Introdução

Em 31 de agosto de 2011 a Capcom iniciou uma campanha de publicidade para divulgar Resident Evil Operation Raccoon City. A campanha viral consistia de convidar o público a ajudar um homem a desmascarar a Umbrella, investigando pistas e descobrindo provas que incriminavam a empresa pela produção de armas biológicas e pesquisas virais.

Tudo começa com um site fictício da Umbrella, que recrutava profissionais para fazer parte da empresa. De repente, o site é hackeado por um homem que usa o nome fictício de Inserted Evil, que convida o público a fazer parte de uma “Batalha pela Verdade”.

Ao longo de 9 semanas, a campanha viral trouxe uma série de informações sobre os personagens e a trama do jogo, através de vídeos e documentos, que você pode conferir abaixo.

Faça Parte da Batalha pela Verdade

Revele o mal

Umbrella. Corporação rentável, assim como todas as outras, certo? Errado.
Por trás da aparência brilhante, a Umbrella é podre, mas dissimulações, queimas de arquivo e “esquemas” fizeram com que nós nunca ouvíssemos nada a respeito. Até agora.

Eu perdi muito para ficar calado. A UMBRELLA É MÁ, e eu vou provar.

Mas não aqui. Eles vão encontrar esse site e fechá-lo. Eles vão me calar se puderem, permanentemente. Então, eu escondi as pistas online – por todos os lugares. Siga as pistas. Faça com que outras pessoas se envolvam. Procure as evidências. Lute pela verdade.

É bom ter você conosco, lutando contra a Umbrella. Todas as pistas que você solucionar, ajudará na luta.

O que há aqui para você?

Provas. E algumas delas eu enviarei para você – quanto maior for esse movimento contra a Umbrella, e quanto mais espalharmos a ideia, maiores serão as recompensas para aqueles lutadores realmente proativos.

Várias das evidências são muito perigosas para que eu guarde então eu vou enviar coisas para as pessoas que encontrarem minhas pistas online. Alguns dos prêmios terão informações provenientes dos arquivos da Umbrella, mas alguns serão itens reais – e coisas que irão ajudar na luta contra a Umbrella. Eu estarei rastreando os mais proeminentes em liderar a luta e a vocês eu confiarei esta evidência…

Fiquem atentos a essas recompensas especiais.

Há mais uma coisa que você também deve saber. Eu descobri que haverá itens valiosos escondidos em Raccoon City. Eu tentei encontrar a localização de alguns desses itens – mas não quando eles estarão lá – e eu os escondi online também, entre as pistas e as evidências, então procure por esses pistas de localizações também.

Mais informações e atualizações no meu Twitter. Siga-me em @insertedevil.


Fase 1

Diário de Birkin

Sinto que estou chegando perto de desvendar os segredos que ignorei tantas vezes antes. A chave que irá libertar tudo o que o G-vírus tem a oferecer. Isso tem muito a nos mostrar, tenho certeza. Se ao menos eu pudesse adquirir mais cobaias para me ajudar nas pesquisas, todos esses anos de trabalho e investigação criteriosa poderiam alcançar algum tipo de solução gloriosa.

Posso sentir a grandiosidade do G-vírus. Seu poder bruto. Sua ligação com uma forma superior de vida. Sua existência em um nível mais elevado – algo que todos nós deveríamos ambicionar. E é algo que irei prover ao mundo. Meu G-vírus é o próximo passo evolutivo – criado pelo homem. Com o meu trabalho, o homem irá ultrapassar o próprio deus.

“Meu trabalho”. Um jogo de palavras interessante. A Umbrella verá como um trabalho dela. A recompensa dela. Mas o que ela fez pelo meu trabalho? Eles me deram equipamentos e matéria prima. Mas eu mostrei o caminho. Eu. William Birkin. E ainda eles irão obter a recompensa enquanto eu provavelmente serei esquecido.

Ou pior. Lembrei-me daquele feito. A ordem para matar Marcus. De roubar seus dados. O trabalho de toda a sua vida. Agora eu estou ocupando o lugar dele? A quem será dada a ordem de roubar meu trabalho? Quando meu trabalho irá passar a valer mais que eu mesmo para a Umbrella? E o que será de Annette e Sherry?

Se a Umbrella sentir que eu não sou mais necessário, o que será delas?

Eu devo prosseguir com cautela. Eu preciso finalizar meu trabalho, mas talvez eu mantenha os detalhes em sigilo. Meus colegas não podem saber o quão perto eu estou de finalizá-lo – aqueles tolos não entenderiam, nem mesmo se eu explicasse! Os projetinhos deles, tolos – brincadeiras de criança. MEU trabalho deve continuar.

Então, o futuro… talvez a Umbrella não seja o lugar para o meu G-vírus. Há outras organizações que se interessariam? Talvez meu trabalho para esses lugares deva ser mais… convencional. Controlado, talvez. Mas pelo menos o G-vírus poderá sobreviver e prosperar. Fazer parte de um admirável mundo novo.

Assim como eu.

[Nota de rodapé: orc01bir] (código para abrir a pista).

Carta de Annette

E-mail interno da Umbrella: CONFIDENCIAL
Remetente: Annette Birkin
Para: William Birkin

Meu caro William,

É estranho escrever-lhe uma carta, mas eu não sinto como se não o visse há muito tempo. Faz quase uma semana desde que você foi para casa.

Eu sei como você pode ser consumido pelo seu trabalho – e só Deus sabe que se alguém pode entender isso, sou eu – mas Sherry sente falta de você. Eu sei que você não tem estado muito por perto, mas precisamos considerar o que é realmente importante. Talvez nós não estejamos sendo justos com Sherry.

Eu fiz minha avaliação psicológica ontem, mas foi estranho. Eles pareciam estar tão interessados em você quanto em mim, me fazendo perguntas sobre como eu iria reagir a coisas que você teoricamente teria feito. Foi completamente diferente de todos as minhas avaliações anteriores. Ainda assim, acho que eles sabem o que estão fazendo.

De qualquer forma, meu amor, nós dois precisamos pensar mais em Sherry – e começar a passar mais tempo com ela. Vamos ser a família que sempre quisemos ser.

Atenciosamente,

Annette.

Perfil Psicológico de William Birkin

Histórico pessoal confidencial – somente para uso da divisão de recursos humanos da Umbrella

Comentários Finais

Birkin continua a apresentar uma estranha mistura de mania e extremo silêncio. Vê-lo falar sobre seu trabalho é como assistir a uma batalha interna acontecer, uma parte dele quer deslumbrar tudo com detalhes, enquanto a outra quer manter tudo em segredo.

Seu discurso obsessivo sobre “o futuro” é preocupante também. Ele se recusa a fornecer qualquer informação real ou idéia do que ele acredita que esse futuro trará para ele, e ainda … ele também parece ver esse futuro como uma posição verdadeiramente grande para ele e sua família.

Ele está incrivelmente cansado. Sua ética de trabalho é louvável – mas por quanto tempo ele pode trabalhar nesse ritmo até erros serem cometidos? O fato de que ele ficou muito agitado quando questionado sobre o passado é um sinal dessa fadiga – especialmente a conversa relativa à força policial local.

Na opinião deste departamento, a Umbrella deve continuar a ficar de olho no Dr. William Birkin, e garantir que suas avaliações psicológicas ocorram em intervalos muito mais regulares. Nossa sugestão é para agendar uma nova avaliação no próximo mês. Talvez as coisas terão se acalmado um pouco até então.

Unidade de Avaliação Psicológica da Umbrella.


Fase 2

Perfil de Lupo

Nome verdadeiro: Karena LesProux
Idade: 38
Nacionalidade: Francesa
Tipo sanguíneo: AB
Função na equipe: Ataque

Histórico pessoal confidencial – somente para uso da divisão de recursos humanos da Umbrella

     Um membro experiente das Forças Especiais Francesas que deixou o serviço militar para criar uma família com o “homem dos seus sonhos”. As coisas não deram muito certo.

Seu marido era agressivo e violento com ela, algo que ela tolerava por causa de seus filhos, graças ao seu treinamento e disciplina. As coisas pioraram quando ele encostou a mão nas crianças – neste momento, Lupo perdeu o controle e o matou com suas próprias mãos.

Ela foi absolvida por um juiz que ficou comovido e tentou prosseguir a vida como uma mãe solteira – algo na qual ela falhou singularmente. Não há lugar no mundo real para uma assassina treinada. Os instintos de Lupo se mostraram tão fortes, que ser militar estava em seu sangue. Com isto, ela voltou a trabalhar com serviços particulares, protegendo, controlando e matando pela maior oferta de dinheiro.

Depois de algumas “voltas”, ela chamou nossa atenção e nós fizemos de tudo para garantir seus serviços. O contrato lucrativo de Lupo garante comida na mesa, bons médicos de prontidão e excelentes escolas – o melhor para seus filhos. Enquanto ela estiver viva, é claro.

Atualmente, Lupo lidera a Equipe Delta do Serviço de Segurança da Umbrella, mais conhecida como “Wolfpack” (Matilha), e ela exige a mesma disciplina e obediência que espera de seus próprios filhos. Esta abordagem lhe rendeu o apelido de Wolf Mother (Mãe Loba).

Especialidades e equipamento:

COLETE CORPORAL

O colete corporal de ataque de Lupo reduz o dano que ela recebe de balas.

RECARREGAMENTO RÁPIDO

Seu treinamento garante o recarregamento mais rápido de armas.

MUNIÇÕES INCENDIÁRIAS

Balas que deixam seus inimigos em chamas.

ARMAS À JATO

Lupo tem a peculiar habilidade de disparar o que parece ser uma quantidade infinita de munição em um dado período de tempo, pondo um fim em todos ao seu redor.

SUPER SOLDADO

Lupo lidera da linha de frente, com a maior precisão de mira com maior dano, apesar de os danos serem anulados para ela.

Perfil de Beltway

Nome verdadeiro: Hector Hivers
Idade: 29
Nacionalidade: porto riquenho
Tipo sanguíneo: B-
Função na equipe:Demolição 
 

Histórico pessoal confidencial – somente para uso da divisão de recursos humanos da Umbrella

     Originalmente um imigrante de Porto Rico, Beltway descobriu na juventude que fazer as pessoas rirem era uma boa forma de ganhar confiança e fazer amizades. Com o passar do tempo, suas “pegadinhas” se tornaram mais físicas – e às vezes envolvia a total humilhação da vítima.

Quando ele descobriu que explosivos poderiam ser aliados ao seu senso de humor único, seu futuro caminho se tornou claro. A atração irresistível por explosivos militares o fez entrar para o exército e mudar suas tendências de carreira. No entanto, ele ainda não havia aprendido a ter limites – resultando em uma expulsão indecorosa que esteva a apenas um passo de um julgamento em corte marcial (se não tivéssemos impedido).

Beltway não tem senso de compaixão e percebemos que seus talentos especiais eram perfeitos para a USS; contanto que possamos mantê-lo na rédea curta.

Nota: As ações de Beltway já causaram alguns problemas em campo – nada severo, mas ainda assim continuaremos monitorando a situação de perto.

Especialidades e equipamento:

ESPECIALISTA EM EXPLOSÕES

A experiência de Beltway permite que ele possa plantar explosivos extremamente rápido.

COLETE A PROVA DE EXPLOSÕES

Beltway tem atração por explosivos, então ele usa este colete especial para garantir que o dano que ele toma seja reduzido, e que explosões não o atinjam.

MINA DE FRAGMENTAÇÃO

A favorita de Beltway – minas de fragmentação de alto dano que podem ser detonadas individualmente através de um controle remoto.

EXPLOSIVO FIXÁVEL COM CONTADOR DE TEMPO

Um explosivo lançável que se fixa a qualquer superfície.

MINA TERRESTRE A LASER

Uma surpresa nada agradável para os inimigos distraídos que andam pela área que explodem com a ativação de um laser.

Perfil de Four Eyes

Nome verdadeiro: Christine Yamata
Idade: 28
Nacionalidade: Nipo-americana
Tipo sanguíneo: A-
Função na equipe:Cientista 
 

Histórico pessoal confidencial – somente para uso da divisão de recursos humanos da Umbrella

     Four Eyes se dedicou à ciência desde quando era criança – como resultado ela não desenvolveu habilidades sociais necessárias posteriormente na vida. Ela é desapegada de emoções humanas normais, vendo as pessoas meramente como meios de cultura para seu amor peculiar: a virologia.

Este ramo em particular da ciência é a única razão por ela fazer parte da USS. Sua motivação é a de que este é o melhor lugar para ela não apenas para estudar algumas das epidemias mais mortais do mundo, como também para experimentar algumas das criações virais de última geração da própria Umbrella.

Ela não tem remorsos quando se trata de coletar e fazer experimentos em cobaias humanas vivas, e em muitas missões ela foi pega fazendo experimentos em feridos, e muitas vezes em prisioneiros. Isto ocasionalmente se provou destrutivo na missão em andamento.

No entanto, seu conhecimento prático em virologia aplicado em campo é incomparável.

Especialidades e equipamento:

VISÃO BIOMÉTRICA

Four Eyes pode instantaneamente apontar indivíduos infectados e identificar seus pontos fracos.

PROFICIÊNCIA ANTIVIRAL

Parece sempre ter um spray antiviral com ela, e pode carregar mais do que a maioria.

INFECÇÃO INDUZIDA

Pode usar uma seringa pneumática para infectar soldados ou transformar zumbis em “crimson heads”.

FEROMÔNIO DE ATRAÇÃO

Frascos com de gás que ela usa para atrair inimigos infectados com o T-Vírus.

PROGRAMAR INFECTADOS

Four Eyes pode assumir o controle de um inimigo infectado por um curto período de tempo se ela utilizar sua seringa pneumática neles.

Perfil de Bertha

Nome verdadeiro: Michaela Heinzwaffen
Idade: 34
Nacionalidade: Alemã
Tipo sanguíneo: B+
Função na equipe:Médica 
 

Histórico pessoal confidencial – somente para uso da divisão de recursos humanos da Umbrella

     Bertha é uma excelente médica, dedicada a curar e a manter o corpo humano funcionando no seu potencial máximo. Seu talento nesta área ofusca o fato de que ela também tem uma extrema falta jeito para lidar com pacientes; parece que frequentemente a sua missão é a de assustar as pessoas de quem está cuidando ao detalhar exatamente quanta dor eles pode esperar sentir. Este é um ponto particularmente pertinente, já que Bertha raramente usa anestésicos.

Sua abordagem clínica a torna completamente inapropriada para trabalhar como civil, mas uma excelente escolha como médica de campo da Wolfpack, onde sua resistência e falta de sensibilidade e sentimentalismos a tornam extremamente eficiente.

Bertha também fecha contrato com qualquer um que queira pagar para que ela seja torturadora profissional. Tão eficiente em causar dor quanto em curar, ela utiliza seu extenso conhecimento do corpo humano para levar suas vítimas à beira da morte várias e várias vezes, até conseguir a informação que quer. Seu trabalho pessoal também é uma vasta fonte de informação confidencial para nós, o que não deve ser ignorado.

Especialidades e equipamento:

MÉDICA DE CAMPO

Suas habilidades permitem que ela possa recuperar uma grande quantidade energia com itens de cura.

PROFICIÊNCIA EM PRIMEIROS SOCORROS

Bertha parece sempre ter pelo menos um spray de primeiros socorros consigo – e pode carregar mais do que os outros soldados com facilidade.

DROGAS ESTIMULANTES

Bertha pode melhorar a precisão, os movimentos e a velocidade de recarregamento de qualquer soldado, assim como pode reduzir recuo de arma ao usar estas seringas pneumáticas.

NEUTRALIZAR INFECÇÃO

Uma seringa para curar infecção em Bertha ou em seus parceiros – sabe-se que causa danos no infectado.

ANALGÉSICO

Uma seringa para reduzir a quantidade de dano que ela ou algum parceiro sofreram.

Perfil de Vector

Nome verdadeiro: Desconhecido
Idade: 30 e poucos
Nacionalidade: Japonesa
Tipo sanguíneo: O+
Função na equipe:Reconhecimento 
 

Histórico pessoal confidencial – somente para uso da divisão de recursos humanos da Umbrella

     Pouco se sabe sobre o passado de Vector, além de que ele obviamente treinou com mestres japoneses, já que sua vocação marcial é impressionante. Seus movimentos são instintivos e suaves – isto fica em completo contraste a quando Vector está em repouso, permanecendo tão imóvel quanto uma estátua.

Ele passou por treinamento diretamente com o próprio líder da Equipe Alpha da USS, HUNK, a pedido dele. Ambos partilham um respeito mútuo pelas habilidades do outro – e tratam com indiferença qualquer um que considerem inferior.

Vector entrou para a Equipe Delta da USS, onde a influência de HUNK permanece. Vector apontou que gostaria de continuar trabalhando com HUNK, mas por enquanto, a organização prefere tê-los em equipes diferentes. Talvez apareça a ocasião para eles trabalharem juntos novamente.

Especialidades e equipamento:

CORRIDA INDETECTÁVEL

Vector tem velocidade incomparável no campo de batalha e passos quase silenciosos.

EVITA SER DETECTADO

Como um fantasma, ele evita ser detectado nos mini mapas dos inimigos.

DETECTOR DE MOVIMENTOS

Fixa-se em superfícies e revela todos os inimigos dentro de um raio específico e pode eletrocutá-los potencialmente.

MIMETIZAÇÃO

Vector usa esta habilidade para se transformar fisicamente em outro soldado para confundir seus inimigos.

CAMUFLAGEM ATIVA

Usada para se disfarçar ao infiltrar linhas inimigas e eliminar alvos sem ser detectado.

Perfil de Spectre

Nome verdadeiro: Vladimir Bodrofski
Idade: 34
Nacionalidade: Russa
Tipo sanguíneo: AB-
Função na equipe:Espionagem 
 

Histórico pessoal confidencial – somente para uso da divisão de recursos humanos da Umbrella

     Fazendo parte do serviço de segurança da antiga União Soviética, Spectre é bastante apropriado para sua função como técnico de inteligência, onde sua falta de atributos físicos proeminentes ou características sociais o ajudaram a se manter virtualmente invisível em qualquer situação.

Seu trabalho o fez ficar em contato com o lado produtivo da vida – algo com que ele logo descobriu que tinha uma afinidade. Ele explorou seus contatos no submundo para seus próprios ganhos – ou seja, chantagem – o que por fim o fez ter problemas com as autoridades. Como resultado, Spectre teve que deixar a Rússia, pois havia investigadores e autoridades em seu encalço a cada passo que ele desse.

Ele encontrou um lar conosco, e suas habilidades em espionagem sempre garantem que a corporação fique bem informada e que a Wolfpack esteja em vantagem nas situações de combate.

Especialidades e equipamento:

DETECÇÃO DE PROXIMIDADE

O mini mapa de Spectre aparece em tamanho grande em seu visor e automaticamente revela inimigos.

DETECÇÃO DE ITENS

A visão incomparável de Spectre permite que ele possa ver todos os itens ao seu redor e em seu mini mapa.

VISÃO BIOTERMAL

Um talento que revela alvos vivos, para que Spectre possa determinar seu estado vital.

SCANNER DE AMEAÇAS

Permite-lhe escanear a área ao seu redor, para detectar alvos – ele então repassa os resultados aos parceiros.

VISÃO SONAR

Spectre pode ver inimigos e aliados através de paredes e outros objetos.


Fase 3

Perfil Psicológico de HUNK

Histórico pessoal confidencial – somente para uso do departamento de recursos humanos da Umbrella

Nome: HUNK
Cargo: soldado da USS

Razão do relatório:

Recentemente, HUNK tem passado por ações pesadas e realizou uma série de operações relativamente intensas. No entanto, ainda não mostrou sinais de estresse ou qualquer resposta emocional normal relacionada a isso. Nossas sessões verificaram se HUNK apresentou, a longo prazo, quaisquer danos psicológicos ocultos, como resultado de sua participação nessas operações.

Primeiras impressões:

Minhas primeiras impressões sobre HUNK eram de um homem incrivelmente comprometido com seu trabalho. De fato, em todas as minhas conversas com ele, HUNK nunca sugeriu uma vez sequer que sua vida continha nada além de suas obrigações como membro da USS. Isto, porém, não era visto como algo negativo – HUNK não estava se queixando – isso não mostrou nada além de que HUNK não estava interessado em nada que não se relacionasse à vida como um membro da USS.

De fato, é difícil de imaginar HUNK se queixando de alguma coisa. Ele é muito mais um produto da sua profissão, na qual é um homem que segue as ordens ao pé da letra – sem preocupação com sua própria segurança, ou com as consequencias de suas ações.

É realmente uma tarefa difícil fazer HUNK falar sobre várias coisas com detalhes – e praticamente impossível faze-lo falar sobre si mesmo. Mesmo depois de várias sessões, ainda estou no escuro sobre a maior parte de seu passado – sua família, amigos (eu estou quase certo de que HUNK veria todo o conceito de “amigos” como algo engraçado) ou mesmo relacionamentos (o nome Bella parece ter algum impacto sobre ele, embora ainda estou para saber o que é a relação, exatamente) são uma incógnita.

Com qualquer outro paciente, eu sugeriria que eu preciso de mais tempo para romper a resistência, para realmente chegar até o HUNK interior – mas é claro para mim que HUNK não está oferecendo qualquer resistencia. É quase como se ele tivesse se livrado de memórias com trechos de sua vida. Isso poderia muito bem ser um método que ele desenvolveu para proteger-se dos horrores que presenciou – para separar o lado humano de HUNK do lado soldado. O problema é que eu acho que o lado soldado agora é tudo que existe para ele. Meu medo é que o lado humano de HUNK já está perdido para sempre.

Como psicólogo, este é um estudo fascinante. Eu deveria imaginar que para um comandante USS, HUNK é o soldado ideal – quase uma lenda. Ele parece não ter moral ou ressalvas, medo e nem desejo de sair e voltar para uma vida normal, em todos os aspectos.

HUNK fica mais animado quando f la sobre as ações que viu. Mas mesmo aqui, ele não está tent#ndo impressionar, ele apenas qu%r con$#ou como a aç@o ocorreu.

O incidente que vamos abordar mais detalhadamente logo demonstra que sua persona de sangue-frio, não é um ato individual, mas sim al%go que está ^*tro (dele. … isto que [email protected]%^& ###.. tui luwl +% ï ™ © estudo ? mais posterior requÄ#.

******* O RESTANTE DO DOCUMENTO ESTÁ FALTANDO *******

Relatório Sobre Vector

Relatório de Treinamento – Complexo de Treinamento da Ilha Rockfort, #######

Minha análise inicial dos novos recrutas foi totalmente precisa, com uma exceção. O recruta Vector me impressionou desde o começo, mas eu acredito que minha avaliação de suas habilidades o desvalorizou severamente.

Tudo em Vector é extremamente afiado – como as lâminas que ele admira usando sempre que possível. Em uma de suas primeiras manhãs de treinamento, os recrutas fizeram duplas para treinar o combate corpo a corpo. Vector lutou contra um Russo grandalhão que fazia parte da Spetsnaz.* Embora eu não aprecie o treinamento e estratétias das Forças Russas, o russo que encarava Vector era um sujeito eficiente, obviamente bem treinado para imobilizar oponentes próximos.

Eu dei o sinal para a luta começar, e como eu esperava, o russo grandalhão avançou para imobilizar Vector, como um urso. Vector se manteve firme até parecer que ele seria esmagado pelo violento ataque. No segundo seguinte, Vector caiu no chão e golpeou a perna do russo. Perdendo o equilíbrio, o russo começou a cair – somente para receber uma cotovelada de Vector.

Enquanto o russo cambaleava para trás, com seu nariz e mandíbula claramente quebrados, Vector permaneceu parado como uma estátua, na pose que havia causado tantos danos. Somente quando o russo desabou inconsciente no chão, Vector se moveu novamente, olhando com desdém para seu oponente abatido.

Claro que eu tinha que testar as minhas próprias habilidades contra as dele.

Após ter analisado e testado cada uma das defensas do outro com chutes baixos, rasteiras, fintas e jabs, Vector lançou um ataque contra mim – um soco voador, seguido de uma série de chutes giratórios. Eu defendi todos os ataques, mas fui jogado para trás.

Então agora era a minha vez de atacar. Notando que a perna esquerda de Vector estava em falso em vez de rídigda como concreto, foquei meus ataques no joelho esquerdo dele, sabendo que seria mais difícil fazê-lo saltar. Chute, soco, chute, era como eu procurava obter vantagem. Embora nenhuma das minhas tentativas tenha acertado o alvo, eu estava procurando uma abertura específica – e encontrei.

Enquanto Vector bloqueava um de meus socos, eu aproveitei para circulá-lo. Fiquei atrás dele, pronto para dar uma chave de pescoço, mas quando eu ia aplicar o golpe, eu fui surpreendido. Vector agarrou meus dois braços e os usou como uma plataforma para saltar sobre a minha cabeça.

Eu virei e nos encaramos. “Impressionante”, eu disse. Vector inclinou a cabeça. “Obrigado, senhor”.

Esse é só um acontecimento dentre vários. Eu continuarei a monitorá-lo com grande interesse – e formalmente irei requerir que pelo menos parte do treinamento dele seja conduzido em minha própria equipe.

HUNK

Complexo de Treinamento da Ilha Rockfort.

[Nota de rodapé – 03HNKORC]

* Referência a Nicholai Ginovaef, o comandante da equipe B da unidade Delta Platoon da U.B.C.S. e monitor da Umbrella durante o incidente em Raccoon City. Antes de entrar para a Umbrella, fez parte da Spetsnaz. Suas qualidades em campo só eram páreo para seu maior rival, o próprio HUNK (Resident Evil Archives, pág 138).

Testemunha Ocular

TRANSCRIÇÃO DA FITA – ZAIRE3324

GRAVADO – ##############

Eu vi seis homens vestidos de cinza atrás das pilastras, como sombras, encolhidos, rastejando-se, quase invisíveis – mas mesmo assim eu os vi.

De repente eu vi um grande grupo de outros homens, mercenários da Europa Oriental andando pelas ruas. Eles viram os homens de cinza e atiraram imediatamente – vinte armas atirando, atirando e atirando.

O líder dos homens de cinza pediu por cobertura e começou a atirar também com uma pequena metralhadora, todo frio e calmo. Alguns dos europeus foram atingidos e logo todos os homens de cinza começaram a atirar.

Mais europeus foram mortos, mas também dois dos homens de cinza – e o líder dos homens de cinza os mandou atacar! Eles saíram da cobertura e foramem direção aos oponentes, atirando, desviando, mergulhando e rolando. Mais dois foram abatidos, mas mais europeus morreram.

O líder e outro homem de cinza foram para cima dos Europeus – pelo menos sete ou oito deles sobraram, mas os “cinzas” lutaram e atiraram, até que um tiro de shotgun matou um deles.

Somente o líder sobrou, mas ele estava lutando em meio a névoa, levantando poeira para todos os lados, até que eu não pudesse mais ver, só ouvir. Então a poeira baixou e ele estava lá. E mais ninguém. Ele estava olhando para mim…

Ele sabia que eu estava lá observando o tempo todo?

Ele olhou fixamente para mim, como se eu devesse temer perder a vida e se foi, como uma sombra. A imagem está marcada para sempre na minha mente.

Relatório Interno

Memorando Interno da Umbrella – CONFIDENCIAL –

Assunto: HUNK

Acabo de voltar de Rockfort…

Você estava certo sobre HUNK; ele é durão, e sem dúvida, digno de confiança.

Acho que devemos usá-lo quando transportarmos aquilo.

Poderia tornar-se instável em trânsito.

A USS estará melhor equipada, caso ele realmente quiser se soltar. O treinamento especial com B.O.W.s lhes dará pelo menos uma chance.

Mas ninguém pode saber o que há dentro… não agora, nem mesmo HUNK.

Ele não vai gostar. Mas vai seguir as ordens.

Ele nos segiria até o inferno, se pedíssemos.

[Este documento é, provavelmente, uma referência ao file “Relatório de HUNK”, de Resident Evil: CODE Veronica. No texto, HUNK relata o transporte de uma carga contendo uma cápsula congelada para Alfred Ashford].


Fase 4

Contrato de Nicholai

Contrato de Responsabilidades:
Nicholai Ginovaef

Essa seção do contrato descreve as obrigações que você, Nicholai Ginovaef, deve conduzir como parte do dia-a-dia de suas operações na UBCS. Embora essas não sejam suas tarefas prioritárias, serão as que você deverá fazer mais frequentemente. Para os observadores, estas devem parecer as suas principais responsabilidades.

Auxiliar agências de imposição da lei

Dependendo de qual lugar do mundo você está localizado, você deve agir como um reforço para as autoridades de imposição da lei, seja a polícia, milícia local, o exército ou qualquer outro grupo para o qual a Umbrella der apoio.

Seu trabalho será de ajudá-los a progredir apoiando suas atividades, as quais podem variar de ajudar a manter a lei em momentos de crise, ao controle de multidões, proteção de VIPs e patrulha de ruas. Nesses trabalhos, você deve deixar claro que você está ajudando a lidar com qualquer situação instalada.

Auxiliar serviços de emergência

Dependendo do seu posicionamento, você deve precisar auxiliar os serviços de emergência, como os paramédicos ou bombeiros. Os trabalhos serão, com certeza, de amplo espectro, e seu papel será, novamente, de ser o mais solícito possível – contanto que você já não tenha recebido ordens superiores da Umbrella.

Os seguintes termos são prioritários em relação aos deveres para com os serviços públicos:

Proteger os bens da Umbrella

Independente de esses bens serem propriedades, pessoas ou “materiais”, sempre serão a prioridade número um. Se você estiver trabalhando sozinho ou como parte de uma equipe, nós esperamos que você se dedique à proteção desses bens, tomando quaisquer medidas para assegurar sua segurança.

Veja o apêndice 3 para benefícios em casos de morte em serviço.

Comandar missões táticas

Como parte da UBCS, você deve ser instruído a liderar missões táticas militares em nome da Umbrella. Nessas situações você está autorizado a tomar quaisquer medidas necessárias para completar sua missão.

Novamente, veja o apêndice 3 para benefícios em casos de morte em serviço.

Nota lateral: Não ignore o escritório do chefe – O segundo elevador do bonde pode conter uma recompensa escondida – Atrás de um trem, no chalé no Parque Lonsdale.

Gravação da traição de Nicholai

Gravação de um circuito interno de TV mostra Ginovaef traindo sua equipe. Localização desconhecida.

Bilhete de aviso

****** Transcrição – ######## ******

Jacques, não deixe ninguém mais ver isso – Eu não deveria nem estar escrevendo, mas não posso me arriscar conversando com você. Destrua isso assim que ler.

Estou inseguro com o Sargento Ginovaef. Eu o ouvi falando sobre coisas que ele fez no passado e não estou muito certo do que ouvi. Você ouviu falar que aquela equipe morreu sob o comando dele, certo? Ele foi o único sobrevivente. Bom, e e se aquela equipe não tiver sido morta por um inimigo? E se a Umbrella comandou o massacre? Por que, eu não sei. E se eles queriam testar alguma arma nova… como uma arma biológica? Eu ouvi coisas… a Umbrella tem armas que são totalmente sobre-humanas. Do que eu descobri da Umbrella, eu não colocaria as mãos no fogo para o fato de que eles não testam as armas com as suas próprias tropas. Civis, soldados inimigos, seus próprios soldados? Parece que são tudo a mesma coisa para eles. E Ginovaef é o peão [de xadrez] deles – só alguns comentários que eu o ouvi fazendo. Coisas que eu não deveria ter escutado.

Então estou avisando a você para cair fora o mais rápido que puder. Somos soldados, não somos assassinos e nem cobaias (o que é mais uma coisa que eu ouvi). Se Nicholai já fez isso uma vez, vai fazer de novo. Se suas ordens o mandarem fazer. Não podemos confiar nele, porque não podemos confiar neles.

Você não vai me ver de novo e não posso dizer para onde estou indo. Espero que a Umbrella não vá atrás de mim. Escute meu conselho, Jacques, fuja também.

Paulo.


Fase 5


Fase 6

Gravação hackeada do circuito interno de TV do Laboratório da Umbrella

Gravação hackeada do circuito interno de TV do Laboratório da Umbrella

– Birkin está um pouco estranho ultimante. O achei distraído.

– Com o trabalho?

– Não, está centrado como sempre quando a questão é a pesquisa. O que ele tem é… eu não sei. Ele parece não ouvir quando falo com ele.

– De fato, outro dia eu o vi falar no telefone. Ele parecia nervoso. Só respondia “sim” ou “não”.

– Parece que ele está perto de fazer uma grande descoberta no Projeto G. Talvez a pressão o esteja afetando. Você sabe, a empresa deposita grandes esperanças nele.

– Certo. Hm… eu não gosto nada dele, mas ninguém pode negar que ele é um gênio.

– Sim, está claro que a cada trabalho do Projeto G e no parasita NE-Beta ele está destinado a fazer coisas grandiosas. Você deveria checar o material do parasita.

– Não tenho permissão nem de chegar perto. Eu acho que é essa é causa do comportamento estranho dele. Ele está próximo de descobrir algo e talvez ele não queira que alguém descubra e tire os méritos dele.

– É, talvez. Mas ele deveria ser colocado sob controle. Algo está acontecendo ali, embora ele não queira dizer nada.”

A senha para abrir a sexta pista é o título do vídeo – AZEORCUAL.

No entanto, o “parasita NE Beta” chama atenção. Pesquisando por “NE-Beta Parasite” no Google, encontramos a páginawww.nebetaparasite.com, com dois documentos: a imagem do NE-Beta e um arquivo com detalhes de testes feitos com a criatura.

NEBetaParasite.com

Atenção – O Parasita NE-Beta é um organismo extramamente perigoso. Essa informação está sendo apresentada para salvar vidas e não deve ser vista como um guia de como lidar com uma dessas criaturas.

O Parasita NE Beta é real – e todos nós devemos temê-lo.

Mensagem escondida:

“O telhado da rádio.

O escritório da casa de fundição.

O bonde na área em construção do lado de fora do Jardim Lonsdale.”

Relatório sobre o Parasita NE-Beta

FRAGMENTO DOS TESTES REALIZADOS NO PARASITA NE-BETA (CÓDIGO NE-B)

– Dia 7

Experimentos no novo parasita continuam a revelar resultados impressionantes. Nossos testes iniciais provaram que o parasita por si só é incrivelmente fraco. Somente um pequeno dano causado por uma pistola, um lançachamas e até mesmo de armas brancas podem matá-lo facilmente. Embora, é claro, deve-se ressaltar que os parasitas estavam indefesos enquanto conduzimos os testes. Eu mesmo não gostaria de enfretar um parasita móvel com nada além de uma faca.

No entanto, hoje, os eventos tomaram um rumo impressionante.

Para determinar a eficiência do parasita em combate, nós introduzimos um humano infectado com o t-vírus na área de testes para determinar se havia alguma habilidade de combate inesperada.

Como esperado, a cobaia não atacou o parasita (não é composto de carne, no fim das contas). Mas, considerando a agressividade prévia exibida pelo parasita, nós nos surpreendemos ao notar que ele também não atacou o humano infectado.

Em vez disso, ele pareceu “experimentar” o ar, antes de move-se por trás da cobaia. Então ele se lançou nas costas da cobaia e com um movimento de suas garras, a decaptou. Em vez de cair no chão, a cobaia permaneceu de pé, ficou oscilando lentamente de um lado para o outro enquanto o parasita parecia estar se alimentando do que sobrou do seu pescoço.

Embora isso seja extremamente facinante, no momento não podemos explicar esse comportamento.

Os testes irão continuar.

Dr. Turner.

FRAGMENTO DOS TESTES REALIZADOS NO PARASITA NE-BETA (CÓDIGO NE-B)

– Dia 13

O parasita está controlando a cobaia!

Inicialmente, nós acreditamos que o parasita estava se alimentando das secreções da carcaça da cobaia, sugando-as com tubos semelhante à trompas. Mas conforme continuamos os testes e aumentamos os períodos de exposição, os resultados foram incríveis.

Na verdade, o parasita estava invadindo o sistema nervoso central do infectado, diretamente através da medula espinhal e controlando-a diretamente. O parasita consegue tornar-se o cérebro da cobaia. Ou como um de meus colegas afirmou, o parasita está dirigindo a cobaia como se fosse um veículo de duas patas.

Nós observamos o acoplamento parasitário praticamente todos os dias, e parece que não há desenvolvimentos posteriores.

Dr. Turner

FRAGMENTO DOS TESTES REALIZADOS NO PARASITA NE-BETA (CÓDIGO NE-B)

– Dia 22

Novamente o parasita nos surpreendeu.

Um dos seguranças armados acompanhava um dos meus colegas até a cela do parasita para recolher algumas amostras de tecido. O que aconteceu em seguida chocou a todos nós. O parasita-humanóide pareceu esperar até que eles estivessem a dois passos da cela antes de fazer uma manobra agressiva contra eles – praticamente correndo. Antes que o segurança tivesse a chance de reagir, a cobaia ligada ao parasita o levantou do chão e o atirou contra as grades.

Meu colega foi tão azarado quanto o guarda, as garras do parasita separaram a parte de cima da de baixo do corpo.

Inacreditável. O “zumbi parasita” estava visivelmente mais rápido e forte que o hospedeiro original ou o parasita sozinho.

Amanhã vamos tentar remover o parasita do zumbi para entender como ele pode reanimar o parasita de forma tão eficiente.

Dr. Turner

FRAGMENTO DOS TESTES REALIZADOS NO PARASITA NE-BETA (CÓDIGO NE-B)

– Dia 28

Quanto mais o parasita NE-Beta é estudado, mais impressionante ele se torna, em todos os aspectos. Hoje descobrimos que o parasita está fazendo muito mais do que “dirigir” a cobaia – ele o tornou muito mais resistente do que era.

Decidimos por um procedimento de remoção do parasita do zumbi. Acreditamos que o método mais óbvio fosse tentar destruir as pernas do zumbi, deixando o hospedeiro do parasita sem forma de locomoção.

Rapidamente se tornou claro que a cobaia estava praticamente invulnerável a danos! Disparos de pequenas armas de fogo, metralhadoras, lança chamas e até mesmo uma gradana de mão causou efeitos mínimos no hospedeiro, assim como no parasita, que continuou a procurar formas de lançar as garras em quem o atacava.

Durante as atividades de hoje, perdemos mais dois seguranças e outro pesquisador – mas eles são sacrifícios necessários, já que revelaram uma outra arma ofensiva que o “zumbi parasita” tem a sua disposição”.

Quando os três entraram na cela, o parasita começou a liberar uma substância estranha neles – uma secreção ácida que instantâneamente os fez tussir e arfar. Com sua presa incapacitada, era só uma questão de segundos até que o trio azarado morresse.

Esse ataque também tem outra característica. Nós notamos que enquanto as três cobaias eram cobertas de secreção, todos as nossas outras cobaias de testes ficaram extremamente agitadas, debatendo-se contra as paredes mais próximas ao trio coberto de secreção, como se quisessem chegar até eles. Também foi notado por alguns de meus coleagas que eles fizeram isso com uma rapidez e força raramente vista.

Parece que essa substância, o que quer que se prove ser, tem algum tipo de efeito estimulante em outras B.O.W.s e é algo que precisamos estudar mais.

Dr. Turner

FRAGMENTO DOS TESTES REALIZADOS NO PARASITA NE-BETA (CÓDIGO NE-B)

– Dia 36

Eu farei este registro a partir de hoje, já que, infelizmente, o doutor foi morto hoje de manhã.

A cobaia e o parasita foram finalmente mortos hoje. O método foi simples: enquanto ele se alimentava de carne fresca (o doutor azarado), nós atacamos o parasita pelas costas. Fogo concentrado o matou, em um ponto que o corpo exaurido da cobaia também foi destruído.

Obviamente este foi só o começo dos estudos.

Professor Dalwin


Fase 7

Queixa da Secretária

Em atenção ao Diretor da Divisão Pessoal

Eu gostaria de registrar uma queixa oficial sobre o Delegado Brian Irons e seu recente comportamento para com a minha pessoa.

Eu trabalhei como secretária do Delegado Irons por bons longos anos, e até recentemente, tivemos um bom relacionamento profissional. No entanto, nos últimos seis meses mais ou menos, o comportamento dele mudou muito – na verdade, eu diria que mudou dramaticamente.

O primeiro incidente que eu gostaria de relatar aconteceu no dia 6 de abril. Eu mexi em uma das estátuas no segundo andar do prédio porque, honestamente, ela estava no meio do caminho. Eu só a movi do meio da sala para perto da parede.

No entanto, o Delegado Irons não gostou nada disso e gritava comigo dizendo que eu nunca deveria mexer em NENHUMA estátua do prédio e que deveria me restringir a redigir cartas e anotar recados, por que era para isso que eu era paga. Ele usou uma série de palavras de baixo calão enquanto gritava comigo. Eu estava, como você pode imaginar, muito chocada.

O Delegado Irons se desculpou posteriormente, explicando que tinha muitas coisas na cabeça, mas reiterou que eu devia deixar as estátuas e obras de arte onde estavam.

Claro que essa mudança fez com que eu me sentisse insultada e nervosa, e comecei a olhar para o Delegado Irons de foma diferente. Pensando no que ele havia dito, eu comecei a imaginar porque ele tinha tantas obras de arte. Fiz algumas persquisas e descobri que muitas das peças que estão no prédio valem milhares de dólares – algumas, dezenas de milhares.

Um incidente em maio me faz acreditar que o Delegado deve estar envolvido em atividades extra-curriculares para pagar por itens tão caros. Eu o peguei analisando uma nova pintura no escritório dele. O tema da pintura em questão não cabe aqui, mas era outra peça de arte muito cara. Como ele poderia pagar aquilo com o salário dele?

Mas a gota d’água aconteceu ontem, dia 8 de junho e é a principal causa da minha queixa. Eu estava limpando o escritório do Delegado Irons enquanto ele não estava, como sempre faço, quando ele chegou. Eu não sei o que deu nele, mas ele começou a gritar comigo, me amaldiçoando e agindo de forma muito ameaçadora, berrando que eu deveria ficar longe das coisas pessoais dele, que eu era uma “vadia bisbilhoteira”.

E isso vindo do Delegado? Eu adimito que caí no choro e saí. Não deveria ter sido tratada daquele jeito – eu só estava fazendo o meu trabalho. Eu não posso evitar que ele pense que as pessoas vão bisbilhotar nas coisas dele quando ele dá as coisas, não é? Isso me faz pensar que ele deve estar escondendo alguma coisa e sugiro que o Irons seja investigado.

Eu duvido muito que devo retornar ao trabalho por enquanto, mas espero sua resposta com interesse.

Carole Sindemann

Secretária do Delegado Irons

Este documento é uma referência ao “Diário da Secretária” de Resident Evil 2.

Relatório sobre Brian Irons

Relatório CONFIDENCIAL

Escrito por ###########

Em nossa reunião de Operações no ano passado, vários membros fizeram reclamações sobre Brian Irons, o Chefe de Polícia de Raccoon City. O Delegado Irons é “amigo” da Umbrella há vários anos, agindo como um “leva e trás”, e alguém que nos ajuda a cuidar de nossos negócios com relativa facilidade.

No entanto, com o passar do tempo, o comportamento de Irons se tronou cada vez mais errante e ostentante, levantando suspeitas entre seus colegas de trabalho, outros poderes públicos de Raccoon City e até de cidadões, de que ele seja um policial corrupto.

Nossa preocupação é que o comportamento do delegado possa causar uma investigação das autoridades. Isso já pode estar acontecendo, já que suas atividades já estão sendo profundamente analisadas por seu próprio departamento. Sua secretária registrou uma queixa oficial contra ele, relatando comportamento abusivo e o armazenamento de valiosas obras de arte no Departamento de Polícia de Raccoon City.

Essa situação foi resolvida para a satisfação das autoridades, mas a nossa recomendação é que comecemos a tomar atitudes para retirar Irons de nossas operações antes que ele se torne um empecilho para o nosso trabalho em Raccoon City, e o mais importante, antes que um de seus escândalos resultem em uma ligação sendo feita entre a Umbrella Corporation e Irons.

No entanto, devemos ser cuidadosos. Irons foi nosso encarregado nos últimos cinco anos, e durante esse período, por associação, esteve a par de algumas de nossas iniciativas mais delicadas. Não podemos simplesmente cortar relações com Irons e arriscar que ele revele alguma dos projetos polêmicos que estamos conduzindo na área.

A situação é, com certeza, exacerbada pelo fato de ele ser o Chefe de Polícia, e portanto, apesar de seu comportamento recente, tem o respeito e o apoio da população e das autoridades.

Não podemos tentar desacreditá-lo trazendo seu passado à tona novamente, já que ele foi inocentado das duas acusações – ainda que Irons tenha admitido que cometeu os dois crimes. Nós também não podemos relevar que ele é corrupto sem revelar nossas próprias atividades.

Uma coisa é certa, no entanto: não podemos nos sentar e esperar que Irons continue a jogar. Nós devemos presumir que sua atividade ostentatória recente e comportamento psicótico continuem. Acreditamos que ele exerce agora, tanto oficialmente, através de sua posição, quanto não-oficialmente, através da Umbrella, o tenha feito acreditar que ele é intocável. Quem sabe o que ele dirá, e para quem?

Esta é a razão pela qual devemos agir – e deve ser uma atitude extrema. Nossa recomendação é que monitoremos a situação cuidadosamente e se uma oportunidade surgir, nós aproveitamos.

Claro, qualquer atitude que tomarmos deverá assegurar uma separação limpa, sem pontas soltas que levem à Umbrella.

Resposta Oficial

Em atenção ao Diretor da Divisão Pessoal

Prezado Tony,

É com grande pesar que eu recordo os eventos de dos dias atrás, segunda, dia 8 de junho, e eu gostaria de me desculpar não somente com Carole, minha secretária, mas também com os outros funcionários que estavam trabalhando e com as autoridades que em encarregaram do meu dever.

Eu não tenho explicações para o meu comportamento, a não ser dizer que estive trabalhando até muito tarde para manter Raccoon City segura para os moradores. Eu acredito que andei trabalhando demais, sem reservar tempo suficiente para mim mesmo, resultando na minha impaciência no dia em questão.

Sobre a questão da minha coleção e como eu a obtive, eu coloco as mãos para o alto e admito: são imitações! Claro que eu não poderia pagar pelos originais, então investi em falsificações de alta qualidade. Para os olhos treinados, isso ficaria óbvio, mas para meus leigos colegas, seria segredo.

Meu único objetivo em colecionar essas imitações era somente de manter o visual da delegacia parecido com o que era antigamente.*

Fique tranquilo de que aprenderei com este incidente e tenha certeza de que nada disso irá se repetir.

Atenciosamente,

Delegado Brian Irons.

*A RPD era um museu antes de se tornar uma delegacia.

Resposta Recuperada

Meu Deus, Tony – como se eu precisasse perder tempo com esse tipo de porcaria.

Sim, eu gritei com a vadia, mas sinceramente, ela estava mexendo nas minhas coisas e isso é o mínimo que ela merece. Ela tem sorte de eu não ter atirado, empalhado e pendurado ela bem ali.

Mas claro, esse tipo de coisa não é aceita, né? Sim, eu tenho que seguir as “regras” porque somos nós quem devemos fazê-las serem cumpridas. Deus, essas regras me embrulham o estômago. O que tem de errado em fazer as coisas do jeito antigo? Naquela época, se alguém saía da linha, você botava elas para aprender, sabe?

E daí? Eu tenho algumas pinturas bonitas. E talvez elas custem mais do que a Carole ganha em um ano. Mas que inferno, o que eu faço com meu dinheiro é problema meu. E eu trabalho muito para isso – e não só para o Departamento de Polícia de Raccoon. Eu sou um trabalhador, Tony, você sabe disso… e contanto que eu mantenha a cidade funcionando como as engrenagens de um relógio, então não interessa o que mais estou fazendo. Certo?

E escute essas palavras Tony, porque Raccoon é a minha maior prioridade. Você pode ter certeza que o trabalho que estou fazendo é para Raccoon City, porque não vou deixar que nada aconteça com a cidade. É a minha cidade, com as minhas regras. Não é um acessório de uma corporação que pode ser comprado. Não importa o que eles pensem, eles não podem me pressionar…

Relatório da Umbrella sobre a Polícia

Distribuição:

Administradores de seções dentro de nos arredores de Raccoon City

Chamou nossa atenção o fato que o RPD receberá um incomum aumento no número de novos policiais em todos os departamentos – a causa não é conhecida, mas infelizmente é algo que não podemos ignorar.

Claro que o RPD e suas atividades são algo com o que não devemos nos preocupar. Nós temos meios de assegurar que nossos experimentos podem continuar como planejado, a RPD concordando ou não, mas ainda assim precisamos agir para que tenhamos certeza que nosso trabalho não chegue ao público.

Como você sabe, nós intensificamos nossas atividades na área de Arklay, então essa notícia chegou em um momento particularmente crítico. Portanto, nós devemos tomar cuidado e assegurar que nossa autoridade seja mantida pelos próximos meses. Não podemos permitir que os procedimentos da polícia prejudiquem nossos objetivos.

[No rodapé: ORCOPL3N]

Aviso da Umbrella

$£$XX )* HUYF FF %$£23& a área todas as vezes. (){Pessoas não autoriZZZadas devem ser detidas imediatamente pela segurança na área de segurança mais próxima. O mais importante dessas é a atividade crescente da 0rganização e temos razão para acreditar que eles tem alguns de seus principais agentes ativos dentro e nos arredores de Arklay e RC. Nós [email protected] que repxxxtz th”||||| entre eles¬, inclusi&*% codinome Mi#¢¢¢$$$$……>da Won&.

Não perca nenhuma chance – use todos os meios ao seu dis&*$$$ par garantyr que a Umbrell! @@@xxxxx… .

[[Trecho da mensagem perdido]]

&^) UUsquisadores, que são uma fraqueza em potencial. Geralmente eles não percebem o valor que seu trabalho tem para os outros. 0u pior¬ ainda, talvez eles percebam. Nós fazemos verificações e inspeções sistematicamente para garantir que ninguém que trabalhe nos laboratórios esteja comprometido¬ mas isto não pode ser garantido. Vigilância de sua parte é a maior defesa, enquanto os pesquisadores, elesss nnnãoo percebem que X££* são alvooooooo.iiiiiii xc3 [email protected]

[[Restante da mensagem perdida>]]

Relatório Sobre Leon

Perfil do novo recruta
Nome: Leon Scott Kennedy
Altura: 1,78m
Peso: 70,2kg
Nacionalidade: americano

Relatório da Academia de Polícia

Kennedy é um graduado muito determinado e competente da academia. Ele tem forte senso de justiça e é uma pessoa honrada, ideal para usar o distintivo.

Consistente com as maiores notas de sua classe, Kennedy se sobressaiu tanto no treinamento acadêmico quanto no físico, com destaque para sua capacidade de improvisar sob pressão.

Sua adaptabilidade e ímpeto o farão ter bom desempenho no corpo de policiais para o qual entrar e esperamos observar seu progresso nos próximos anos.

Data de início: 29 de setembro de 1998


Fase 8

Transcrição de conversa com um ex-funcionário da Umbrella

Não vou dar nenhum dos detalhes que eu sei. Não confio em mais ninguém. Eles influenciam tudo e todos. Eles são poderosos. Eu estava dentro, vi a influência, o poder, o controle que eles têm. Eles não são uma empresa, são o equivalente a um governo. O que eles dizem é o que vale.

Eu trabalhava nos laboratórios que ficavam abaixo da mansão… mas eu vi coisas, coisas que eu nunca vou esquecer. Eu sou engenheiro biológico e foi empregado para trabalhar na divisão de energia biológica renovável. Não demorou muito até que eu fosse transferido de lá para uma divisão de projetos especiais onde fomos apresentados a algo que me mudaria para sempre.

Nos disseram que estávamos desenvolvendo um material que ajudaria a armazenar a energia produzida por geradores bio-elétricos. Aparentemente, esses geradores experimentais de última geração mudariam a forma que a energia era produzida nas regiões mais pobres do mundo, mas havia um problema com oscilações de voltagem que estavam sobrecarregando os sistemas muito frequentemente, tornando-os pouco viáveis. O papel da minha equipe era desenvolver uma cobertura que absorveria a energia de forma segura e limitasse a voltagem dos geradores.

Essa era a história. E até certo ponto ela era verdadeira.

Eu deveria ter percebido que nós não estávamos sabendo de toda a verdade. Nós nunca nem mesmo vimos um desses geradores experimentais – nos entregaram dados e nós trabalhamos teoricamente por semanas, antes de nos mostrarem um exemplo em menor escala do tipo de gerador do qual estávamos falando.

Até agora, meses depois, eu acho difícil descrever o pavor que senti quando olhei para o pobre animal preso à fios, diodos e fios e outras conexões que eu espero nem ao menos entender. Era obviamente um cachorro – ou já havia deixado de ser – um cão policial. Mas aquele cachorro estava, obviamente, sangrando… as coisas estavam sendo bombeadas para dentro dele, dando-o força, e o tornando violento. Ainda bem que estava preso ao chão, porque o olhar da criatura deixou claro que era um assassino e queria nos pegar.

Enquanto eu assistia, juro que pude ver a pele dele soltando faíscas enquanto seus músculos contraíam e relaxavam. Ele deixou escapar um rosnado baixo e uma espécie de gosma verde e assustadora saiu de sua boca, que fedia horrivelmente.

E esse era o tipo de gerador que as pessoas deveriam ter em casa? O cientista chefe riu e assegurou que obviamente, não. Este era um gerador que usava os mesmos princípios bio-orgânicos, mas de uma forma muito mais manejável. Era mais fácil usar um cão raivoso que ia ser sacrificado mesmo do que fazer um experimento do zero para criar o gerador que a Umbrella gostaria de criar. E mesmo quando o cientista chefe acabou de falar, aquela não era a minha preocupação.

Tudo parecia errado para mim, mas eu tinha um trabalho a fazer, e embora parecesse cruel, os benefícios do gerador aperfeiçoado compensariam o sofrimento do animal.

Em retrospecto, eu deveria ter saído de lá e pronto. Mas não, estupidamente olhei cegamente para os erros daquilo e comecei a trabalhar neste material que conteria a energia que aquela fera estava gerando. Eu nunca nem ao menos pensei em perguntar o que alimentaria os geradores de verdade. Acredito que apenas imaginei que seria algum combustível de produzido por bio-engenharia que outra equipe estava desenvolvendo.

Novamente, isto era parcialmente verdade.

E então, depois de várias semanas, eu ajudei a desenvolver o material – um polímero bio-elétrico no qual, se embrulhássemos o “gerador” nele, limitaria severamente sua dissipação de energia. Nós medimos a corrente que passava através da pele do pobre animal tanto antes quanto depois da aplicação do material, e descobrimos que a energia havia diminuído cerca de 20% comparado aos níveis anteriores – dentro dos objetivos que havíamos estabelecido.

Quando embrulhado no material, a carne (aquilo mal podia ser chamado de cachorro) responderia a simples comandos. Ele estava preso ao chão, sem poder se mexer, mas balançaria a cabeça e nos ouviria se falássemos com ele, já que antes não conseguíamos nos comunicar com ele – estava ocupad demais tentando nos matar com suas presas putrefatas!

Então foi isso… missão cumprida. Ou pelo menos eu achava. Alguns meses depois, não ouvi mais notícias sobre o desenvolvimento destes geradores, nem sobre o material limitador de energia. Quando perguntei sobre eles, me disseram que os planos já estavam sendo colocados em prática para me incluir na próxima etapa de um projeto semelhante. Dentro de uma semana, eu fui enviado para a Europa para ajudar uma equipe a trabalhar em um projeto muito especial e confidencial. Não me deram mais nenhuma informação, somente de que meu histórico e especialidades ajudariam a equipe a ter ainda mais sucesso.

Eu achei que o experimento com o cão era ruim. Era o meu primeiro dia de trabalho na Europa e eu presenciei um homem condenado ser “infectado” com um parasita, o parasita NE-alpha que acabara de ser descoberto. Eu nem sei por onde começar, o quando fiquei enjoado, enojado e e a tamanha repulsa que senti daquilo. Que diabos eu estava fazendo? O que isso tinha a ver com algo que poderia ajudar qualquer pessoa, onde quer que fosse?

Logo tive a resposta – eu estava presenciando o que era o projeto Nemesis, e logo percebi que estava presente durante o nascimento do que é agora conhecido como T02. Aparentemente este era o “super soldado” que a Umbrella poderia usar para cumprir ordens que soldados normais não cumpririam. De repente, a Umbrella revelou para mim exatamente como ela era – era a antítese completa da companhia para a qual eu pensei ter entrado.

Eles estavam lidando com soldados, não com soluções; com morte, não com vida. Eu pude ver isto imediatamente, mas eles ainda insistiam na farsa, de que este super soldado na verdade traria paz para onde fosse enviado, e que seus deveres principais eram provavelmente ajudar em zonas de desastre, ajudando a encontrar e retirar sobreviventes de escombros de terremotos, enchentes e coisas do tipo. Um olhar naquela abominação, que estava se tornando mais poderosa a cada dia, mais forte, mais extrema, foi o suficiente para TER CERTEZA que o Nemesis não era um cão de resgate abençoado… era uma… besta profana.

Eu me lembro perfeitamente de ver a abominação, que não lembrava mais um humano, se levantando em uma manhã. O piso da cela literalmente rachou quando aquela criatura desajeitada pisou no chão com suas grandes botas – botas que tinham o dobro do tamanho de meus próprios sapatos.

Quando ele ficou de pé, eu pude ver seus olhos – fortes e brancos, sem pupila – e pude jurar que, por um momento, estava olhando para mim, tentando entender o que estava acontecendo. Obviamente ainda havia restado algo do homem condenado dentro daquela cabeça brutalmente inchada. Veias pulsavam e palpitavam sob a pele, que agora tinha uma tonalidade cinza, enquanto os lábios de Nemesis recuaram, mostrando os dentes em um rosnado.

Seus braços se contraíram e relaxaram, e mesmo através de sua grossa capa de couro, eu pude ver músculos enormes e tensionados não somente em seus braços, mas também por todo o seu tronco. A criatura olhou para si mesma, e deixou escapar o urro mais horrendo e assustador que já ouvi.

E aí eu soube que havíamos criado um monstro.

Meu trabalho estava muito limitado ao projeto a princípio, parte por minha opção e em parte porque pareceu que minha especialidade não era necessária. Eles haviam me mandado para lá para criar um limitador de poder para o Nemesis – mas conforme os testes continuavam, logo percebemos que, com o Parasita NE-alpha controlando o hospedeiro, ele ainda mantinha alguns resquícios de inteligência, o que pensamos que garantiria que ele não perderia o controle e se concentraria em sua missão.

Conforme a criatura crescia, a equipe começou a suspeitar que ele tinha inteligência para usar ferramentas. Agora havia uma chance de mostrar que o T02 havia sido feito para o bem. Mas não, em vez de ver como ele se sairia com ferramentas de construção ou resgate, a equipe decidiu ver quais armas Nemesis poderia manejar.

Fico feliz em dizer que os testes não seguiram como o planejado (apesar de me odiar por admitir que senti prazer com as mortes de alguns membros da equipe), no treinamento com o Lança Mísseis se provando particularmente problemático – talvez não fosse surpresa, considerando o histórico do hospedeiro original!

Foi aqui que eu tive que contribuir mais com o projeto – e, na verdade, foi um papel que eu aproveitei, por que modificar o material limitador de energia para funcionar como um inibidor de inteligência, para tornar o T02 mais fácil de controlar e utilizar. Vi isto como minha oportunidade para enfraquecer severamente a criatura – tentar torná-la a mais ineficiente possível. Talvez até destruir o projeto ao reduzir o Nemesis a um monte de porcaria desfigurada.

Mas eu subestimei a força, flexibilidade, resistência e determinação da criatura. Eu tentei retirar a inteligência dentro de seu crânio. E eu tentei ao máximo – na verdade, acho que meu trabalho tornou Nemesis mais eficiente. Acredito que entreguei à Umbrella a criatura controlável que eles sempre quiseram.

Você pode se perguntar por que eu continuei no projeto no fim das contas. Por que não saí da Umbrella antes. Como você deve saber, meu amigo, a Umbrella torna difícil você sair depois de descobrir certas coisas… eles tomam providências para garantir que você continue fiel. Ou fique de fora permanentemente.

Quanto mais tempo eu passei na Europa envolvido nesse0 projeto, mais eu descobri sobre a Umbrella e mais eu percebi o idiota que havia sido. O cão “gerador”, o material limitador, Nemesis, B.O.W.s e mais um monte de hospedeiros que eu preferiria esquecer. Descobri que Nemesis foi baseado em um projeto americano (para o qual eu também contribuí, involuntariamente), focado em desenvolver Tyrants. Descobri que TODO o meu trabalho havia sido usado para desenvolver armas. Eu percebi que eu precisava ter que sair.

Então desapareci – antes por vontade própria do que por eles me fazendo desaparecer.

Estou te contando isto para que possa avisar as pessoas. Eles não vão deixar o T02 como está por muito tempo. Eles não vêem a hora de usá-lo em combate, só espero que esta situação nunca apareça.


Fase 9


← Resident Evil Operation Raccoon City

%d blogueiros gostam disto: