Masaru Ijuin, executivo da Capcom, comentou a transição de gerações e as diferenças entre produzir games para PS3/X360 e PS4/XONE. Embora acreditava-se inicialmente que o desenvolvimento de jogos para a nova geração fosse ser facilitado por conta da arquitetura semelhante a do PC, para o Ijuin a transição será complicada justamente por conta da troca do motor gráfico padrão.

Em declaração, ele disse temer que os criadores tenham que começar do zero quando se adaptarem ao novo motor gráfico – o Panta Rhei -, que redefiniu drasticamente a forma como os jogos são renderizados, o que torna as métodos atuais, totalmente obsoletos.

Para ele, essa mudança é um desafio que a Capcom precisará superar caso queira continuar a criar produtos de qualidade. Ijuin diz que o motor gráfico da geração PS3/X360 – o MT Framework -, ainda é poderoso o suficiente para ser usado durante um período, e que a mudança para o Panta Rhei fará com que as desenvolvedoras tenham de 8 a 10 vezes mais trabalho para desenvolver novos jogos.

Ele finaliza dizendo que na época que o MT Framework foi apresentado ao mercado, as desenvolvedoras também se mostravam contrário a ele em alguns aspectos, e que é normal que haja apreensão quando esse tipo de ferramenta é mudada.

Talvez essas declarações sejam um sinal de que a Capcom vai demorar um pouco mais para produzir jogos para a nova geração, e com isso, um novo Resident Evil ainda demore algum tempo para ser anunciado.

Via Uol Jogos

%d blogueiros gostam disto: