Em uma entrevista para o PlayStation Blog, o diretor de Resident Evil 3 Remake, Kiyohiko Sakata, disse que a nova versão de Nemesis tem uma base artificial criada pela Umbrella das Las Plagas, de Resident Evil 4. Essa conexão nunca existiu previamente na franquia, o que mostra que a Capcom fez aí um retcon, ou uma alteração nos fatos da própria história de RE.

O diretor explica que o (novo) projeto Nemesis estava a cargo do braço europeu da Umbrella, com a evolução do parasita NE-α, enquanto o time americano estava focado em criar a arma biológica perfeita, Tyrant. Com Nemesis, a intenção era de criar artificialmente o parasita Plagas e encontrar um hospedeiro que conseguisse conter seu poder. Depois de falhar inúmeras vezes, os europeus perceberam os avanços da unidade americana com o Tyrants e resolveram utilizar a bio-arma para controlar o poder do NE-α. Assim, o projeto Nemesis conseguiu avançar, mas era preciso controlá-lo com um dispositivo no peito e equipá-lo com inibidores para que a arma biológica não saísse do controle.

Kiyohiko Sakata também disse que inicialmente pensaram em colocar mais falas em Nemesis para demonstrar sua inteligência, mas que os desenvolvedores perceberam que isso não o deixaria tão aterrorizante. Consideraram, até, deixá-lo sem nenhuma fala. No entanto, como sua principal missão é caçar os membros S.T.A.R.S., resolveram deixar apenas essa menção.

Sobre o material preto que envolve o corpo de Nemesis, os desenvolvedores disseram que a bio-arma é apenas um protótipo e que utilizaram o elemento apenas para conter seu poder. A intenção era de ter um contraste diferente do visual que foi utilizado com o Tyrant em Resident Evil 2.

Ainda segundo o diretor, a capacidade do Nemesis em infectar os zumbis com o parasita NE-α foi pensada com base nos Ganados de Resident Evil 4 e que a intenção é que tivessem um visual parecido com os parasitados pelas Plagas.

Como a Umbrella já tinha conhecimento do parasita Las Plagas, sendo que ele foi introduzido apenas em Resident Evil 4? Estaria a Capcom suavemente ligando RE3 a um Resident Evil 4 Remake?

Sobrevivendo a Resident Evil Resistance

Apesar de não parecer, a entrevista com Kiyohiko Sakata foi para promover uma nova atualização de Resident Evil Resistance, que disponibiliza Nicholai Ginovaef como Mastermind. Além de ter perícia com as armas acopladas nas câmeras, ele consegue rastrear com mais facilidade os personagens pelo mapa. Nicholai também tem a habilidade de controlar Nemesis, que pode atrapalhar e dar muito trabalho aos sobreviventes. A arma biológica é capaz de se deslocar rapidamente pelo cenário, pode dar vários golpes com seus tentáculos, consegue emitir um rugido capaz de deixar os sobreviventes paralisados temporariamente e ainda pode utilizar seu poderoso lança foguetes.

%d blogueiros gostam disto: