fora as vezes que dá travada em momentos cruciais e te ferra.

          • Rodrigo Zika!

            Quanto ao Revelations 2 eu quis dizer a jogabilidade que não mudou nada, em questão da serie mesmo, a historia achei mais criativa que RE 6, no caso do Kafka, e ainda sonhava antes de anunciarem RE 7, que a Natalex poderia ser a vilã kkkkk, ate na imagem da capa do jogo sugeria isso, uma pena que não foi kkkkkkkkkkk

          • Tiago Cristiano

            Lembre-se que a Natália ainda é uma criança, acho que para ela ser uma vilã digna o jogo teria que avançar alguns anos no futuro.

            Comentário Pessoal. Vilão criança parece aqueles filmes americanos enlatados de criança maldita que vê fantasmas e mexe com a cabeça dos adultos – tudo igual, tudo porcaria…

          • Rodrigo Zika!

            Por esse lado tem restrições realmente

          • Luis Felipe Soares

            Cara onde tem essa att do Revelations 2?

          • Rodrigo Zika!

            Mano essa att saiu um tempo depois do lançamento, na Steam já tem a muito tempo kkkk

          • Luis Felipe Soares

            Então já devo ter baixado e nem vi. De qualquer forma ainda continua cheio de travadas e lags. Até o 7 roda melhor sem dar nenhuma travada.

          • Rodrigo Zika!

            Complicado kkk

    • Luis Felipe Soares

      Não tenho tanto medo com o Revelations 1, pra mim dava mais medo o 2. Gostei mais do Revelations 2 pelo clima e inimigos remeterem mais aos 3 primeiros jogos. Sem falar no Raid Mode do Revelations 2 que é bem melhor que o do 1 e é extremamente viciante.

      • Nightwing

        Olha, o modo Raid do Revelations 2 é bom, eu gosto deste modo. Apenas ficou chato pra mim a repetição de um bocado de fases, na qual vc tinha que repetir em diferentes graus de dificuldade. Fico em dúvida em qual dos modos mais gosto. Eu acho que do Revelations 1 ficou melhor porque apresentava mais cenários escuros, com poucas cenas repetidas em fases. No Revelations 1 você tinha a sensação maior de que tal tipo de bow com outra te deixaria na pior pra passar.
        Os dois jogos são muito bons. O Revelations 2 teve a qualidade de imagem um pouco ruim por causa do investimento, mas mesmo assim foi muito bom. Só esperava mais dele, tipo achei que a Capcom não pegou toda atmosférica que o Revelations 2 podia dar. Eu estava esperando mais cenas de tortura, por causa da Alex. Tipo, podiam ter feito um vídeo de algumas pessoas da prisão sendo mortos e tal, mas não, a maioria já estava morta. Gostei dos episódios com diferença nos cenário da Claire e Barry. Só uma observação mesmo. Achei os chefes do Revelations 1 mais difíceis de matar.
        O que é estranho é que no Revelations 2 não há nenhuma menção que a Gina pode ser irmã da Rachel. Sem sentido não terem aproveitado a Gina.

        Adorei ver Claire Redfield no jogo, espero muito que ela venha ser protagonista do RE 8 ou 9. Junto com a Jill.

        • Luis Felipe Soares

          Em relação aso gráficos também achei Revelations 2 um pouco até inferior do que outros anteriores, mas não me esquentou muito. Eu achei os inimigos de Revelations 2 mais chatos, no Revelations 1 é mais fácil de enfrentá-los. Me dá nos nervos enfrentar os Revenants e os Glasps, eles te deixam bem tensos fazendo com que você não possa ficar com a guarda baixa em nenhum momento. Os Orthrus também são bem chatinhos.

          • Tiago Cristiano

            O Revelations 1 tem a parte da Rachel infectada que provoca certo receio de topar com ela no corredor, principalmente por causa do trabalho do áudio, que em se tratar de uma adaptação de um jogo para portátil, puta merda, o jogo ficou foda!
            Já o Revelations 2 é muito bom, o multiplayer está acertado, com cara de Resident Evil e não um simples “dois caras atirando numa horda com munição infinita” dos jogos da série principal, mas os gráficos e som estão dignos de um jogo independente.

  • Rivershield

    ““Gostaria de aproveitar essa oportunidade para falar aos fãs que querem ver mais da câmera em terceira pessoa ou o retorno de um personagem mais familiar, desta vez, nós focamos no terror no estágio inicial e inevitavelmente tivemos de tirar alguns elementos para tentar alcançar nossa busca pelo terror. No entanto, isso não significa que nós desistimos desses elementos”

    Isso é tudo que eu queria ouvir. Me sinto menos irritado agora.
    No entanto, não interessa dizer pra ter mente aberta, eu jamais vou aceitar RE em primeira pessoa sob nenhuma hipótese. Há certas coisas que nunca precisam mudar.

%d blogueiros gostam disto: