O produtor ainda traçou um paralelo entre os filmes de Paul Anderson e a franquia de jogos: segundo ele, cada novo jogo lançado aumenta a expectativa dos fãs com relação a sequência da franquia no cinema, e o inverso também acontece já que muitas pessoas acabam conhecendo a franquia Resident Evil através dos cinemas que é uma mídia bem maior do que os jogos.

Ainda no assunto sobre jogos e os filmes, Hadida acredita que os filmes são parte integrante do universo da saga, embora tenham uma abordagem diferente dos jogos.

Duas sequências e um reboot, o que vocês acham dessa idéia?

Fonte: Forbes, via RE SAC

%d blogueiros gostam disto: