Em entrevista cedida ao site Collider, Hiroyuki Kobayashi, produtor dos filmes de Resident Evil por parte da Capcom, falou sobre o reboot que a série passará nos cinemas em breve.

Kobayashi atua como produtor executivo tanto dos longas de animação quanto dos em live-action e também está envolvido com o reboot. Segundo o próprio, seu papel é “garantir que o mundo dos jogos seja retratado nos filmes”.

O processo de renovação do universo cinematográfico de Resident Evil ainda está em fases muito precoces, segundo o produtor executivo: “Nada foi decidido ainda. Não há script, história, diretor ou elenco”. 

Notícias anteriores apontam que o produtor do reboot será James Wan, responsável por filmes como “Sobrenatural”, “Invocação do Mal”, “Annabelle” e “Aquaman”. O diretor seria o iniciante Greg Russo, que trabalha atualmente com Wan no roteiro de um novo filme de Mortal Kombat.

O desejo da produção, pelo menos por parte da Capcom, é criar um universo separado do que foi criado por Paul WS Anderson e Milla Jovovich – ou seja, não haverá uma continuidade na história de Alice, concluída em Resident Evil 6 O Capítulo Final.

Apesar da independência do universo estabelecido nos filmes anteriores, Kobayashi gosta da ideia de ver um reboot seguindo o caminho da ação: “Pessoalmente, gosto da direção de Paul WS Anderson. Eu gostaria de ver mais ação”.

A escolha de James Wan como produtor foi um sinal de que o reboot poderia seguir uma linha mais próxima do terror. No entanto, os trabalhos mais recentes do produtor incluem longas de ação também, como “Aquaman” e “Velozes e Furiosos 7”.

Apesar das declarações de Kobayashi, é difícil dizer qual será o estilo dos filmes de Resident Evil após o reboot. Outras empresas estão envolvidas no projeto, como a Screen Gems e a Constantin Film.

%d blogueiros gostam disto: