A Capcom divulgou um anuário em que destaca os resultados de seu último ano fiscal, que terminou em 31 de março de 2013, e fala sobre o futuro da empresa. Muitas das informações presentes no material já haviam sido divulgadas em outras oportunidades – como faturamentos abaixo do esperado, erros na organização de superproduções e novas perspectivas (como o aumento nos conteúdos adicionais) – mas a novidade fica mesmo para um especial dedicado ao “Segredo do Sucesso” de Resident Evil.

Confira um resumo:

Na publicação, a Capcom admite que a empresa não tinha boas expectativas para o primeiro jogo da série e que Resident Evil acabou sendo um título que envolveu muitos desenvolvedores jovens, pois os veteranos se dedicavam à outra franquia estabelecida (Street Fighter), deixando a produção conflituosa.

Apesar de ser desenvolvido no Japão, para trazer ao jogador uma atmosfera de terror, os responsáveis pelo título inicial decidiram manter as vozes dos personagens em inglês, com um estilo de filmes de Hollywood. Vozes em japonês chegaram a ser testadas, mas foram descartadas no lançamento para o mercado – oficialmente, Resident Evil só começou a “falar” a língua de seus desenvolvedores em RE6. O objetivo era o de realçar os cenários ocidentais.

Depois de vender mais de 1 milhão de unidades em um ano, a Capcom decidiu trabalhar em uma sequência, Resident Evil 2 – que teve sua produção reiniciada após o protótipo Resident Evil 1.5 (a empresa alega que a decisão foi por conta da pressão pelo sucesso que o jogo anterior alcançou).

Para o terceiro título, a empresa continuou com a mecânica de seus predecessores, até que teve que apostar em uma nova dinâmica, com Resident Evil 4. A Capcom dá a entender de que o uso da nova dinâmica baseada em “tiro” era um sucesso fora do Japão que eles não poderiam deixar passar, provando o seu sucesso no jogo, que antes era exclusivo do GameCube – o mesmo estilo característico também foi aproveitado em RE5.

Por fim, com Resident Evil 6, a empresa diz que a longevidade da série tinha um problema, pois o público de 1996, que jogou o primeiro título e acompanhou a franquia, “envelheceu”, estando na faixa entre 30 e 40 anos. Para tentar manter os fãs e buscar novos, o sexto jogo teve mudanças consideráveis, como o trabalho de marketing em diversas regiões no mundo, além de uma nova dinâmica, incorporando os sistemas que fizeram sucesso nos anteriores.

Além dos títulos, a empresa cita iniciativas como os filmes baseados na série, o restaurante temático de Resident Evil e até mesmo parcerias com parques, como o da Universal Orlando Resort, que mantém a marca em evidência.

Por que Resident Evil conseguiu sustentar um nível de sucesso em 17 anos? O segredo, de acordo com a Capcom, está na elaborada trama da franquia. O terror pode até ser uma forma comum de entretenimento para algumas pessoas, mas Resident Evil foi além, adotando desastres epidêmicos que podem se relacionar com a realidade, ao invés de uma simples fantasia selvagem. A sensação de realismo foi incorporada também nos personagens, que envelheceram e ficaram mais maduros com a série, tornando-se ainda mais interessantes – como no caso de Leon, que era um novato policial e hoje é um agente especial do governo americano.

O anuário completo, em PDF, está disponível para download neste link.

  • felipeweskerredfield

    o segredo foi nao querer puxa saco de COD

  • felipeweskerredfield

    o segredo foi nao querer puxa saco de COD

  • Kevin Ryman

    Só acho que RE6 não precisaria se passar em 2013, fazendo com que seus personagens envelhecessem consideravelmente e diminuindo suas vidas úteis.

  • Kevin Ryman

    felipeweskerredfield what?

  • GabrielMaciel

    Talvez o sucesso do jogo tenha sido a sua “intensidade” no decorrer de todos os jogos. Eu tô só falando por causa da minha experiência com o jogo,  que, com todos da franquia até o 4, eu sempre fiquei muito tenso jogando ele, explorando os mapas, sempre com muita expectativa do que poderia acontecer depois de pegar um item, acionar uma alavanca… Nunca joguei eles no estilo de “vou direto, vamos ver o que acontece”, eu sempre ficava preparado pela alta expectativa. Minha dica, é que o Resident Evil 7 seja complexo nos comandos. Tô usando como referência o ZombiU, em que você usa precisa usar comandos pelos botões, e controlar outras com touchscreen dele. Quem sabe?

  • Itachi-Tsukuyomi

    Realmente, RE é muito mais do que Survival Horror, a própria Capcom acha isso e eu penso igualmente. Gosto bastante desse estilo e até quero que a franquia mantenha aspectos de um, porém se limitar apenas nisso e esquecer de seguir em frente só faria dessa mais uma franquia esquecida. 
    Nenhum franquia faz sucesso continuo sem evoluir e se modificar. Embora não dê para ocorrer de forma brusca e mal planejada, senão tem o efeito contrário. 
    Sobre o enredo, também acredito ser o ponto mais alto, apesar dos furos e pontas soltas, ainda sim aborda um tema interessante cheio de desenrolares igualmente empolgantes. 
    Siga adiante Capcom e Resident Evil, o/ !

  • nivanett

    E sem falar nos personagens em que amamos né?!

  • nivanett

    E sem falar nos personagens em que amamos né?!

  • nivanett

    felipeweskerredfield Falou tudooo!

  • nivanett

    felipeweskerredfield Falou tudooo!

  • Lara Croft

    Cara isso éh legal! so espero que a Capcom seja sincero com seus fãs

  • a CAPCOM tem trabalhar mais com seu publico ou seja ouvir mais seus fãs coisa que nao faz a muito tempo!

  • Marcus Vinícius Roston

    lucas ribeiro gomes A Capcom ouve os fãs até demais. Basta olhar pra RE6 e outros jogos mais recentes da série pra ver o quanto eles estão cheios de fan-services escancarados. Eu acho que a Capcom deveria mesmo parar de tentar agradar e confiar nela mesma.

  • Kevin Ryman

    Marcus Vinícius Roston lucas ribeiro gomes Disse a mesma coisa com palavras diferentes há mais de um mês atrás.

  • LeonardoCarmonaTrindade

    Resident Evil teve sua glória alcançada devido aos seguintes jogos
    Resident Evil 0
    Resident Evil 1 Remake
    Resident Evil 2 
    Resident Evil 3
    Resident Evil Code Verônica
    Resident Evil Revelations

  • LeonardoCarmonaTrindade

    Resident Evil teve sua glória alcançada devido aos seguintes jogos
    Resident Evil 0
    Resident Evil 1 Remake
    Resident Evil 2 
    Resident Evil 3
    Resident Evil Code Verônica
    Resident Evil Revelations

  • JadiianyCosta

    LeonardoCarmonaTrindade  pra mim o resident evil 3 é o melhor deles, pois além se ser bem dificil de vc finalizar sem um detonado, ainda tem o nemesisi atras de vc!!!

  • aeronmike

    realmente a trama de Resident Evil é bem atraente e se mixa com a realidade, principalmente na época de Raccoon City.
    a série Outbreak, pra mim, poderia ter sido “a evolução” da antiga mecânica do game. hoje teríamos algo SUPER avançado e mais realista.
    mas realmente a CapCom não podia ficar na mesmice da mecânica, por mais que ela teria evoluido.
    como eles mesmos mencionaram, os fãs de 1996 e afins, “envelheceram”. e a empresa não pode se pendurar somente nesse publico em específico.
    precisaram sair da “zona de conforto” deles para a busca de novos fãs. só isso.
    acho, diante da critica de jogadores, que sem perceber, erroneamente nos vemos em posição e em função de decidir qual o futuro da série.
    por mais que sejamos fãs fiéis da franquia, por mais que tiramos [com prazer] centenas de nossos bolsos pra obter os games e outros produtos da série, … ela não é nossa.

    … Exemplo dessa atitude, foi em cima dos filmes de REvil.
    queríamos que o 1º filme fosse fiel ao game.
    Nossa meio mundo xingando e negativamente criticando a produção.
    meuZamiguinhos… o filme RE, não é o jogo RE.
    o game foi apenas BASE pra produção e o enredo.
    mas acredito que a maioria já percebeu isso né.

    enfim.
    acho que devemos agradecer à CapCom pelo trabalho, pois com certeza, em NENHUM momento a empresa pensou em ferrar os fãs ou algo assim. lógico.
    um trabalho que, independente de como saiu ou sei lá.. .. nós jogamos, gostamos de alguma forma e foi (e ainda está sendo) uma geração EXTREMAMENTE nostálgica.

    simplesmente, marcou. 🙂
    Parabéns Capcom!

  • Itachi-Tsukuyomi

    LeonardoCarmonaTrindade Só detalhe, foi com RE4 e RE5 que a franquia abrangeu ainda mais o público de fãs. Mas claro, depende do tipo de “glória” que você está falando.

  • Resident Evil foi um survival horror por gameplay, já que era o melhor a ser feito na época, mas o enredo era bom demais pra ficar limitado a uma mansão ou cidade. Sendo assim, tinham que expandir o universo do game, e assim foi feito.Uma franquia, a partir da 3 sequência, torna-se difícil de gerenciar, pois a fim de garantir mais sequências (para agradar os fãs), deve-se expandir o enredo, e isso pode custar mudanças drásticas no gameplay, sem contar com as inevitáveis comparações dos fãs nostálgicos do último game lançado com os primeiros títulos.
    Fazer um game novo, que mantenha o nível dos demais, porém não fugindo às raízes. Final Fantasy, Megaman, Zelda, Mário, dentre outros sofrem desse mal, é um desafio e tanto. Se inova, fugiu das raízes… se mantém as raízes, é porque não inova. :p
    Cabe a Capcom decidir por si só o que fazer com a franquia. Evoluir não se resume somente a mudanças, mas também saber reinventar o que já é considerado “ultrapassado”.
    Parabenizo a Capcom por criar essa franquia chamada Resident Evil, que marcou época e sempre será a minha favorita!

  • R.P.D.officer

    O segredo é ter o Shinji Mikami trabalhando na série, pronto. rs

  • R.P.D.officer

    O segredo é ter o Shinji Mikami trabalhando na série, pronto. rs

  • Hideck

    _NEMESIS_  
    Tente dizer isso pra Bethesda.
    A série deles, The Elder Scrolls, está no quinto episódio. Ampliaram o enredo, ampliaram o universo, mas o jogo continua exatamente igual ao primeiro, sem nenhuma “mudança drástica” no gameplay.
    Mas então,  já que a série não evoluiu e não teve nenhuma “mudança drástica”, o último capítulo (Skyrim) deve ter sido um enorme fracasso, certo? Errado. 
    – Ganhou o GotY 2011. 
    – Foi eleito pela comunidade gamer como MELHOR GAME DA ATUAL GERAÇÃO, em votação aberta feita pelo Amazon. 
    – Foi o primeiro jogo da história a conseguir nota máxima da revista Famitsu.
    – Concorre com GTA na disputa de MELHOR SÉRIE DA DÉCADA.
    Ah, e só pra lembrar: GTA V também é igualzinho o primeiro GTA. Assim como em Skyrim, a única coisa que mudou foram os gráficos.
    E Resident Evil? Onde é que toda essa evolução e todas essas “mudanças drásticas” levaram a série?

%d blogueiros gostam disto: