wtGlJPOgzzA

O primeiro trailer de gameplay de Not a Hero, DLC mais aguardada de Resident Evil 7 foi finalmente divulgado pela Capcom.

Na ação, vemos Chris Redfield conduzindo investigações por uma área cavernosa, semelhante a vista na reta final da campanha principal do jogo. Ele é auxiliado o tempo todo por uma mulher através de seu rádio comunicador.

Chris se depara com diversas armadilhas implementadas por Lucas Baker, e também com colegas de seu esquadrão aprisionados, provavelmente pelo próprio Lucas. Para se livrar da ameaça dos Molded, Chris faz uso de armas pesadas como granadas, e desfere potentes socos e pisões que lembram muito os golpes desferidos por ele em RE5 e RE6.

Há alguns dias, novas imagens oficiais da DLC já haviam sido divulgadas neste link, mas é a primeira vez que vemos o gameplay de Not a Hero e Chris em ação de fato.

Apesar dos tropeços e atrasos com Not a Hero, a DLC já tem uma data de lançamento: o conteúdo chega ao PS4, Xbox One e PCs em 12 de dezembro.

 

 

  • “man me ajuda aqui”
    “blz deixa eu só procurar a chave”
    “mano tu já derrubou uma pedra, chave praq carai?”

    • ratStar

      Né? Rs

    • Ethan Winters

      Já garante uns pecados com tudo esta errado kkkkkkk.

  • Caralho mano, eu saltei da cama quando vi a notícia. Finalmente, caralho!
    A gameplay tá bem mais frenética que o jogo principal, e pelo trailer parece que vai ter cutscenes em 3ª pessoa, o que vai ser p1c4.
    E quem será a voz que fala com Chris? Seria a Jill? Seria uma pitanguinha top? Saberemos quando lançar a DLC.

    Meu hype aumentou agora, PQP.

  • Luis Felipe Soares

    Gostei do gameplay. Então agora o Chris tem sua própria Hunnigan XD
    Espero que seja a Jill *-*

    • Espero que tenha uma cena deles se amando, ia ser top.

      • Luis Felipe Soares

        O.o
        Acho que um beijinho já tá bom ^^’

        • Beijinho nada, tem que ter sexo. Tô esperando 20 anos porra.

          • Hunk

            É bom que mesmo quem nasceu junto da franquia já tá maior de idade, é o momento perfeito.

    • Gustavo Dória Costa

      Acho improvável de ser ela,Jill é uma agente de campo.

  • Guilherme Rodrigues

    Já estava mais do que na hora. Eu gostei bastante do trailer, parece algo muito bom o resultado final. Espero que a DLC possua uma duração razoável, não algo curto que nem as anteriores.

  • ratStar

    Aí sim! Finalmente! Gostei! Espero que não seja uma dlc muito curta. A voz Do Chris é a mesma de RE6? Achei parecida.

    • Luis Felipe Soares

      Não é a mesma. Não tem a voz forte e mais grossa que o Chris tinha antes, porém está parecida em alguns momentos.

  • Mike

    Fora a dublagem tosca, curti, mesmo sendo mais orientado para a ação.
    O que me incomoda mesmo é o fandom de RE reclamando de ação em excesso sendo que se trata de uma DLC do Chris, que mata BOWs 24 horas por dia e que obviamente está preparado para a missão. Fandom mais chato que esse só o de Dragon Ball.

    • ratStar

      Exato, desde o início já dava pra saber o que esperar desse dlc (mais ação), inclusive nas próprias imagens de divulgação. Quem estava esperando terror com o Chris foi por própria conta e risco…

      • Hunk

        O que eu acho mais bizarro é que o jogo teve até uma DLC paga de 21 e ninguém ficou bolado, agora uma DLC gratuita com o Chris com um foco um pouco maior na ação (o que é apenas lógico a essa altura do campeonato), mas ainda utilizando a jogabilidade comum do RE7 como base, de repente é uma desgraça? Aliás essa DLC nem me pareceu ser ação pura, ainda tem os mesmos inimigos assustadores da campanha (e novas variações), me passou mais uma vibe de RE4 em primeira pessoa do que de qualquer outra franquia que estejam usando pra fazer piada com a DLC.

        • ratStar

          Sim, mais uma dessas bizarrices da internet. O que deixa tudo mais bizarro ainda é que a DLC é gratuita (se bem que eu ainda acho que já deveria fazer parte do jogo base no lançamento). Imagine se fosse paga? E, sim, notei que mesmo sendo mais orientado a ação, ainda assim não está tão frenético como o Doom ou Call of Duty. Muito pelo contrário, parece mais cadenciado, com o Chris lento e sem munição de sobra (num primeiro momento foi o que pareceu). E, bem observado, o próprio cenário e hud lembram muito um RE4 em primeira pessoa.

          • Hunk

            Se fosse paga teria mais motivo pra reclamar, não porque tem mais ação, mas porque estariam vendendo uma parte importante da conclusão da campanha principal por um preço extra (o que pode acabar sendo o caso com a End of Zoe, mas aí é outra história), mas pra uma DLC gratuita não dá pra reclamar da qualidade, aliás, muitas DLCs caras não parecem tão boas. Eu mesmo não sou a favor da forma como o RE7 lidou com o conteúdo extra, o mutilando em várias DLCs com preço adicional, mas a Not a Hero é exatamente a DLC que a meu ver não tá dando espaço pra muita reclamação. Parece que será um puta conteúdo pra se receber de graça, por mais que dê pra concluir que já deveria estar no jogo principal ainda assim muitas outras empresas teriam cagado pra isso e cobrado uns belos 20 dólares por essa DLC, e ainda teriam feito nas coxas, o que a Capcom fez um esforço pra garantir que não aconteceria, mesmo tendo que atrasar seus próprios planos. Só acho que o povo deveria ser mais sensato e saber guardar as reclamações pra quando tem cabimento, eu mesmo não deixei de reclamar do que eu vi motivo pra reclamar no RE7, mas se for pra reclamar de tudo sem pensar duas vezes não só é injusto com a Capcom como também passa uma mensagem errada. Eu particularmente fico com um certo medo da Capcom ver as DLCs do season pass, que a meu ver são quase um roubo (não por não terem qualidade, mas por não justificarem o preço), sendo mais bem aceitas do que a Not a Hero, que me parece ser a DLC mais ambiciosa do jogo e com o melhor preço (nenhum preço). Não que todo mundo esteja ignorando o preço abusivo do season pass, na steam pelo menos tem reviews reclamando disso, mas aos olhos da Capcom deve ser uma comparação. Se o povo acabar reclamando mais da Not a Hero (não por boas razões, críticas construtivas são sempre boas, me refiro às reclamações por implicância) do que do preço abusivo do season pass depois nem dá pra reclamar se a empresa continuar piorando as práticas com as DLCs.

          • ratStar

            Sim Hunk, NaH parece ser o dlc mais “substancial” de RE7 (e digo isso em relação ao gameplay e a própria história). Eu não consegui segurar o hype e acabei comprando o Season Pass no lançamento. Não vou dizer que me arrependo, pois foram legais os dlcs, mas ainda assim não justificariam um preço tão elevado. Por sorte, End of Zoe já está incluso no Season Pass. De qualquer forma, é estranho que (talvez) o dlc mais importante seja o gratuito. Isso só endossa o fato de que esse conteúdo, “gratuito” a todos, deveria fazer parte da campanha principal e vir disponível desde o lançamento. Bom, mas agora já foi, não tem porque insistir nessa (justa) reclamação. Por outro lado, o que se vê aos montes aí são reclamações vazias, reclamar por reclamar, é difícil encontrar alguem que reclame por algo que realmente Importa.

          • Hunk

            Eu também pensei na possibilidade de pegar logo tudo, até porque eu normalmente prefiro comprar o jogo completo logo, e o preço da edição Deluxe na Steam não é nada que eu já não tivesse pago antes em outros jogos (mas em consoles, no PC teria sido o jogo com o qual eu mais gastei dinheiro se já tivesse pego tudo), mas acabei indo contra meus métodos comuns e deixei pra pegar o season pass separado quando vi o que as DLCs ofereciam e comparei com o preço delas. Simplesmente não compensa, fica pra uma Steam Sale depois que o preço tiver caído e eu estiver melhor financeiramente. É sacanagem que o próprio RE7 não ofereceu nenhum modo extra, o que lá em 1998 o RE2, um jogo de PS1, já tinha de sobra, e resolveu vender conteúdo DLC análogo a modos extras dos REs clássicos. É só comparar o Fourth Survivor com o Ethan Must Die que dá pra ver isso, é o mesmo tipo de extra, só que antes, quando se usava CDs (ou cartuchos) com espaço bem limitado faziam até bruxaria pra colocar tudo no disco e vender junto do jogo principal, nem que tivesse que ter mais que um disco, agora que tem Blurays enormes e downloads cujo limite de tamanho só depende do espaço no disco rígido é tudo vendido separado? Até acho que esse tipo de negócio seria perfeitamente válido se o jogo principal fosse mais barato e as DLCs custassem o resto do preço, mas como claramente venderam só a campanha pelo preço de um jogo completo e as DLCs com um preço extra fica difícil de defender. Quanto ao Not a Hero, acho que acabou vindo separado apenas como uma forma de estender a vida útil do jogo, desse jeito o RE7 fica sendo discutido o ano todo, ao invés de lançar, fazer um estrondo, e a galera já seguir adiante logo. Provavelmente se a Capcom não tivesse usado essa mentalidade e já tivesse lançado o RE7 com a campanha do Chris inclusa o jogo teria sido lançado alguns meses depois, então até acho que compensa. O meu único medo com esse tipo de mentalidade é que a maioria das empresas teria cortado o final, lançado como uma DLC produzida às coxas (o que não parece ser o caso) e cobrado um preço extra, como se não fosse o básico. Acho que de uma forma ou de outra, aceitando ou não esse método de alongar a vida útil do jogo (eu não sou muito fã, mas também não sou contra desde que não seja uma desculpa pra encarecer o jogo), pelo menos é venerável que a Capcom não aproveitou a Not a Hero como um jeito de tirar mais dinheiro dos fãs, só é uma pena que com o resto das DLCs não foram tão legais.

  • Mercenary Nemesis

    Parecia o Iron Man falando com o proprio sistema, rs
    Fiquei em duvida sobre o dublador.

    • Andrei Sokholov

      Ei cara, o pessoal aqui da seção de comentários do REVIL criou um grupo para conversar a respeito da franquia e esporadicamente sobre outros assuntos relacionados ao gênero…Quer participar? Basta informar um email do Google/Gmail. É bem informal, e o pessoal aparece lá esporadicamente quando o tempo permite, para trocar alguma ideia geralmente quando sai alguma news aqui no site, via msg de texto.

  • Ethan Winters

    Acabei de acordar… MAS JÁ ACORDEI BEM, me assustei com a mira, já que tá bem CoD…. MAS PUTA QUE PARIU, QUE GAMEPLAY DELICIOSA! NaH vai ser ação tipo RE4… E ISSO É LINDO DE SE VER!!!!
    A DUBLAGEM TÁ MUITO BOA… a mina falando era meio Iron Man… MAS MESMO ASSIM, TÁ MUITO FODA…. EU TÔ MUITO EMPOLGADO!!!!!!!!

  • Bruna Mattos

    O dublador com uma voz tão diferente da do Roger quebrou ainda mais a sensação de esse cara ser o Chris =/ senti mais ainda a diferença do que com a mudança de visual. No RE Vendetta até tem outro dublador que não é o Roger, mas essa voz tá MUITO longe…

    • Ethan Winters

      ué… mas a voz está bastante parecida com a do RE6…

    • Hzaku

      Pra mim ela destoa em alguns momentos, mas acho que em boa parte está bem próxima do que tivemos anteriormente. Também pode ser porque eu acredito tanto que seja o Chris que a voz soa mais parecido.

    • Hal Jordan

      Nossa, achei a voz muito familiar, desde a primeira vez que ouvi naquele rádio perto do fim do jogo. Em alguns momentos o cara dá uma engrossada na voz e fica diferente mesmo, mas na maioria achei bem próximo da voz dele anterior.

    • Luis Felipe Soares

      A voz realmente não possui a mesma “força” que a voz do Chris tinha antes, tanto no 5 quanto no 6, mas mesmo assim eu ainda achei bem parecida em alguns momentos. Espero que ele consiga pelo menos ainda manter a personalidade do Chris que já conhecemos.

    • Thiago Gonçalves

      Pode ser que a Capcom queira passar que este Chris está ficando velho, ele não é mais bombado e a voz não possui mais um tom jovial forte, vale ressaltar que já tivemos pitacos dela no fim do game e no trailer da Gold Edition, mas entendo um pouco a sua decepção.

      • Luis Felipe Soares

        Pra mim na verdade a voz dele pareceu mais jovem do que a que ele tinha em RE6, apesar do sotaque estar parecido em alguns momentos.

        • Thiago Gonçalves

          Eu achei o contrário.

    • Fabricio Barbosa

      Voz do Chris tá igualzinha a voz do Paul Walker. Compara só o “Alright, I’m in the mine” com a voz dele.

      https://www.youtube.com/watch?v=NHBhcyeyQq8

      • Bruna Mattos
      • Hunk

        Eu também reparei uma forte semelhança nesse momento, embora em outros momentos eu já não tenha achado tão parecido. Mas eu admito, se tinham que mudar a voz até que não escolheram mal, a voz do cara de fato já conseguiu se mostrar similar à antiga voz do Chris em alguns momentos, talvez depois de um tempo, se a Capcom não mudar de dublador de novo tão cedo, a gente acostume bem facilmente. Agora basta deixarem o Chris mais velho, porque esse modelo tá muito novo em comparação ao do RE6, e a meu ver isso causa mais estranhamento que a voz. Parece até uma versão modernizada do Chris pré-RE5, só que no período de tempo errado.

    • Hunk

      O do Vendetta era o Kevin Dorman, o mesmo cara que dublou o Chris no Umbrella Chronicles. Lembro que enquanto assistia o filme estava bem confuso porque, ao mesmo tempo que eu achava que a voz não combinava com a idade do Chris (na minha opinião ele soava mais novo do que era), eu não conseguia deixar de sentir uma semelhança, como se a voz já tivesse pertencido ao personagem em algum momento. Meio que encaixava e não encaixava ao mesmo tempo, depois que eu descobri que era o cara do Umbrella Chronicles, que dublou o Chris magrelo e mais jovem, tudo fez sentido.

  • Protagonista Do Gta

    Caramba que f%#@!
    Eu só achei estranho a dublagem, as vezes ele me lembra a voz antiga do Roger, as vezes ele me lembra o Kevin Conroy, a voz do Batman nos games Arkham, e as vezes um desconhecido, mas deve ser só a falta de costume mesmo.
    Tbm mudaria a velocidade da corrida, está lento demais, mas de resto, essa DLC está maravilhosa, gostei, que tenha bastante ação!
    PS: A mulher do rádio tem que ser a Jill, por favor Capcom!!!! *_*

    • ratStar

      Eu reparei que ele tá meio lento tbm, além disso (pelo menos nos trechos mostrados) parece que a quantidade de munição vai ser contada. E sobre a mulher no rádio ser a Jill….seria triste transformarem a Jill numa Hunnigam. Se bem que, seria até interessante se nesta missão específica (e só nesta) ela desse esse tipo de suporte, e em alguns momentos eles batessem um papo….pra gente saber o que aconteceu com ela.

      • Protagonista Do Gta

        Sim, só pra ter o retorno da dupla dinâmica de RE1, a Jill poderia dar um suporte via radio, ela jamais será uma Hunnigam.

      • Hunk

        Também acho que seria melhor tê-la de volta na ação mesmo, ao invés de só pelo rádio, mas é como você disse, se for só uma coisa ocasional, se por algum motivo ela estiver dando suporte só nessa missão, deixando em aberto a possibilidade de voltar à ação no futuro, então também não vejo problema.

        • ratStar

          Exato Hunk. Tbm não vejo problema. Mas ainda assim, não parece ser a Jill conversando com o Chris. Afinal eles são parceiros a tantos anos que acho que a conversa (mesmo por rádio e mesmo em uma missão) seria algo mais pessoal e não tao mecânico como aparenta no trailer.

          • Hunk

            Também acho, até porque a voz em si não me lembrou a Jill, e até a do Chris, mesmo mudando, em alguns momentos ainda me lembrou ele, então acho improvável que seja ela. Só digo que não tem problema caso a teoria acabe se concretizando e seja ela mesmo, mas provavelmente se fosse a voz não seria tão diferente das últimas. Isso é uma coisa que eu até acho bem legal nos REs, mesmo com as mudanças constantes nos dubladores eu realmente acredito que a Capcom, dentro do possível, faz um esforço pras vozes não ficarem muito diferentes, senão os estranhamentos com mudanças de dubladores na franquia seriam bem maiores e mais frequentes.

          • ratStar

            Sim Hunk, exemplo disso que você falou é o próprio Chris de NaH. Não achei a voz dele tão destoante do que estávamos acostumados . Por outro lado, eu entendo muita gente não ter gostado. Em outras franquias: Dead Space, TEW, Uncharted, Tomb Raider (Reboot), etc, parece haver um cuidado maior em manter pelo menos os dubladores originais (mesmo que a aparência dos personagens sofra alterações, a dublagem é mantida nesses casos). Porém, nenhuma dessas franquias que eu citei é tão antiga quanto RE e com muitos jogos (TR não conta pois eu to falando só do pós reboot). Sendo assim, concordo com você, e acho até compreensível no caso de RE não manterem os mesmos dubladores de sempre (claro, desde que não seja tão destoante), ainda mais que RE tem muitos protagonistas, diferente dos outros jogos que citei.

          • Hunk

            Realmente é difícil, mudar voz de personagem é controverso, mas pelo menos RE tem um histórico de fazer isso direito, afinal muitos personagens dessa franquia já mudaram pra melhor, e digo muito melhor. Sinceramente antes do RE4 a única que faz falta é a Alyson Court, destaque pros dubladores do RE1, imagina se ao invés do DC Douglas o Wesker tivesse mantido a voz original nos Chronicles e no RE5, seria uma tragédia. Nesse caso do Chris, assim como foi com a Claire no REV2 e com a Jill no REV1, eu entendo que as mudanças não foram objetivamente pra melhor, afinal já haviam ótimos dubladores antes que não deixavam a desejar, mas por outro lado as alternativas também não diminuíram o nível. É natural que haja um estranhamento, mas a meu ver todos fizeram seu trabalho muito bem, o que com certeza facilita muito a transição. Também tem outra coisa a considerar, não sei exatamente quais dubladores saíram por causa disso, mas pelo menos no caso da Alyson Court creio que foi por causa daquele sindicato de atores nos Estados Unidos, e acredito que possivelmente outros possam ter saído por causa disso também. Lá isso é um problema bem sério, muitos dubladores às vezes querem participar de algum projeto, mas acabam tendo que se afastar pra não serem mal vistos pelo sindicato, não é à toa que a Capcom trabalhou com atores fora do sindicato no RE7 e já anunciou que fará o mesmo no remake do RE2. No fim das contas eu duvido que seja do interesse da Capcom ter que ficar discartando ótimos dubladores que o público adora, mas existem outros problemas que entram no caminho e, como você bem disse, RE é uma franquia longínqua, e que além disso está sempre bem ativa, lançando novos títulos constantemente, então acaba sendo natural que ocorram muitas mudanças.

          • ratStar

            Verdade, tem todo esse problema do Sindicato que eu havia esquecido também rs. De qualquer forma, em RE7 as dublagens são um show a parte (principalmente do Jack, Mia, e Marguerite), e como a Capcom trabalhou com atores fora do sindicato tudo leva a crer que, neste quesito, a qualidade será mantida em NaH e títulos posteriores como o tão aguardado RE2Make.

          • Hunk

            Sim, já vi muita gente desvalorizando essa decisão que a Capcom tomou dizendo que a qualidade ia cair e que estavam se contentando com atores ruins só porque é barato, mas não é isso que eu vi na prática. Tem muito profissional bem qualificado que não se associa a esse sindicato e pode fazer um trabalho tão bom quanto os outros, só é uma pena que essa divisão cause tantos problemas de consistência na dublagem. Aliás, isso pode até causar problemas em dublagens já existentes, às vezes por causa das decisões da empresa responsável pelo jogo em relação ao sindicato um relançamento acaba mudando alguma voz. A voz da Lady no DMC4 SE pode ter mudado por causa disso, no reddit da dubladora da Lady na versão original (e no DMC3) ela fala dessa possibilidade, embora não tenha confirmado explicitamente se foi isso que aconteceu no caso dela (ela mesma pode não saber se foi por isso que a Capcom optou por outra voz, a empresa não é obrigada a dizer).

    • Thiago Gonçalves

      Só falta ela realmente ser aquela loira que mostraram há algum tempo atrás, seria a brincadeira de 1º de abril do REVIL uma verdade?

      • Bruna Mattos

        Se for eu quero todo mundo que me xingou me mandando flores e pedidos de desculpas (inclusive gringo que caiu na brinks e ficou p da vida tb)

        • Thiago Gonçalves

          Com direito a caixa de bombons e ajoelhamentos, por favor (de todos).

      • ratStar

        Já pensou? Kkkkk Se for, a Bruna pode jogar na mega sena de olhos fechados

        • Thiago Gonçalves

          Quando eu for jogar, irei pedir dicas.

    • Hunk

      Não seria a primeira vez que o REVIL profetiza alguma coisa corretamente sobre o RE7. Lembro que algum tempo antes do jogo ser anunciado o Paulo Wirth (acho que foi ele) profetizou que a Capcom poderia utilizar a tecnologia de VR no RE7 e não deu outra. E pensar que eu achei que não tinha chance nenhuma de acontecer.

  • Ethan Winters

    https://uploads.disquscdn.com/images/474343c67dcdcf2ea0d9200d8bb5edca8657e3b85b36433f2f6fa645ad846c67.png aqui por exemplo… vemos que terá um novo vilão! CORINGA IRÁ APARECER!

    • ratStar

      Kkkk, deve ser as “brincadeiras” do Lucas. Reparou que no final o Chris tá abaixando uma caixa de vidro cheia de manequins? Deve ser uma armadilha do tipo Jogos Mortais.

    • Hunk

      Os fãs pedem por um vilão com o peso do Wesker e a Capcom ouve, agora só falta torcer pra DC não descobrir.

  • Eva4Ever#ThankYouEva

    Pelo visto essa área ainda é bem no inicio, acredito que a Capcom tenha guardado algumas surpresas pra frente da DLC.
    E nossa a dublagem ficou até parecida com a do Roger em alguns momentos, interessante.
    E tipo eu sei que não foi intencional, mas Jesus esses socos na cara dos Molded ficou tão engraçado pq eu fico imaginando ele enfrentando a Marguerite ou o Jack na mão.

    • Hunk

      O Jack se bobear teria que fugir do Chris, e não o contrário. Imagino ele pensando em atacar o Redfield com uma pá (como quando arrancou a perna do Ethan), aí quando encontra o agente vê ele explodindo a cabeça de um Mofado na porrada e de repente percebe quem é a verdadeira presa.

  • Matheus Lopes

    Achei que ia ter novidades, mas pelo visto vai ser a mesma coisa!! :/

  • Thiago Gonçalves

    “Just another monster”, e assim termina esta prévia de NaH, gostei da dublagem, vai acontecer com ela o que aconteceu com a aparência do Chris – estranhamento inicial. Achei que o gameplay seria um pouco mais frenético pelo mais novo “parceiro” da Umbrella Azul possuir armas de forte poderio bélico e por haver áreas um pouco mais abertas que a casa dos Bakers, mas nada mostrado me desapontou muito.

    As perguntas:

    Que diabo de suporte é esse que o Lucas estava tendo da Tentsu (chamarei assim até a verdadeira organização ser revelada)?

    Será que a mulher no comunicador é a Jill?

    • Fabricio Barbosa

      Esse suporte era para que Lucas acompanhasse as evoluções de Eveline e reportasse tudo que ele via para a empresa (como vimos naquele laboratório final). Em troca, a companhia forneceu algum medicamento/substância que o livrava do controle mental da menina – o que explica o fato de ele não ser vítima dela.

      Detalhe que isso casou perfeitamente com a personalidade distorcida e a cabeça fodida do Lucas, afinal ele era tão perturbado que nunca se preocupou em avisar às autoridades o que estava acontecendo em sua residência com sua família, muito menos livrá-la do domínio de Eveline. Muito pelo contrário: Ele via toda a questão do fungo e da regeneração como uma dádiva a ser contemplada (como vimos na cena que ele arranca suas unhas na TV pro Ethan ver).

      No final das contas, Lucas é o verdadeiro filho da puta da história, fazendo jus à alcunha de ovelha negra dos Baker, embora Mia tbm tenha sua parcela de culpa, ao meu ver.

      • Thiago Gonçalves

        Bota fdp nisso, relembrando que no dataminig foi dito que espionaríamos Lucas com o seu contato, contato esse que deu suporte pra Lucas criar uma amostra do Mofado Branco, tem um homem com o rosto riscado nos créditos após o final do jogo, suspeito que esse cara será o contato dele.

      • Eva4Ever#ThankYouEva

        Eu sempre vi o Lucas como um psicopata tbm, se você analisar ele matou uma criança na infância, acredito eu que caso a Eveline nunca infectasse os Bakers o Lucas viraria um novo Gleen Arias no mundo de RE.

      • Walisson Silva

        A mulher do rádio se chama Veronica e quem faz a voz dela é a Caroline Bloom.
        https://www.instagram.com/p/BZUYq2HjALS/

  • Fabricio Barbosa

    E com esse trailer morre qualquer esperança de o sujeito não ser o Chris. Hum =/
    Gostei da ambientação, e apesar de ser voltado mais para a ação, há ainda um toque de terror pelo fato de as ameaças serem os mofados: criaturas esquisitas e desformes num ambiente escuro e bastante inóspito. E é bastante perturbador toda aquela parafernália instalada pelo Lucas. Nos leva a crer definitivamente que o cara é um verdadeiro mastermind do mal.

    Fora isso, notei que eles mudaram um pouco a mecânica da mira em relação à campanha principal, com a câmera focando a arma a partir da alça de mira ao invés do retículo branco. Particularmente, criou uma nuance com Call of Duty (não me xinguem, por favor), de modo que eu preferia da forma que foi mostrada lá com o Ethan, com o zoom na arma e o foco no inimigo. Era um dos charmes de RE7.

    Fora isso, é esperarmos para ver o desfecho desse DLC. Um detalhe que talvez muitos já não se lembram mais, mas que creio que isso será crucial, é a elucidação daqueles files finais com as palavras que estavam faltando, os quais encontramos com Ethan no laboratório das minas. Aquilo ali revelado e todas as arestas serão aparadas.

    • Ethan Winters

      Mas eu acho que a questão da mira é algo opcional… ESPERO

      • Fabricio Barbosa

        Sei lá, acho que não, infelizmente. =/

        • Ethan Winters

          nas gameplays pelo visto a mira do RE7 comum está presente praticamente todo o momento (FICA ATIVADA TODA HORA), a gente só mira em estilo CoD quando quer.

    • Ivan Souza

      Acho que esse lance da diferença entre as miras tem relação com o perfil de cada personagem. O Ethan é um cara menos/pouco preparado, logo a mira foi pensada para não ser tão precisa justamente por isso. Já o Chris é um super-soldado altamente treinado, então faz sentido que o tipo de mira dele seja diferente. Eu pelo menos tive essa percepção.

      • Hunk

        Não tinha pensado nesse ponto de vista, mas até que é uma ideia bem interessante.

  • Birkin

    Pô, apesar dele estar totalmente diferente na aparência e voz, esse sim é o Chris que come B.O.W’s no café da manhã!

  • Dannilo

    Agora sim encarnou o Call of duty OIHAOIHAOIHA
    Mas vai ter gente dizendo que “não, nada ver, totalmente diferente” kkkkkkkkkkkkkkk

  • Mint

    Nossa, curti muito esse trailer de Dead Space!!

    • Thiago Gonçalves

      Tão falando que é Doom também, incrível como RE7 consegue ser vários jogos em um só, pura referenza.

    • Ryo

      Será que eles olham pro produto final e pensam “Fizemos um bom trabalho”?

      • Mint

        Será que eles vão dormir com a consciência tranquila de quem fez um bom trabalho?

  • Demolimito

    Gostei. Mas eu ainda acho estranho o jeito que o personagem corre… È meio lento, isso me irrita um pouco. Sobre a aparência do Chris, eu ainda estou tentando processar a mudança, espero que eu me acostume.

    • Rorschach Cure

      A voz mesmo já estou achando parecida com a antiga, um pouco diferente, mas ainda lembra. Eu também achei estranho o jeito de correr, e outra coisa que percebi, ao mirar com a arma [a shotgun se eu não me engano], dá para perceber umas tremidas na arma, e não parece tremidas de realismo, parece meio bugado mesmo. Eu acho que essa Dlc não vai explicar nada, vai deixar mais meia duzia de perguntas e vai ser curto.

  • Daniel

    Gostei pacas, só de ter o Chris pisando na cara dos mofados, principalmente no mofado aranha. Pisar na cara desse filho da puta, não
    vai ter preço.

    • Fabricio Barbosa

      …que é o mais desgraçado de todos, afff. X(

  • Marcos Vinícius

    Em ”sequencia”:
    https://uploads.disquscdn.com/images/8915aa1d07ce7cffea2a4758d86276ecda53e8dbf281cb6b5bb045369713db20.jpg
    Eu me divirto com esses ”fãs” … Kkkkkkk

    Vou entrar na brincadeira: F.E.A.R 7 – Project Evil.

    • Birkin

      Pedrão tá em todas!

      • Andrei Sokholov

        Ei cara, o pessoal aqui da seção de comentários do REVIL criou um grupo para conversar a respeito da franquia e esporadicamente sobre outros assuntos relacionados ao gênero…Quer participar? Basta informar um email do Google/Gmail. É bem informal, e o pessoal aparece lá esporadicamente quando o tempo permite, para trocar alguma ideia geralmente quando sai alguma news aqui no site, via mensagem de texto.
        PS: Se por acaso ja havia lhe apresentado o convite ignore minha ignorância, rs.

    • Spider

      Convenhamos que dessa vez o Pedro tá certo e.e.

    • Thiago Gonçalves

      Antes Resident Evil era um Call of Duty, depois passou a ser um mesclado de Silent Hill com Outlast e agora é os três com direito a elementos de Doom e F.E.A.R. É muito bom que a Capcom faça o que der na cabeça dela pois se ela escutar o “fãs” de RE, ficará travada no paradoxo do nada com coisa nenhuma que vem deles, achar um caminho no marasmo cerebral dos “especialistas” tá difícil, viu.

    • Rodrigo Freitas

      Só falta o resident evil ser aqueles jogos de camelô com “9999 em 1” de tanto quanto ele foi comparado com os outros jogos kkkkk

      • Hunk

        Vai ver esse era o verdadeiro objetivo desde o começo e a gente que foi cego de não perceber. Ou a galera que fuma muito orégano mesmo.

    • Rodrigo Zika!

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Chosen Undead.

    Não acredito que este Chris, seja o verdadeiro ‘Chris Redfield’. E não falo isso por conta da aparência dele até porque a Capcom mudou a aparência dos personagens em RE7, mas sim pelo fato deste Chris estar trabalhando com, ou para, a Umbrella/Neo Umbrella.

    E se for o verdadeiro Chris, vamos ver como vão explicar isso…

    • Rorschach Cure

      Uma coisa que percebi, o soldado o chama de Redfield, mas em todos os residentes, sempre o chamaram de Chris, sei lá, é tipo a capcom querendo esconder o máximo o primeiro nome dele. Mas é o Chris mesmo, o soco está lá, o cara está até fazendo combo breaker.

      • Hzaku

        No começo do vídeo, a guia chama ele de Chris.

      • Hunk

        Acho que é só uma questão de intimidade mesmo, como o Protagonista Do GTA disse logo acima o Chris não confia nessa gente da Umbrella, e naturalmente eles também não devem ser muito chegados nele, deve ser por isso que se tratam de maneira mais formal.

    • Protagonista Do Gta

      No twitter japa de Resident Evil já foi falado que esse Chris é da B.S.A.A. e ele só está participando de missões com esse squad da Umbrella justamente porque não confia neles.
      Sem contar aquele panfleto que vem junto com a réplica da arma Albert, que é uma descrição dos pensamentos do Chris ao ver o Ethan caido no chão, o quanto isso remete ao tempo em Raccoon City quando ainda era jovem, ele é o Chris que conhecemos.

  • Rodrigo Germano

    Ficam comparando a outros jogos e blabla, quase 90% dos jogos criado hoje são baseados em algum outro, seja em gameplay ou outra coisa, ficam de mimimi atoa, só não jogar.

    • Aluisio Carlos Alves

      Pois é. Não sei de onde que esse pessoal tirou que influencias são necessariamente ruins.

  • Spider

    Que decepção… É como o Pedro disse, a Capcom deixa o jogo em primeira pessoa com a desculpa de que é pra favorecer o terror e depois me entrega uma DLC dessas… Nem vou precisar comprar o jogo de novo.

    • Thiago Gonçalves

      Eu esperava que fosse um pouco mais frenético, o que você esperava? A crítica do Pedro é em relação à câmera em primeira pessoa e a presença de Eveline, será que um RE não pode ter uma B.O.W. parecida como uma menina? Será que um RE em primeira pessoa não pode ter elementos que o deixe com um pouco mais de ação? Será que isso só pode existir em jogos com câmera em terceira pessoa como RERV2 (vide Natalex) e como RE5 e RE6(que são jogos de ação que têm elementos de terror)?

      • Rodrigo Zika!

        Elementos de terror em RE 6 discordo kkkkkkkkkkkk

        • Hunk

          Como fã do RE6 admito que é verdade, realmente não tem muito não, mas o jogo tentou fingir que tinha (lembra do “dramatic horror”?), acho que é a isso que o Thiago se referia.

          • Rodrigo Zika!

            Tipo terror brochante kkkkkkkk

          • Hunk

            Essa classificação é mais precisa que o dramatic horror da Capcom, as partes do RE6 que tentavam fingir que era um jogo de terror (mais o começo da campanha do Leon) acabavam sendo brochantes mesmo. Dava pra ver que era forçado, como se a própria Capcom estivesse perfeitamente ciente que não estava fazendo um jogo de terror e isso não ia mudar de forma alguma, mas ao mesmo tempo estivesse insistindo em tentar fazer parecer convincente, e falhando. Eu considero o RE6 um ótimo jogo de ação, mas ele também só está em seu melhor quando trabalha em cima disso. Francamente se dependesse de mim o jogo nem teria zumbi, já que claramente só estavam lá como parte da tentativa de forçar terror no jogo quando na verdade não faz muito sentido o mesmo vírus que cria J’avos criar mais zumbis, embora eu tenha gostado da aparição desses zumbis no Marhawa Desire (lá pelo menos foi uma história onde os zumbis realmente puderam ser intimidadores, nem parece que são os mesmos que o Leon enfrenta no RE6).

          • Rodrigo Zika!

            Pois e, o correto era RE 6 ser RE 7, porém só adiou isso.

      • Spider

        A desculpa da câmera em primeira pessoa era pra favorecer o terror, mas n vejo nenhum terror em Not a Hero. Mais um conteúdo pra denegrir ainda mais a imagem da franquia. Enredo fraco e jogabilidade “manjada”.

        • Thiago Gonçalves

          Mas foi dito que a experiência com Chris seria focada na ação, por enquanto pra mim tá meio a meio, tivemos uma experiência focada no terror com Mia, Ethan e os Bakers e agora outra focada na ação com o Chris, não sendo ação farofa como vimos em RE5, RE6 e RE Vendetta, tá valendo, alguns momentos neles são bons e outros são esquecíveis.

          • Spider

            Esse é o problema cara, a pessoa compra um jogo pra jogar um certo gênero. Você compra RE pra jogar survival horror, fulano comprou BF1 pra jogar ação/tiro. Daqui a pouco vamos comprar RE8 e vai ser um jogo de estratégia.

            “É só uma DLC” você pode pensar, mas se nem em uma DLC de um jogo da série eles conseguem manter um gênero só, como vão fazer isso numa franquia? Cansei de RE, pra mim já deu. Não gasto mais meu dinheiro soado com uma franquia sem futuro, espero 3 anos quando o preço tiver mixaria e compro.

          • Thiago Gonçalves

            Brother, na boa, já foi mostrada ação muito pior do que esta em Resident Evil, essa até que tá “soft”.

          • Hunk

            Concordo, vejo uma mistura aí, tem mais inimigos e um foco maior em combate, mas ainda são inimigos assustadores em locais claustrofóbicos, tá bem RE4 na verdade. Mas o que é que a gente sabe? De acordo com um comentário mais lá pra cima tá igual ao Umbrella Corps (não é um comentário do Spider, só pra deixar claro que não é ele que falou este absurdo, embora eu não concorde com o ponto de vista dele ele não parece insensato), um jogo de multiplayer competitivo, onde o foco é matar outros jogadores com umas BOWs jogadas no meio. Claramente nós não temos a capacidade mental pra entender esse tipo de raciocínio. Só aviso logo pra se preparar, eu entendo de onde a opinião do Spider vem, acho que a crítica dele não é nada absurdo, mas daqui a pouco vai ter uma galera generalizando demais e comparando com Umbrella Corps, assim como já disseram que RE7 é igual a Outlast.

          • Spider

            Depois dessa, vou até ignorar, porquê parece que tudo que eu digitei você ignorou.

          • Thiago Gonçalves

            Você tá reclamando do jogo não ser só survival horror e eu tô falando que a ação que foi mostrada até agora na DLC não prejudica o gênero do jogo como foi o caso em RE5 e RE6.

      • Spider

        Pedro disse quase a mesma coisa que eu disse no meu comentário. Não tem nada haver com a Eveline e os fantasmas que ele vê. Mas não tenho vergonha de admitir quando ele ta certo

        • Thiago Gonçalves

          Você admitir isso não é motivo de vergonha, mas convenhamos, possivelmente será apenas uma hora e meia de ação pura no game, o fato da Capcom mudar a câmera pra deixar a experiência de terror mais imersiva não impede o jogo de seguir esse caminho da ação sendo que ela foi implementada tempos atrás em outros títulos da franquia, não vi nada muito forçado, foram socos e pisões em bichos praticamente podres e gosmentos, bem diferente de uma rocha de trocentas toneladas ou a boca de um tubarão gigante dentro d’água.

          • Spider

            Em RE5 e RE6 não fugimos dos monstros ou das adversidades. Do começo ao fim foi ação e ponto. Agora fazer um jogo puxado mais pro terror psicológico do que terror de sobrevivência e depois lançar uma DLC de ação, tudo isso em uma franquia que começou como terror de sobrevivência e que sofre de crise de identidade até agora, é jogar uma árvore na cara dos fãs.

            Quando pensamos que a franquia vai finalmente “voltar as origens”, me vem uma DLC de ação. Se fosse em uma franquia onde quisessem ter uma experiência diferente do comum, tudo bem, mas RE? Uma franquia que já não sabe-se mais de qual gênero é? Não cara, isso só ajuda a estressar mesmo.

          • Thiago Gonçalves

            No primeiro momento Mia tentou fugir, mas ela e o Ethan acabaram enfrentando a adversidade na qual se encontravam, eles sobreviveram à ela, o terror que acontece no jogo é mais de sobrevivência do que psicológico, apesar de Eveline ser uma B.O.W. que ataca suas presas psicologicamente, Ethan não esteve sobre total influência dela, chegou perto, mas não esteve.

  • Thiago Gonçalves

    One question:
    Se repararem bem no fim do trailer, verão que o Mofado Branco possui cabelo, será que ele pode ser a Mia?
    https://uploads.disquscdn.com/images/717ec6709e57e644fd1a6e6c11252e4d67b294106257a1487dcd39136a860598.jpg

    • ratStar

      Putz, verdade!

    • Hunk

      Eu ia dizer que a Mia está no helicóptero que a resgatou junto do Ethan, mas sei lá, vai que o helicóptero caiu, não seria a primeira vez e provavelmente também não seria a última.

      • Thiago Gonçalves

        Mas e se essa busca for antes de Chris resgatar o Ethan? Foi descrito no site japa que a DLC se passa no clímax da campanha principal, até comentei antes que a DLC pode ser um flashback porque quando o Ethan sai do navio o helicóptero da Umbrella estava indo pra casa dos Bakers e quando ele chega no local do rádio, o Chris tá avisando os soldados que está rumando para a mina, e quando o Ethan é resgatado há dois helicópteros no local.

        • Hunk

          É verdade, não tinha considerado essa possibilidade, até então eu levei em consideração que a DLC seria após o término do jogo, mas pensando bem eu não acho que isso foi confirmado, deve ter sido só algo que por algum motivo eu presumi e não questionei. Agora eu até estou achando que é mais provável que seja isso do que após o término do jogo, a comunicação do Chris dizendo que está indo pra mina se encaixa perfeitamente. Levando isso em consideração pode ser a Mia na foto mesmo, é estranho imaginar que ela ficou desse jeito e depois conseguiu voltar à forma humana, mas não é impossível, o Steve ficou ainda pior e voltou ao normal de um momento pro outro.

  • Yan Ton

    Nossa, que socão ele dá! Wow

  • Mercenary Nemesis

    A voz dele não parece com o do Vendetta não?
    Esse negocio de mudança de dublador o tempo todo enche a paciência! @[email protected]

  • Paulo R.

    HUD feio e desnecessário. O resto era mais ou menos o que eu esperava da capcom em relação ao Redfield.

  • Protagonista Do Gta

    Alguém notou que o Chris tem uma bomba no pulso?
    será que o Lucas pegou ele tbm?

    • Ivan Souza

      Boa observação.

    • IsnarDroid

      vdd

    • Thiago Gonçalves

      Sei não, hem, mas a luz é parecida com a desta foto:
      https://residentevil.com.br/wp-content/uploads/2017/09/NaHKeyArt.jpg
      Parece ser algo do uniforme que eles carregam entre o tórax e o abdômen

      • Protagonista Do Gta

        repara no trailer, é uma bomba mal feita no pulso esquerdo, parece ser algo feito pelo Lucas mesmo, e não parte do uniforme, tem uns fios expostos e tal, parece uma bomba caseira mesmo.

  • Ivan Souza

    Aparentemente os socos só poderão ser aplicados quando o inimigo estiver atordoado. O de sempre.

  • Max

    Ainda não me acostumei muito com esse novo visual do Chris (se é que é mesmo ele, mas tudo indica que seja, principalmente esses socos característicos do Chris), mas pelo menos a voz dele é semelhante a voz do Roger Craig Smith que dublou o Chris nos jogos mais recentes. E quem será essa mulher no rádio? Será que é a Jill?

    • Andrei Sokholov

      Ei cara, o pessoal aqui da seção de comentários do REVIL criou um grupo para conversar a respeito da franquia e esporadicamente sobre outros assuntos relacionados ao gênero..Quer participar? Basta informar um email do Google/Gmail. É bem informal, e o pessoal aparece lá esporadicamente quando o tempo permite, para trocar alguma ideia geralmente quando sai alguma news aqui no site, via mensagem de texto.

  • Rodrigo Zika!

    Bacana, achei a voz dele me lembra de outro jogo, eu vi o vídeo em um outro canal com legenda, ficou legal o que ele fala, e quem duvidada sim ele e o Chris, a mulher do radio chama ele assim no começo.

  • Blizza

    Carai mano, pelo jeito vai dar pra zerar isso só no soquinho e chute

    • Hunk

      Não foi o que eu vi, eu só vi o Chris usando golpes em inimigos já atordoados, não mais do que no RE4.

    • Andrei Sokholov

      Ei cara, o pessoal aqui da seção de comentários do REVIL criou um grupo para conversar a respeito da franquia e esporadicamente sobre outros assuntos relacionados ao gênero. Quer participar? Basta informar um email do Google/Gmail. É bem informal, e o pessoal aparece lá esporadicamente quando o tempo permite, para trocar alguma ideia geralmente quando sai alguma news aqui no site, via mensagem de texto.

  • Spider

    Deixa eu ver se entendi, ficamos felizes quando eles lançam um survival horror e ficamos felizes quando lançam uma DLC focada na ação onde podemos socar os inimigos?
    Se for pra ter um RE numerado em primeira pessoa e focado em ação, eu prefiro gastar meu tempo com uma franquia que tem identidade definida e não fica seguindo vibes. Essa franquia não vai durar muito se continuar assim.

    • Marcos Vinícius

      Mas a Capcom faz isso justamente para agradar a massa, principalmente esse povo pós Resident Evil 4 e que amam Resident Evil 5 (uns até dizem que é o MELHOR ”Resident” de todos).

      Eu até concordo com você, sempre preferi a franquia focada em um estilo (survival horror) com aquele clima de terror (independente da câmera) em todos os títulos. Mas infelizmente, a Capcom prefere se ”vender” e atirar pra todos os lados invés de ser criativa e inovar dentro da franquia.

      Fazer o que… CAPCOM !

      • Spider

        “Resident Evil 5 (uns até dizem que é o MELHOR ”Resident” de todos).”
        – Meu primo realmente acha RE5 o melhor jogo da franquia, engraçado que nunca jogou RE1, RE2, RE3 e RECV

        Pra mim, se eles lançassem todos os jogos focados em ação, já era melhor do que isso que estão fazendo.

    • Duan Baptista

      Cada vez mais fico mais besta com a Capcom. Eu já achava que a série tava sem identidade e agora eles conseguiram a façanha de deixar sem identidade o próprio RE7 que já era um misturada de jogos recentes de SH. Tô perdido pra caramba.

      • Spider

        Exatamente. Até que enfim achei alguém que entende.

      • Ricardo Maidel

        O foda é essa “explicação” bagunçar mais ainda esse jogo. Pelo menos agora se fecha esse ciclo de re7… e os pensamentos de voltam pro tão aguardado re2 remake.

  • Ricardo Maidel

    Agora sim dona capcom… fizeram um dead space dentro de uma caverna pra cagar mais no jogo. .. parabéns. Vai vender pra kraio… se essa é a arte quase finalizada… imagine o trabalho que vinha sendo feito pela equipe terceirizada… eu acho melhor pararem de lançar conteúdos pra esse jogo… merece um lugarzinho do lado do umbrella corps.

    • Hunk

      Como você espera que algo gratuito venda pra caralho? Aliás, Umbrella Corps? Só porque a DLC foca mais na ação já é motivo pra compará-la com essa cagada que quase nenhum fã de RE conseguiu aceitar? Não curtir o estilo é uma coisa, mas comparar uma gameplay do nível dessa DLC com Umbrella Corps é forçar muito a barra, assim não dá pra levar a sério mesmo.

      • Ricardo Maidel

        Mesmo sendo gratuita, essa dlc tem o intuito sim de tentar melhorar as vendas do jogo o qual ela faz parte. Ou a capcom trabalha de graça? Investiu mais de meio ano somente pra agradar quem já comprou o jogo? E outra, só lembrando que o umbrella corps ao qual fiz questão de lembrar, também foi feito por uma empresa de fora e supervisionado de perto pela capcom; assim como essa dlc . Porque isso gera espanto ? Só porque não podemos falar mal desse jogo que destuou do restante dos numerados? Ou porque ainda insistem em dizer que o jogo é bom … como se isso fosse uma obrigação por se tratar de resident evil?… por favor…

        • Bruno Reis

          Parabéns Ricardo, uma das poucas opiniões sensatas nesse lugar repleto de insensatez.

        • Hunk

          Claro que a DLC também visa aumentar o lucro, mas não dá pra avaliar suas vendas de forma tão simples, até porque o efeito dela nas vendas não é algo que só se fará presente quando lançar, todo esse hype gerado traz mais discussões ao jogo, gera mais interesse, então já ajudou nas vendas. Aliás, não, esta DLC não foi terceirizada, ela estava sendo originalmente, mas a Capcom ficou insatisfeita com o resultado e refez com as próprias mãos, por isso todo o atraso, ou você acha que atrasaram o lançamento porque não se importam com a qualidade? E mesmo que fosse terceirizada, desde quando isso sozinho garante que fica no nível do Umbrella Corps? Pelo vídeo de gameplay a qualidade já está muito acima do Umbrella Corps, colocá-los juntos não faz o menor sentido, nem o tipo de gameplay nem a qualidade são semelhantes. E sinceramente, você está generalizando demais, sei que existem pessoas que só sabem falar bem assim como pessoas que só sabem falar mal (fanboys e haters), mas se você acha que eu só defendo o jogo cegamente baseado apenas no que eu te disse está muito enganado, quem tá por aqui a algum tempo sabe que eu não poupei críticas a respeito do RE7 quando eu achei que merecia críticas, assim como não deixei de falar bem quando achei que fez algo bom. Além disso, no comentário ao qual você respondeu eu já fiz questão de dizer que não tem problema não curtir o estilo do jogo (ou da DLC neste caso), só não dá pra ficar forçando a barra com essas comparações absurdas. Só acho que você deveria tomar mais cuidado pra não classificar as pessoas de formas extremas (como haters ou fanboys) só porque elas discordam de você e criticam algo que disse, assim você acaba sendo extremista também.

          • Ricardo Maidel

            Eu não chamei ninguém de hater. .. só acho que pisaram na bola violentamente com esse jogo… e ao que parece essa dlc não vai ajudar a melhorar a história, ou pelo menos explicar todo o conteúdo. Mexeram demais num personagem principal da franquia, alteraram a câmera pra fazer as vendas do vr alavancarem; isso ficou claro quando no lançamento o jogo era exclusivo para o console sony e seu periférico. Colocaram um protagonista ordinário, aleatório, numa das tramas mais bem elaboradas, até então, do mundo dos games. E isso não me desce. Não quero gerar polêmica, muito menos ficar discutindo. Acho válido colocarmos nossa opinião sem ofender o próximo. Esse jogo mexeu com os ânimos de todos; de ambas as formas.

          • Hunk

            Acho que suas últimas frases no comentário anterior deram a entender que a minha reação ao seu comentário foram uma defesa cega ao jogo, mas se não foi o caso então deixa pra lá. Na verdade eu concordo com suas críticas, também não sou a favor da mudança de câmera, embora eu ache que além do VR (só uma correção, o jogo nunca foi exclusivo da Sony, só o modo VR que foi, e ouvi falar que eventualmente pode chegar suporte ao VR na versão de PC, mas não sei se isso é verdade) também teve outro motivo pra essa mudança, que foi uma tentativa de seguir a tendência dos outros jogos de terror atual, um motivo que eu também não defendo, até porque RE a meu ver não é só um jogo de terror que deveria fazer o que os outros jogos de terror mais estejam fazendo no momento. Também não sou muito a favor da mudança de visual do Chris, acho que mudou demais, já a voz também mudou, mas isso eu não digo muito a respeito porque pode ter sido outra mudança relacionada ao sindicato de atores (o que inclui dubladores) nos Estados Unidos, similar ao motivo da mudança de voz da Claire no REV2. Aliás, tinha lido uma coisa sobre essa situação recentemente, você lembra daquele insider que sempre consegue informações dos bastidores de RE, conhecido como Dusk Golem? Então, conversei um dia desses com outro usuário do REVIL e ele me disse que esse cara anda pelo Biohaze de vez em quando, e lá li um post dele explicando essa situação. De acordo com ele a Capcom escolheu um modelo (o cara de verdade, não o modelo 3D) dentro da agência com a qual estava trabalhando que lembrasse o Chris pra servir como base pra aparência do personagem no jogo, e pelas fotos do cara ele estaria bem parecido, mas depois que já estava escolhido descobriram que ele estava bem diferente da foto, e por falta de tempo não deu pra mudar, tiveram que seguir com o que tinham, mesmo com a própria Capcom achando a aparência bem diferente. Não digo que a gente tenha que aceitar a nova aparência do Chris por causa disso, mas se foi o resultado de uma confusão misturada com falta de tempo, não uma escolha proposital, então é provável que o visual novo não se mantenha, o que é evidenciado no Vendetta, que lançou depois do RE7, onde o visual do Chris já não estava igual ao do jogo (também não curti muito a aparência dele nesse filme, mas acho que é mais pelo estilo de CG). Ainda assim, pelo menos achei que a voz, mesmo sendo a de outro dublador, tem um tom similar a antiga, e a personalidade do Chris pelo que vimos parece não ter mudado, então eu não diria que o personagem foi estragado, só em aparência no máximo, e mesmo isso é bem provável que não se mantenha. Também não curti nem um pouco a decisão de colocar um personagem como o Ethan protagonizando um RE, não tenho nada contra a ideia de ter um novo protagonista, mas sempre achei que uma das coisas bem legais que RE nunca falhou em trazer (pelo menos não nos jogos relevantes) foram protagonistas legais, isso era um ponto que eu acho que não podiam vacilar e vacilaram, e pior, parece que vacilaram propositalmente. Não sei se você acompanhou o lançamento do RE7, mas lembro que um produtor (se eu não me engano o Kawata) disse que eles escolheram a câmera em primeira pessoa pra fazer o jogador se sentir como o protagonista, aumentando a imersão e o terror, o que desde aquela época já me preocupou. Eu sabia que por causa disso o carisma do protagonista ia pro ralo, afinal isso é algo que essa proposta em si compromete propositalmente. Foi mal pela minha reação anterior, vejo que você tem bons motivos pra não gostar do jogo, não é hate injustificado, mas a comparação com o Umbrella Corps em particular soou mal pra mim. Digo isso porque, apesar de discordar de muitas decisões relevantes do jogo, acho que existe uma diferença grande se comparado ao Umbrella Corps. No caso do RE7 há muito espaço pra criticar as escolhas do jogo, na verdade em RE como um todo isso se tornou uma crítica comum e justificada, mas em quesitos técnicos ele não é mal feito (embora eu também tenha uma crítica ou outra, mas em geral é um jogo bem feito). Já no caso do Umbrella Corps não dá pra dizer o mesmo, dá pra ver que falta muito polimento nesse jogo, e isso compromete não a proposta dele (afinal era um spin-off, podia ter qualquer proposta se fosse bem executada), mas sim sua qualidade, é tão mal feito que compromete a diversão até pra quem gosta da proposta. Entendo não curtir o que o RE7 ou essa DLC se propõem a oferecer, mas no quesito qualidade não se compara ao Umbrella Corps.

  • IsnarDroid

    Muito bom!

  • Одержимый Палач

    Vamos criar um DOOM cheios de inimigos repetidos com movimentos robóticos e trocar o nome da série para parecer mais original, parece uma boa idéia não é mesmo? Os fãs vão adorar. Vamos aprovar esse projeto

%d blogueiros gostam disto: