X6cV5rFriLw

Durante uma conferência aberta à público no Japão, a Capcom vai mostrar a evolução e as melhorias na RE Engine, a mais recente tecnologia usada pelo desenvolvedores da companhia. A novidade foi divulgada por meio do perfil do Twitter da Capcom Dev 1, que afirma que a ideia é apresentar como esse motor – que já serviu como base para Resident Evil 7, Resident Evil 2 e Devil May Cry 5 – está sendo aplicado em jogos e dar exemplos de implementações.

O evento, nomeado de RE: 2019, acontecerá em Tóquio, no dia 19 de setembro, e em Osaka, em 24 de setembro. Os sortudos que estiverem no Japão durante o período podem se inscrever para participar da conferência em um hotsite especial. O cronograma prevê pelo menos quatro apresentações detalhadas sobre a RE Engine, são elas (tradução adaptada via Google Tradutor):

  • Explicação técnica da RE Engine (60 a 75 minutos de duração) – Apresentação de como o mecanismo da tecnologia pode ser utilizado em múltiplos títulos AAA (considerados de alto calibre), prezando pela compatibilidade, estabilidade e extensibilidade. Também serão mostrados os esforços na melhoria do motor, centrado para a experiência dos usuários: RE Engine UX, onde programadores, designers e outros profissionais colaboram descobrindo problemas e sugerindo melhorias.
  • Modelagem processual (60 minutos de duração) – Apresentação da colaboração com um parceiro externo, responsável pela tecnologia Houdini Engine, para tornar a RE Engine ainda mais rápida em termos de design e processamento de informações que correm durante um jogo.
  • Explicação da tecnologia de animação (60 a 90 minutos de duração) – Apresentação de como a RE Engine tem tornado mais eficiente na articulação de bonecos digitais. Especificamente sobre Resident Evil 2, durante a conferência, a Capcom vai mostrar como o motor utilizado no jogo diminuiu o tempo necessário para as animações – ao invés de utilizar dezenas de pessoas, que perdiam uma infinidade de horas no processo com um custo elevado, já é possível utilizar um só animador.
  • Explicação técnica gráfica em tempo real (60 a 90 minutos de duração) – Apresentação da evolução da tecnologia de renderização, com a constante evolução desde Resident Evil 7, RE2 e Devil May Cry 5 – esse último jogo será utilizado como exemplo durante a conferência.

Além da conferência RE: 2019, a companhia também vem convidando fãs do Japão e Estados Unidos para testar um jogo em desenvolvimento. As apostas da comunidade giram em torno de um Resident Evil 3 Remake.

%d blogueiros gostam disto: