Resident Evil 7 foi lançado para as principais plataformas atuais, porém o recém lançado Nintendo Switch ficou de fora.

A Capcom já afirmou anteriormente que não possuía planos de lançar o jogo no novo console da Nintendo, mas novas informações e rumores apontam o contrário.

De acordo com o site Nintendo Everything, a Capcom estaria discutindo sobre a performance do Switch com a Big N antes de Resident Evil 7 ser lançado. Aparentemente, a Capcom necessitaria de mais memória RAM para que a RE Engine tivesse um desempenho aceitável no console. “Mais memória RAM era definitivamente necessária” para a Capcom enquanto a RE Engine ainda estava em desenvolvimento em segredo. Não se sabe, no entanto, se as demandas da empresa foram atendidas.

Ainda de acordo com o Nintendo Everything, a Capcm está planejando portar a RE Engine para o Switch e tentar otimizá-la no console. O principal problema agora seria o consumo de bateria no modo portátil.

  • Marcos Vinicius

    Aqui está as primeiras imagens:
    https://uploads.disquscdn.com/images/9ae87fac1535d85c67b27d75bf8509945f98452d0b2210e485ec82dac924c8fb.jpg
    .
    https://uploads.disquscdn.com/images/58406961733bb1ca2b296bf7c8f1a187ad6ca153d2b61ffc45ba95b72326530b.jpg
    .
    Brincadeirinha, pra quem é fã da Big N. (Hoje em dia não se pode mais zoar que já te crucificam).

  • Capaz das vendas no Japão aumentarem se lançarem pró Switch.

    • Guilherme Rodrigues

      Caso a Capcom realmente esteja planejando o port, acho que seja um dos motivos.

  • Guilherme Rodrigues

    É interessante, talvez a Capcom até tenha planos para lançar ports de outros RE. Certamente terá RE4, aquilo já teve até port para torradeira.
    Além de estar planejando o port de RE7 e, talvez futuramente, o port de outros jogos, me faz pensar na possibilidade de algum exclusivo. Quem sabe.

    • Asagi Ogawa

      Remake do 3 exclusivo kkkkkkkkkkk slc

      • Guilherme Rodrigues

        Não acho isso, mas talvez a Capcom lance um exclusivo para o console, vai que a Nintendo conver$e e negocie com a Capcom.

        • Miguel

          Sem exclusivos!! Pela amor rs

          • Guilherme Rodrigues

            Bom, se a Nintendo mostrar dinheiro para a Capcom…

  • Maester Alex

    Sacanagem se tiver RE7 pra Switch e não pra PS3. 🙁

  • EvaMarie#AllRedEverything

    Acho que seria mais fácil se eles fizessem um exclusivo do que tentar portar o RE7 que parece ser bem pesado para o Switch.

  • Leonardo Souza

    Iria sair um jogo bem capado.

  • megazorde_queimado

    A nintendo não aprende com os erros mesmo… eu não sei onde ela quer chegar com esse conceito de console hibrido, se vc não está preparado para a concorrência vc fica pra trás… eu acho horrivel um game ser lançado para varias plataformas new generation e um console que deveria bater de frente nos concorrentes ficar de fora dessa gama de jogos, muitas desenvolvedoras não vão se dar o trabalho de ficar portando games para o switch pode ter certeza, se fosse assim teriam interesse em portar para a old gen, não sou fanboy de nenhuma delas mas falando francamente a nintendo viaja geral, muita gente que possui o console relatando que o grafico é a mesma coisa do wii u…

    • Bruno Reis

      A Nintendo nunca mais se recuperou do baque quando iniciou a geração Psone. Não se pode dizer que o N64 foi um insucesso (embora o Psone tenha roubado o pódio da Nintendo com todo o mérito) mas ali foi o início de tudo, de uma mentalidade que ela sempre refutou: O de jogos cinematográficos. Virou a geração e o simpático Game Cube, console pequenininho, com disquinho, com cara de videogame infantil, mas com uma potencia gráfica melhor que o PS2 e grandes jogos exclusivos e multiplataformas sendo lançados também nele (sem contar aquele período insano de exclusividade de RE). Em vez de aproveitar que o Gamecube trouxe novamente possibilidades de enfrentar a luta contra Sony e Microsoft, quando virou para a sétima geração, foi no caminho oposto. Claro que o Wii foi um sucesso, mas um sucesso pontual, fruto de um marketing muito bem feito que atraiu adultos e jogadores casuais pra jogar seus games repletos de simplicidade e diversão. Mas ainda assim, foram anos correndo por fora da briga de verdade pra conquistar os jogadores hardcore. Achou que aquele sucesso do Wii se repetiria com o Wii U e que poderia continuar a ser uma opção mais leve frente aos outros, mas o mundo era diferente da cabeça da Nintendo. Particularmente nunca gostei dessa mentalidade da Nintendo. Sou do tipo que gosta de pegar o Joystick, sentar e jogar do modo convencional: O console ligado numa TV e SÓ. Sem essa de múltiplas funcionalidades e estilos de jogos, de portátil acoplado e isso e aquilo, etc etc. O que me deixa triste é que a Nintendo poderia ser uma ótima opção de compra pra jogadores como eu, mas não é. Adoro games divertidos, repletos de fantasia, adorava Mario, mas acho que tem que oferecer o mesmo que os outros consoles em nível igualado de outros jogos com gráficos de ponta.

      • Ivan Alves

        “Mas ainda assim, foram anos correndo por fora da briga de verdade pra conquistar os jogadores hardcore”.

        O que é um jogo hardcore?
        É ele ter gráficos de ponta?
        Ser violento?
        Ou ser muito difícil?

        • Bruno Reis

          Eu não disse ”jogo hardcore”, disse ”jogadores hardcore”, pessoas que gastam muito tempo com games, diferente dos gamers casuais, que são hoje uma parcela importante do público da Nintendo…

          • Ivan Alves

            Sim “jogadores hardcore” e “jogos hardcore” são diferentes, errei nessa pergunta, desculpas.
            Parte do público da Nintendo realmente é casual, mas o público das outras plataformas não percebem que estão ficando casual ou já ficaram e não percebem, sempre ficam com aquele papo “jogo fácil e de criança” mas não percebem que jogam jogos fáceis e com a única diferença de ser violento, como por exemplo:
            Hitman, DMC, Resident Evil, Uncharted, Tomb Raider.

            Claro que isso é culpa das empresas, porque as próprias desenvolvedoras, perceberam no tempo do Wii como existe pessoas mais “de boas” para games.

          • Bruno Reis

            Sim, concordo com você, esse conceito de jogo difícil que vc coloca na maioria dos casos não se pode levar ao pé da letra, já que há todo um script, a maioria dos jogos cinematográficos que estamos acostumados são de uma linearidade absurda. Eu particularmente tenho dificuldades pra pensar em um game que possa ser realmente considerado ”jogo de criança” apenas por serem coloridos ou terem roteiros fantasiosos. Acho que muitos jogos que diriam ”é jogo de criança” não se enquadra nisso e é um preconceito que parte dos próprios gamers. Então, se for refletir sobre esse quesito, a Nintendo acerta em cheio porque procura oferecer desafios variados e divertir, entreter. Se é bom pra ela (e foi muito bom no tempo do Wii) ok. Mas que eu gostaria de ver a Nintendo no ringue com Sony e Microsoft novamente, queria muito…

      • Maester Alex

        Realmente os jogadores hardcores preferem Playstation e Xbox, mas por outro lado a Nintendo tem a preferência dos casuais. E se vermos as vendas do Wii, isso já basta. Existem bem mais jogadores casuais do que hardcores, faz mais sentido a Nintendo procurar manter esse público do que disputar a preferência dos hardcores.

        • Bruno Reis

          Exato, em termos de vendas, com essa política a Nintendo acertou o pulo com o Wii e é ótimo para os negócios dela (e pode acertar novamente com Switch, veremos). Mas infelizmente ela se coloca mais uma vez fora do cenário na luta contra Sony/Microsoft, o que é o ponto em que abordei. Sobre RE7 no Switch, tenho minhas duvidas de ser realmente possível. Veremos também…

          • Maester Alex

            O que me surpreende é que ao anunciar RE7, a Capcom afirmou querer gráficos bastante realistas, para aumentar a experiência com a realidade virtual, e para portar pro Switch ela vai ter que ir pelo caminho contrário em relação a isso.

      • megazorde_queimado

        Falou tudo… e foi muito bem lembrado o Game Cube, cara aquele console foi um sucesso, um grafico poderoso, sem falar em Games exclusivos que ele teve, e depois a Nintendo não seguiu a mesma linha e se perdeu total… Muita gente elogiando o novo Zelda mas venhamos e convenhamos é só por que de um console mesmo, eu morro dizendo que pra mim a unica empresa que se preocupa de verdade com o entretenimento dos gamers é a Sony, prova disso tudo quanto é estilo de games e tem até as desenvolvedoras exclusivas do estudio sony, a Nintendo tem potencial e muita capital para investir numa plataforma de peso mas oque ninguem entende é por que não o faz, podem se preparar quem comprou o switch para tomar um tiro no pé tipo o que aconteceu com o wii e a transição para o wii u, o console foi esquecido muito rapido e quem comprou ficou no prejuizo… o switch não me encheu os olhos, não seria hipocrita de dizer que me agradou só por que de um jogo remodelado e pixelado cheio de cor.

        • Bruno Reis

          Infelizmente não vejo a Nintendo repetindo o sucesso do já distante Wii. O tempo dirá, mas pra mim, tudo indica que irá fracassar.

  • Junior Rios

    Crendeuspai

  • SilverRain

    é a segunda vez que dizem que re7 vai ser lançado pro switch…

    vamos ver no que vai dar

  • Ivan Alves

    Na moral mais memória ram? Como se fosse bem otimizado para pc o jogo.

    Gráficos no medio: As texturas dos objetos e algumas paredes não são renderizadas em locais mais distantes, somente quando você chega perto, ocasionando pop ups, mas utiliza pouco da placa garantido melhor performance e as texturas são as mesmas do que no muito alto após a renderização.

    Muito Alto: Todo o ambiente é renderizado mas exige muito da placa caindo o desempenho.

  • Tiago Ferradás

    Conversa. A questão era simples: Se o Swich demonstrar bons sinais de aceitação, nós lançamos. Do contrário, não.
    A Capcom foi muito cuidadosa com a produção e lançamento do RE7. Não arriscariam desenvolver pra uma plataforma que não desse retorno, principalmente tendo que adaptar a RE engine.

    Agora que o Switch foi lançado e está indo (relativamente) bem nas vendas, a Capcom (e as demais third) começam a olhar pro console.

    • Bruno Reis

      A questão que fica é: O Switch aguenta a performance exigida por RE7? A perda gráfica seria bem visível…

      • Tiago Ferradás

        Pois é Bruno, pelo pouco que eu vejo em notícias, possivelmente o Switch não aguenta a performance de RE7. Porém também existe a questão de otimização, saber usar os recursos do console (independente de qual seja).
        SE RE7 for lançado pro Switch, com certeza apresentará perdas visuais, afinal não da pra exigir de um portátil o mesmo desempenho visual de um console de mesa. Mas isso não significa necessariamente que o jogo ficará ruim.
        A questão é se a Capcom vai encarar investir recursos pra portar o jogo.
        Tenho pra mim que ainda vão esperar mais algum tempo, talvez até o final do ano pra ver se compensaria (em questão de retorno financeiro).

        • Bruno Reis

          http://www.pcmanias.com/ps-vita-vs-ps3-e-switch-vs-ps4-a-realidade-das-portateis-no-seu-lancamento-face-ao-que-havia-no-mercado/ Esse site português fez comparações técnicas bastante interessantes e em alguns trechos colocam a capacidade de hardware do Switch abaixo até mesmo do Psvita. O que me coloca mais duvidas ainda na realização de um port desse patamar, mesmo no caso do Switch ter o sucesso esperado…

          • Tiago Ferradás

            Realmente, por base nessa comparação não tem como.
            Li esses dias em uma notícia, um desenvolvedor falando que o console chega próximo ao poder do xboxOne se estiver no dock. Me parece que o Switch usa um chip gráfico Tegra X1 customizado.
            Talvez ainda seja um pouco cedo pra especular sobre as capacidades do console.
            De qualquer forma me parece estranho haver diferença de performance entre o “modo mesa” e o “modo portátil”.
            Se o Switch não for capaz de rodar um port de RE7 (ainda que otimizado), o que restará para o console é o lançamento de títulos da franquia “exclusivos” que serão portados posteriormente para os consoles “grandes”, como aconteceu com o Revetalions no 3DS e os Umbrella Chronicles e Darkside Chronicles do Wii.
            De qualquer modo, é esperar pra ver.

      • SilverRain

        Nao aguenta. Porem,teve uma noticia de que a capcom ajudou em uma parte do desenvolvimento do nintendo do switch,fazendo a nintendo adicionar algo que eu nao lembro ao console,que entao foi possivel fazer o re7 rodar nele.

        o unico problema que esta afastando o re7 do switch,nao é a potencia dele,e sim,a bateria de acordo com a crapcom

  • Daniel

    Por mim whatever, se RE7 sair para o brinquedo Switch, vai ser somente para vender mais unidades do jogo.
    O jogo vai ficar hiper capado.

  • Thiago Gonçalves

    Talvez inserindo mais memória no cartucho do Switch melhore um pouco o desempenho do jogo nele (que nem com RE2 no N64), a conversa pode estar girando em torno de quem irá fazer esse trabalho, mas é claro que isso irá por água abaixo se o jogo não rodar de forma agradável no aparelho.

  • Gustavo Villela

    vai explodir

  • Resident evil foi muito bom até o 4,5 razoavel 6 e 7 uma porcaria.não faz falta no console da nintendo.

%d blogueiros gostam disto: