Imagine se toda a história do Resident Evil fosse verdade. Se olharmos para ela fazendo um paralelo com o mercado de trabalho, vamos ver que não é assim tão impossível de acontecer. E foi com esse pensamento, que nasceu Mercado de Zumbis: uma websérie sobre o além, que conta a história de Alex, um profissional que vai se transformando em zumbi ao longo dos sete capítulos publicados aqui.

Mais do que a Umbrella Corporation infectando toda a cidade com a arma biológica que é o T-Vírus, na websérie vemos que os zumbis já estão por toda parte, mesmo que não consigamos reconhecê-los. Eles são aqueles colegas de serviço que ficam o tempo todo reclamando, são as pessoas que se arrastam pelos corredores das empresas, seguindo o seu instinto em busca apenas do alimento, mas sem sentir o menor prazer em fazer o seu trabalho. Se no Resident, os zumbis comem o cérebro das pessoas, no Mercado de Zumbis, eles se alimentam das ideias dos outros.

A mansão Spencer é substituída pelo claustrofóbico escritório de Alex, um contador que se perdeu nos cálculos da vida e se vê completamente sozinho aos 53 anos. A websérie começa após a gerente do RH dizer a ele que há uma contaminação no mercado de trabalho transformando profissionais em zumbis, e que ele tem sete dias para provar que consegue ir além e não ir para o além.

Enquanto o vírus do Resident se alastra através das tubulações de Raccoon City, na websérie vemos a contaminação se espalhar pelo cafezinho, tão presente nos escritórios e o único prazer que Alex tinha ao longo dos dias e noites trancado em sua sala.

E se nos jogos ou nos filmes da franquia que adoramos, a salvação está na ciência ou na bomba atômica, no Mercado de Zumbis a cura para o vírus está no conhecimento. Afinal, é só com a formação de bons profissionais que toda a sociedade pode melhorar.

Por isso que a websérie conquistou o apoio da Faculdade Monteiro Lobato, uma das instituições de ensino mais tradicionais do Rio Grande do Sul, que investiu em branded content em sua nova campanha de vestibular e, utilizando a história do Mercado de Zumbis como pano de fundo, questiona: “Você Quer ir Além ou para o Além?”

Para quem quer crescer e não rastejar, colocar a voz no mercado e não grunhir pelos cantos, a Faculdade Monteiro Lobato apresenta um ensino vivo, onde os professores não se fazem de mortos.

Com o foco em formar profissionais para irem além e não irem para o além, não virarem zumbis, a Faculdade se posiciona sem medo como uma Zona Livre de Zumbis, que seria capaz de colocar Nemesis, Tyrant e até mesmo Albert Wesker para correr.

%d blogueiros gostam disto: