Após muito tempo e expectativa, Resident Evil Vendetta finalmente chega ao Brasil de forma oficial, entitulado aqui como Resident Evil: A Vingança. Teve sua pré-estreia realizada no Santos Criativa Festival Week, em 22 de julho. O terceiro filme em CGI baseado na famosa franquia foi exibido oficialmente no Japão em 27 de maio; e em 19 de junho nos Estados Unidos. É possível adquirir o filme através do iTunes ou Playstation Store desses países.

A grande premissa de Vendetta, conforme dito pela Capcom na época do anúncio, é que ele simboliza um reboot dos filmes CGI no que diz respeito ao seu tom e direcionamento, não à narrativa, pois os eventos canonicamente se passam entre Resident Evil 6 e Resident Evil 7. A questão é, o filme cumpre seu papel e agrega algo ao universo de Resident Evil?

Infelizmente não, apesar dos pontos positivos. Vou buscar passar pelos elementos mais importantes que compõem o filme sem dar spoilers, para não prejudicar a experiência de quem aguardou o lançamento nacional até então.

Primeiro, vamos aos aspectos técnicos, a parte audiovisual. A produção realizada pela Mazda Animation Planet, em conjunto com a Capcom, trouxe resultados visivelmente superiores aos dois primeiros filmes, no que diz respeito à qualidade das animações, coreografias, movimentação e expressões faciais dos personagens e criaturas.

O destaque vai para Rebecca Chambers. Suas expressões e maneirismos refletem com precisão a personalidade da personagem, culminando numa exemplificação próxima do ideal de caracterização, aliando imagem e narrativa de forma equilibrada e harmônica. Ainda assim, alguns personagens apresentam problemas na animação de suas emoções em momentos depressivos ou situações extremas de stress, como Leon Kennedy.

As cenas de ação, mesmo com momentos absurdos, proporcionam bom entretenimento. A coreografia está dentro do que já foi visto no universo do jogo, parecendo retirar muito de Resident Evil 6. A trilha sonora não possui temas marcantes como nos jogos, mas ajuda a determinar a cadência das cenas – seja de suspense, ação, horror, calmaria – dentro do esperado.

A grande falha de Resident Evil Vendetta, no entanto, é sua narrativa: um emaranhado de eventos e ideias que tem potencial no papel, mas falham miseravelmente em sua execução, sendo repleta de clichês e fan-service que nada agregam no final.
Resident Evil Vendetta Review - Image 001
A sinopse inicial do filme é que um novo bioterrorista, Glenn Arias – cujo passado é ilustrado em apenas uma cena que não adiciona profundidade ao seu personagem – desenvolveu um novo e mais poderoso vírus, e deseja se vingar trazendo o apocalipse ao mundo através do terror das armas biológicas. Um completo megalomaníaco. Percebam o padrão de estrutura que já virou “carne de vaca” de tanto que foi usado.

Vendetta reune grandes ícones do universo de Resident Evil, sendo eles Chris Redfield, Leon Kennedy e Rebecca Chambers, que tem a melhor caracterização dentre os personagens principais, mesmo que o filme também falhe em explorar as experiências vividas pela personagem desde os eventos ocorridos no incidente da mansão, contados em Resident Evil 1, que levaram a se tornar referência no estudo de agentes virais em uma universidade e o desenvolvimento de respectivas vacinas.

Chris permanece o “mesmo” de sempre, e Leon Kennedy, cujo filme tenta gerar uma empatia entre o espectador e o personagem por conta da crise existencial que vem passando, falha miseravelmente, uma vez que tudo é tocado de forma superficial, e o pior, não é nem ilustrado no filme. Para se ter ideia, há momentos que são contados apenas na novelização e estão ausentes no filme, o que contribui ainda mais para afundar uma narrativa que já é naturalmente fraca.

Outro desserviço que o filme traz é, que fora o vilão e protagonistas, os personagens coadjuvantes são completamente descartáveis, então, por que perder tempo tentando dar “personalidade” a pessoas que o espectador nunca vai se conectar e logo serão mortas ou nunca mais vão aparecer? Não faz sentido.

Acredito que Resident Evil Vendetta serve como ponto de atenção para a Capcom, que ainda não conseguiu encontrar um balanço ideal ilustrando o universo da série em formato para o cinema, mesmo usando seus maiores ícones.

A impressão que fica é que como Resident Evil 7 começou um novo arco, a Capcom tentou agradar aos veteranos saudosistas com um filme que não expande o universo da série de forma interessante, tampouco se conecta a elementos importantes. É basicamente mais uma história, uma ataque bioterroristas e os mesmos heróis de sempre salvam o dia. Não há surpresas, nem situações difíceis ou evolução dos protagonistas.

Passável.

IMPORTANTE: O texto acima reflete a opinião do autor da análise, e não do REVIL como um todo. A análise do filme foi feita através da conta pessoal do autor na Playstation Store norte-americana, tendo alugado a versão em alta definição em inglês por 30 dias.

Resident Evil: Vendetta
Rebecca ChambersAnimações de melhor qualidadeAção na medida certa
Narrativa Clichê e FracaCaracterização de alguns personagens é risívelNão expande o universo da série de forma inteligente
5Pontuação geral
  • Alisson Fuly da Silva

    Exato tive essa mesma impressão, o filme se resume como fanservice mesmo não tem outra palavra, primeiro que eu não vejo nenhum motivo plausível para o Leon estar nesse história, simplesmente foi empurrado, ele quase não teve relevância aqui, na novel a participação dele é bem melhor, ele até enfrenta a Maria, outra personagem que foi desperdiçada, o Glenn nada mais é do que um “Carlo Radamanes” e o Diego teve muito pouco espaço de tela, a luta dele com o Chris foi muito curta, aliás o tempo de duração desse filme é menor do que os outros, se eu não me engano os outros dois tinham um pouco mais de duas horas, esse um pouco mais de 90 minutos poderiam ter adaptado mais partes da novel nesse pequeno espaço de tempo, mas o que mais me deixou triste foi não terem aprofundado a relação entre Chris e Leon ( a Capcom disse que teria foco nisso) e nem atualizar os fãs quanto ao universo da série, o Chris também passou por uma crise parecida com a do Leon mas ele age como se não tivesse nem aí, tanta coisa prós dois conversarem tipo: Claire ou Jake, ou mesmo a Jill (que deveria estar nesse filme) mas não tem nada cara, é facilmente o mais fraco dos CGI até agora.

    • Pedro fanboy do chris redfield

      vc deve ter ficado tão maravilhado com a excelente trama e as cenas de ação incríveis que nem viu o tempo passar.

  • Monokuma

    Opaaa, quero ver sangue nos comentários hj, prepara ate a pipoca

    • Marcos

      Que isso Monokuma, aqui somos todos fãs de verdade de Resident Evil / Biohazard, compartilhamos os mesmos gostos pela franquia que é a mesma coisa desde 1996, somos uma fanbase saudável e adoramos todas as mudanças que a Capcom faz, porque sem isso, nunca duraria 21 anos.

      • NoCopyRitghtsSound’s

        Concordo, tem alguma coisinha ou outra, mas de todas as comunidades que eu conheço, a de Resident Evil é DISPARADA a melhor, a gente percebe isso aqui no site e principalmente jogando online, meus melhores amigos na live eu fiz em Re 5, 6, RE ORC e Revelations 1 e 2 ! Bom, pelo menos foi essa a experiência que eu tive com essa comunidade.

      • Monokuma

        Foi mal , adoro ver os comentários da revil principalmente quando acontece uma analise, principalmente do vedetta, pq nessas horas que enche de haters, entao estou apenas no aguardo,por tanto que não envolva os outbreaks ta td tranquilo.

        • Marcos

          Sei como é … Só ver a análise do 7, mais de 4 mil comentários (e cheio de ”fã” chorando) os mesmos que queriam terror, survival … Vai entender.

          Mas o meu comentário acima foi meio sarcástico, eu entendi bem o que você escreveu, tá cheio de haterzinho por ai, já já eles aparecem bostejando pelos teclados defendendo esse Resident Evil 6 2.0.

  • Roberto Júnior

    Excelente crítica, só falou verdades, verdades que muitos não admitem.

    • Paulo Wirth

      Obrigado Roberto. E olha que eu estava animado com Vendetta, até ler o resumo da novelização.

  • Mateus

    Até hoje tento entender o motivo da BSAA enviar uma moto daquele estilo pra uma missão como aquela. O jeito que eles arrumaram pra introduzir a moto na trama foi bem estranho… kkk

    • Paulo Wirth

      Merchandising com a Ducatti mesmo.

      • Mateus

        Humm, to ligado. kkk
        O problema foi o jeito mesmo. :p

  • Maester Alex

    Vou ficar aqui só esperando o Fanboy Maldito chegar:
    https://media.giphy.com/media/GjYjLvGErsggg/200.gif

    • Monokuma

      KKK, tbm to esperando ele

    • Wesley Guedes

      Parece que sua mensagem repeliu ele kk

      • Maester Alex

        Que nada. Ele tá rodando a baiana nos comentários acima. Só mudou um pouco o nome.

        • Wesley Guedes

          De novo?? XD, lembro dele como pedro da boleadeira antes (algo assim). Ele é esse fanboy do Chris??? (ou algo assim)

          • Maester Alex

            O mal assume muitos nomes, mas é só prestar atenção que é fácil reconhecer ele pelo padrão dos comentários que são sempre os mesmos.

  • Mateus

    “mesmo que o filme também falhe em explorar as experiências vividas pela personagem desde os eventos ocorridos no incidente da mansão, contados em Resident Evil 1, que levaram a se tornar referência no estudo de agentes virais em uma universidade e o desenvolvimento de respectivas vacinas.”

    Também acho que foi falha não explorar isso. 🙁
    E apesar do filme dar a entender que o Leon já conhecia a Rebecca eu também esperei uma melhor apresentação entre eles. Tipo: “Leon, essa é a Rebecca, que esteve comigo na missão da mansão Spencer…”
    Não exatamente assim, mas por aí.

    • Mateus Vanita

      Siiiiiim, eu também queria citações como essa. Eu queria informações que reforçassem tudo o que eles já viveram. Outra coisa que me deixou triste foi quando a Rebecca perguntou sobre as Las Plagas para o Leon e ele respondeu: “não lembro, faz tanto tempo”. Pô, o Leon inclusive já deixou relatórios para o Chris no RE 5 sobre as Plagas e ele diz que não se lembra? Dá a impressão de que o diretor foi preguiçoso e não quis acrescentar referências que enriqueceriam as conexões da trama.

  • Eva4Ever#ThankYouEva

    Boa análise Paulo, infelizmente REVendetta é aquele tipo de filme que deve ser visto sem pensar profundamente no enredo ou até nos pequenos detalhes do mesmo, e também é bem perceptível a falta de comunicação entre o time dos jogos e o time dos filmes, e isso vem desde o Damnation, mas fiquei feliz em ver os personagens agindo como pessoas normais e em ver a Rebecca novamente, e não sei se foi impressão minha mas o Leon foi meio que empurrado na trama?
    Enfim REVendetta representa tudo que a gente não precisa mais na franquia, espero ver esses personagens novamente em plots memoráveis que façam jus à luta dos mesmos contra o bioterrorismo.

    • Paulo Wirth

      Obrigado pelo elogio. A questão do Leon, é que umas cenas com ele foram cortadas, estando somente na novelização, o que prejudicou completamente a introdução dele no filme.

      Basicamente, é um incidente que ocorre com ele, e a equipe da DSO (exceto Leon) é claro, é exterminada num ataque-bomba.

      A cena era interessante no sentido que depois de pegarem Simmons, muitos membros do Senado norte-americano foram descobertos num esquema de corrupção envolvendo a família, vendendo informações do país para enfraquecer os Estados Unidos, algo assim. Leon perseguia um desses políticos influentes e ocorreu um incidente, ligado aos ataques de Glenn Arias.

      • Eva4Ever#ThankYouEva

        Sim, eu também fiquei sabendo disso por causa do cvxfreak do biohaze,mas parece que no filme ficou meio no ar que o incidente foi algo viral ao invés de ser um ataque-bomba.

  • NoCopyRitghtsSound’s

    Gostei da análise Paulo ! Eu estava gostando até que começou as cenas de ação onde o Leon e o Chris enfrentam o ”grande vilão”, tipo nada contra, filmes de ação estão entre os meus favoritos, mas a ação em Vendetta é extremamente exagerada, principalmente no que se refere ao Leon, ele é cheio de pose e frases de efeito em momentos de extrema dificuldade, aquela cena da moto MDS, muto ruim, tem uma parte na luta contra o Arias que ele da uma cambalhota no ar e gira em cima do braço do boss e acerto o rosto do mesmo com um chute de calcanhar…PQP vei, pegando um gancho no Re 6 tbm quando ele fala que aquele lugar (China destruída) é um passeio no parque perto de Raccon City…ahh va, eu não entendo, parece até que o cara tem super poderes. Enfim, o que mais gostei do filme foi a Rebecca, ainda quero um jogo com tendo ela como protagonista novamente ! Abs

    • Paulo Wirth

      Obrigado 🙂 penso da mesma forma que você. O filme parece um Resident Evil 6.5 se olharmos bem. Até o Diego lembra o Ustanak.

  • maicon martins

    O que mais me incomoda é falta de profundidade nos personagens, depois de vinte anos não a uma conexão entre eles…me lembro apenas em um file em RE revelations2 onde Jill cita Cris ou algo do tipo.Os filmes em CG tem a chance de fazer isso, coloca los em um momento de normalidade interagindo mas não o faz…uma pena…

  • Hugo Souza

    Excelente crítica, e ainda reflete o que eu penso do filme, pois para mim Vendetta é pior ou se não equipara a RE6, e para ficar abaixo de RE6 tem que se esforçar muito!

    Abaixo estão os pontos que não gostei do filme:

    (POSSÍVEIS SPOILERS À FRENTE)

    – Leon só está ali apenas para saciar seus fanboys pois ele não agrega quase nada ao enredo. Uma das pouquíssimas qualidades de RE6 foi trazer um Leon mais maduro e mais humano (sem bicho piruleta) e isso é deixado completamente de lado neste filme, o fazendo um cara birrento pois perdeu seus homens em uma missão (déjavù, alguém?), certamente isso só foi introduzido ao filme porque queriam outra “briguinha” entre ele e Chris, porém no fim do filme os dois protagonizam um dos únicos momentos legais do filme, enfim Leon poderia ser substituído por qualquer personagem aleatório que não faria diferença;

    – O vilão tem uma motivação semelhante aos dois vilões “páias” de RE6 e fazer referência à este jogo é uma ofensa para mim, rsrsrs;

    – Rebecca vestida de noiva dói na alma, embora a personagem seja legal e teve seu brilho no início no fim ela se torna apenas uma “dama em perigo” (será que o vestido é para isso?);

    – Coadjuvantes extremamente esquecíveis e sem graça;

    – Animação deixa a desejar como na movimentação exagerada em certos momentos;

    – Zumbis e Tyrant bem feitos, mas poderiam trazer uma variedade maior de BOWs, coisa que os filmes nunca trouxeram;

    – É cheio de exageros, idêntico a RE6 nesse sentido, só faltou as QTEs.

    • Paulo Wirth

      Bingo, é que evitei spoilers para quem não assistiu.

  • Marcos

    Poxa, cadê os defensores desse filme ? Ele que era pra ser o Resident Evil 7 de verdade … (segundo os entenderes).

    Tá cheio deles no Youtube, caso perguntam de onde eu tiro tais afirmações.
    (Aqui também tem). Mas só aparecem pra falar mal de um certo jogo numerado da franquia. (Covardes).

    :p

  • Marcos

    Mas a Ada nunca esteve nos filmes … Damnation era a Carlinha traída.

    • Monokuma

      Ih rapaz sabia disso não

      • Marcos

        Teorias meu jovem, tudo leva a crer que seja ela, mas nada confirmado. ;D

        • Monokuma

          MDS LEON! VOCÊ COMEU A FRUTA ERRADA! e eu nem sabia disso

          • Marcos

            Calma cara, nunca disse que era ela de fato … Só escrevi lá em cima pra descontrair.

            Mas falando sério (onde tem Leon tem Ada), no Degeneration não tinha ela.

          • Sokholov

            Ei, quer participar no grupo de hangout que o pessoal aqui da seção de comentários criou? Já tem umas 10 pessoas lá. Você só precisa informar um gmail/email do google ai então eu te envio um convite que você deverá aceitar e então pronto!
            PS: Marcos mandou um oi, e pediu para avisar que Operation Raccoon City>>>RE Outbreak

          • Monokuma
          • Andrei Sokholov

            Adicionado! Da uma olhada no email ou baixe o app do hangouts para celular, ai é só aceitar o convite que te enviei.
            Te esperamos lá!

    • Eva4Ever#ThankYouEva

      Mas no Damnation é a Ada mesmo, a novelização deixa isso bem claro, sem contar a cena final dela conversando com o Simmons que apesar de não fazer sentido nenhum confirma ainda mais que é a Ada verdadeira.

    • Gustavo S.

      Isso foi só uma teoria muito maluca que o REVIL apresentou por aqui, nunca houve nada concreto tampouco confirmação da Capcom que atestasse isso. Leia a novelização.

  • ratStar

    Só li verdades. Se for para os principais protagonistas serem retratados dessa forma clichê e exagerada eternamente, é melhor que sejam substituídos por novos mesmo.

  • Hadesrafael Francisco

    Discordo, contribui sim pelo desenvolvimento da personagem Rebecca, e o aspecto mais humano do Leon. A questão visual, Damnation (condenação) é visualmente melhor, o Vendetta ficou sem brilhos e reflexos de luzes, ou quase imperceptíveis.

  • Pedro fanboy do chris redfield

    como o próprio autor do texto disse, o filme teve trechos cortados, assim fica difícil de explicar alguma coisa. mas a história do vendetta é profunda e madura, só precisava de uma versão extendida pra ficar mais fechadinha. o filme teve o mesmo problema de batman vs superman.

    • Marcos

      ”só precisava de uma versão extendida pra ficar mais fechadinha”
      Calma que vem por DLC.

      ”e ainda bem que sobrou alguma coisa desse filme maravilhoso”
      Pedro sendo hilário para alegrar nossas noites. 😀

      Sobre essa gif da Maria … Quem é ela mesmo ?

      • Pedro fanboy do chris redfield

        pagaria por essa dlc tranquilo.. aí os fanboys do outlast veriam como a história é inteligente e profunda.
        sobre o ethan, mia e todos do outlast 7… quem são eles mesmo?

        • Marcos

          ”pagaria por essa dlc tranquilo.”
          Prefiro esperar o GOTY Edition.

          ”a história é inteligente e profunda.”
          Mesma merda do 6 … Logo o mais fraco dos numerados, tanto em critica especializada quanto dos usuários ”comuns” (fãs).

          ”sobre o ethan, mia e todos do Resident Evil 7… quem são eles mesmo?”
          Pena que você não consegue desapegar do passado e não aceitar algo novo (mudanças).
          Olha o Vendetta como exemplo, já nasceu cansado. Uma pena, esperava muito desse filme.

          • Pedro fanboy do chris redfield

            não é aceitar algo novo, é aceitar algo que não se parece com nada, como a mia e o ethan e o vovô nemesis. já tão metendo o pau no ustanak do filme, mas o nemesis vovô não tem problema, pq será?
            nasceu cansado onde? o filme tem a melhor animação dos 3, as melhores cenas de ação, os melhores personagens… só faltou tempo. o vovô nemesis tá de boa até, pq ele lembra um ganado do RE4.

          • Marcos

            Tem ”ustanak” no filme ? Você se refere ao Diego ? Aquele lá nem perseguidor é.

            Mesmo assim, considerado o pior dos 3…
            Animação eu até concordaria, mas não achei tudo isso.
            Cenas de ação ? É legal uma cena de ação, mas ficar semelhante aos live action ??? Descaracterizando a franquia em si que nunca foi apenas tiro, porrada e bomba.
            Melhores personagens ? Dois protagonistas cansados que ninguém aguenta mais junto com a sumida …
            Cadê a Jill nessa porra ? =(
            É mais protagonista que esse emo velho.

          • Pedro fanboy do chris redfield

            não deu nem tempo de ele perseguir nada.
            quando sair a dlc, vc verá como a história é profunda, madura , intelectual e cult.

            melhores personagens, junto com a jill. mas vocês fãs pediram a rebecca e a capcom atendeu, mais uma vez. eu queria a jill no lugar da rebecca, mas a capcom é foda né..

          • Daniel

            Nós uma pinóia e exclamações. Por mim, Rebecca estava morta desde 1998.
            Fico feliz que de todas as personagens femininas, eles escolheram ela para fazer o fanservice, a Jill merece coisa bem melhor, um filme com uma história melhor, um jogo, tudo de melhor.

          • Pedro fanboy do chris redfield

            relaxa, mano. a jill deve estar presente no próximo filme.

          • Marcos

            O que me entristece é saber que o primeiro filme do Chris (primeiro protagonista, junto com outra esquecida, a Jill) ser num filme meia boca desses.
            Torço para que no futuro, a Jill ganhe um jogo só dela (apenas ela, mais ninguém) em algum lugar isolado tentando sobreviver a novos perigos e se recuperando mentalmente do trauma vivido no 5.
            Se seguirem essa ”fórmula” do Vendetta nos próximos filmes, espero que ela e qualquer outro protagonista conhecido não apareçam.

          • ratStar

            Seria bem da hora ver a Jill sozinha em uma situação de horror e risco, e ainda lutando contra seus demônios internos. Fico imaginando o quão legal seria abordar isso. Por exemplo, tanto o Chris quanto o Leon já quase surtaram por perder amigos de trabalho (pena que não foi tão bem explorado essa questão no caso do Leon), imagina então como a Jill pode ter sido afetada por ser raptada, dada como morta, longe dos amigos por anos, e obrigada a fazer coisas horríveis que não queria (inclusive tentar matar o próprio parceiro). Além disso, aquele dispositivo que o Wesker instalou nela pode ter deixado sequelas…..A Jill (ainda) tem um grande potencial para voltar. Dos principais protagonistas ela é a única que não dá as caras há um bom tempo, é só se eles saberem utilizar toda essa questão humana da personagem e não descartar todo esse background em potencial que ela tem. Já passou da hora da gente saber mais sobre a Jill, de fazerem ela mais incrível do que já é (e não estou falando de torná-la em uma Viuva Negra da vida, longe disso).

          • Pedro fanboy do chris redfield

            não consigo acreditar… depois de tudo que vcs já viram na série, ainda tem esperanças de que alguém saiba desenvolver bem alguma coisa? e sem cenas de ação mirabolantes? kkkkkk vcs são os bichão mesmo da esperança.

          • ratStar

            Bom, a Claire e o Barry do Revelations 2 não foram tão mal trabalhados. Além disso, RE7 conseguiu humanizar até os “vilões”. Então, não acho tão impossível assim…

          • Maester Alex

            Seria foda a gente descobrir que a Jill enquanto esteve sobre o controle do Wesker matou gente inocente e ela ser assombrada por lembranças do que fez.

          • ratStar

            Exato! De certa forma ela matou o primeiro Majini que a gente vê infectado.

          • Daniel

            Se o Vendetta for um sucesso de vendas, eles vão continuar fazendo o mesmo tipo de filme over and over again. Queria saber quanto de bilheteria o filme arrecadou no Japao, e nos EUA.

    • Daniel
      • Thiago Gonçalves

        Maduramente mal feita.

    • Mateus Vanita

      De todos os comentários que li parece-me que apenas você curtiu Vendetta e o achou “profundo e maduro. No mais, se for para lançarem uma história picotada desse jeito soltassem logo o filme completo de vez, talvez não houvessem tantas críticas como está tendo porque duvido que a galera assistirá Vendetta outra vez. O filme tem algumas boas cenas de ação, mas é só isso. A história foi rasa demais.

  • Paulo Ricardo Dias

    Gostei do filme. Achei melhor que todos os outros filmes juntos (Paul e as outras animações).
    Acho que o filme peca em algumas coisas, como o exagero nas cenas de ação (mas isso é questão de gosto pessoal). Achei a personalidade de Leon meio diferente, principalmente no começo do filme. Cris se mostrou mais humano (apanhou bastante até) e racional que Leon (parece que os papéis se inverteram do que vimos em RE6), este que voltou a demostrar seus superpoderes (rss).
    Por fim, não gosto de polêmica, mas acho que Rebecca poderia exercer um papel mais ativo na trama (o que aconteceu no começo do filme), pois a partir de um momento passou a ser a menina indefesa a ser salva (não que já não tenha sido alguma vez), muito pouco pra quem fez o que fez em RE0. Por fim, porque acho que seria mais interessante (e novamente por gosto pessoal) trocaria Leon por Jill ou Barry, modificando alguns pontos na história, e ao invés de utilizar personagens descartáveis, poderiam acabar com uns pontos inacabados da história da franquia, adicionando personagens secundários que já apareceram na série, nem que fosse pra dar um fim neles. Deveriam utilizar melhor os filmes para expandir e aparar algumas arestas.

  • Ruy

    Tal como nos filmes de Paul A. os GC estão em declínio (na minha opinião).
    O primeiro GC continua no pódio pelo terror, escolher zonas apertadas como corredores de prédios, o avião e a icónica WilPharma como excelente representação da Umbrella. Achei muito bom! O Segundo também gostei mas menos que o 1º e este terceiro ainda gostei menos. Achei que faltava um melhor roteiro para nos envolver mais com os personagens. Não basta colocar personagens da série com mais idade e um novo emprego. Mais personalidade, emoção e expressão e menos clichés, Jackie Chan’s e transformações repetitivas. Já sabemos o que o vírus faz quando injectado, se este vírus era diferente deviam de criar uma transformação um pouco diferente(mais uma vez, na minha humilde opinião).

  • Pedro fanboy do chris redfield

    falarei igual os outlast fanboys aqui… chora HATERS!
    http://www.consolethai.com/data/avatars/l/7/7713.jpg?1472910471

  • Mike

    Se você ver o Vendetta como um filme dos Power Rangers, ele é ótimo. Porque salvar a cidade destruindo ela é o que há.

    • Mateus Vanita

      Pensei exatamente o mesmo depois de ver o filme kkkk

  • Guilherme Rodrigues

    Crítica muito boa, e compartilho basicamente da mesma opinião a respeito do filme. Achei o vilão fraco, totalmente raso em tudo. Pegaram o background inicial do Chris no RE6, ele bêbado e recluso em um lugar distante blá, blá, blá… e deram um CTRL C e CTRL V e jogaram no Leon nesse filme. Ah, é, cagaram totalmente com o Leon… Leon simplesmente tacando o foda-se e matando pessoas enquanto enfrentava os Cerberus? Vou nem mencionar o resto, é muita coisa. Infelizmente o filme é fraco, decepcionou e não cumpriu a sua proposta de ser algo novo dentro dos filmes em CG. O filme é basicamente um retalho de coisas, ainda mal feito. Como disseram em outro post, só faltou os QTEs para ficar igual a Resident Evil 6.

  • Biah

    Bora a minha opinião:
    Vendetta foi um R6 2.0? Foi. E repetiu o mesmo erro do R6. Se no R6 nós tinham9s que descobrir os malditos emblemas de serpente para desbloquear os files que complementam a história, o vendetta obriga aos fãs a tetem o conteúdo da novel. Senão vira uma bagunça.sinceramente, eu gostei do fanservice. Não joguei o R7(por questões de saúde) mas li files(dica do povo daqui), li críticas e assisti até onde me foi possível, aos gameplay. Na boa, resumão: tirando aas cenas mirabolantes de ação( eu gosto), qualquer RE com os personagens principais da franquia fica inviável o horror “cabum” do início da franquia. Chris, Leon, Jill e até a Claire(vide Re2) já estão acostumados com isso tudo. A própria cronologia aponta isso. Mas mimimi, ação, mimimi, ação demais? Depende do ponto de vista. A minha mãe acompanhou todas as minhas campanhas em RE6. Mas mimimi, ela não conhece o RE 1, 2 etc… E DAÍ? A minha mãe odeia video game pq eztou na ativa desde sempre e ela acha perda de tempo. Mas do R6 ela gostou.
    De tudo oq eu vi e li, opiniões de fãs e etce tal, R7 meio que foi um reboot. Pq? Protagonista inexperiente em perigo com uma arma biológica. Infelizmente o Ethan tem a profundidade de uma porta. Decepcionante…
    A Mia tem o oq do balacobaco.
    Enfim… Não me incomodo com cenas de ação desde o RE5, tão pouco o RE6(até pq teve muita cena que até hj o povo não soube interpretar(viva o está td errado de certas pessoas que não prestaram atenção ao gameplay).
    Vendetta RE6 2.0? É. E DAÍ?
    Ps: desculpa o textão ai)

    • Eva4Ever#ThankYouEva

      Mas o RE7 não é soft-reboot por causa de personagens novos, ele tá literalmente continuando um plot point que havia sido abandonado na época do RECV.

      • Pedro fanboy do chris redfield

        acho q ele continua mais o umbrella corps

        • Eva4Ever#ThankYouEva

          De certo modo tbm
          Mas tem um plot point que foi abandonado na época do RECV que tbm está sendo reaproveitado agora.

          • Sokholov

            Ei pessoa, quer participar no grupo de hangout que o pessoal aqui da seção de comentários criou? Já tem umas 10 pessoas lá. Você só precisa informar um gmail/email do google ai então eu te envio um convite que você deverá aceitar e então pronto! Fico no aguardo.

  • Pedro fanboy do chris redfield
    • Marcos

      Quem é esse ai que mata civil ?
      Damnation >>> esse troço exagerado !
      https://uploads.disquscdn.com/images/6f3d86d0397564da22a046075a035725d62b3ed5da0cdae8e9f18164d992df78.gif

      • Pedro fanboy do chris redfield

        vc sabe bem quem é. k
        assim como sabe quem é esse outro bichão aqui
        https://i.makeagif.com/media/7-26-2017/8ikpVS.gif

        • Marcos

          Dois homens dançando ?
          Tá na hora desses velhos ai começaram a treinar a mira, que parte escrota foi essa desses dois, se era pra deixar a gente assim -> ”nossa, que fod% …”, eu não acreditei e tive gargalhadas … Meu Deus.

          Eu iria colocar uma gif do Wesker desviando de balas com estilo, mas é melhor deixar quieto, não quero floodar a pagina com isso.

          • Thiago Gonçalves

            Isso é um teste de pontaria onde os dois falharam miseravelmente.

        • Daniel

          Única coisa que essa cena me serviu, foi para ver um close da bunda do Chris.

    • Guilherme Rodrigues

      Cena cagada, sem mencionar o Leon matando civis. Prefiro ignorar a existência desse troço aí.

      • Pedro fanboy do chris redfield

        foi um acidente. depois mostra ele se lamentando, mas essa cena foi cortada da versão final. xD

        • Daniel

          Deveriam ter mantido essa cena então.

          • Pedro fanboy do chris redfield

            eu não tenho culpa se nego não aguenta assistir filme de 2 horas… aí dá nessas aí que a gente viu.

        • Maester Alex

          ” depois mostra ele se lamentando, mas essa cena foi cortada da versão final. xD”
          Se a cena foi cortada, então não “mostra ele se lamentando’. Se decida!

          • Pedro fanboy do chris redfield

            versão extendida

          • Maester Alex

            Já saiu uma versão estendida do filme?

          • Pedro fanboy do chris redfield

            tinha que sair, pra mostrar o verdadeiro potencial do filme. poderia vir no blu ray.

          • Maester Alex

            Porra! Então essa do Leon se lamentando foi apenas delírio da sua mente? Não estou entendendo!

          • Pedro fanboy do chris redfield

            todo mundo tá dizendo que o cara matou civis sem nem se importar. eu digo que o cara matou por acidente e se sentiu mal por isso, mas o filme não mostra pq nego não aguenta ver filme de duas horas.

          • Mateus Vanita

            Não tem essa de acidente, o Leon é macaco velho já, tem mais de 15 anos de treinamento como agente. Não deveria cometer um erro crasso desse como matar civis. Arrependimento não trás pessoas inocentes de volta.

      • Mateus Vanita

        Cagada é pouco!
        O que foi aquela cena dos Cérberus correndo a quase 100 km/h atrás da moto do Leon? O pior de tudo é que quando o Leon consegue matar os cães, ele joga uma granada para trás na estrada e atinge vários carros de civis em movimento, ou seja O LEON SIMPLESMENTE EXPLODE PESSOAS INOCENTES e vai embora como se nada tivesse acontecido! (Outra bizarrice do tipo é aquela cena final em que uma agente da BSAA atira uma arma de energia no Arias que atravessa 2 ou 3 prédios de uma vez e os simplesmente fazem desmoronar, tipo, foda-se as pessoas que ainda estivessem lá dentro!!!).

        • Guilherme Rodrigues

          Destruíram o Leon de vez, deu até desgosto. Leon nem deveria estar nesse filme. E não é só com o Leon que acontece os absurdos, aquela rodinha de tiro entre Arias e Chris é um grande exemplo. E eu achando que Vendetta seria algo novo dentro dos filmes de CG, pois os próprios produtores afirmaram que o filme seria uma espécie de “reboot” no sentido de conceito, mas no fim das contas só foi um RE6 genérico.

  • Bruna Mattos

    Vendetta tá bem a cara de Resident Evil, né?

    Começa bem, tem uns cenários legais, uns zumbis que vem das sombras, umas conspirações, gente lutando pra sobreviver (Rebecca no lab <3). Daí de repente chega o Leon trabalhando de má vontade mas explodindo tudo, aí o Chris acha legal fazer isso também, um monte de gente morre, tem cachorro explosivo e todo mundo fica MEU DEUS O QUE ACONTECEU COM ESSA COISA, TAVA TUDO TÃO LEGAL, QUEM MEXEU NISSO AQUI?

    Quando alguém perguntar "o que aconteceu com Resident Evil?", é só mostrar RE Vendetta que a pessoa entende.

    • Roberto Júnior

      Concordo, o filme começa bem legal, mas conforme vai se desenvolvendo, vai tudo por água abaixo, e acaba que a gente até esquece que o começo foi bom, de tanta lambança que acontece no seu desenvolver.

    • Thiago Gonçalves

      É culpa do Kobayashi, e olha que não escutaram ele totalmente, imagina se isso acontecesse?

    • Max

      Pois é, o filme começou a decair justamente a partir do momento que o Leon entrou em cena.

    • Mateus Vanita

      Indignação com spoiler alert:

      Meu, o que foi aquela cena dos Cérberus correndo a quase 100 km/h atrás da moto do Leon? O pior de tudo é que quando o Leon consegue matar os cães, ele joga uma granada para trás na estrada e atinge vários carros de civis em movimento, ou seja O LEON SIMPLESMENTE EXPLODE PESSOAS INOCENTES e vai embora como se nada tivesse acontecido! (Outra bizarrice do tipo é aquela cena final em que uma agente da BSAA atira uma arma de energia no Arias que atravessa 2 ou 3 prédios de uma vez e os simplesmente fazem desmoronar, tipo, foda-se as pessoas que ainda estivessem lá dentro!!!).
      Tô absolutamente putaço.

  • JuanEvil
  • JuanEvil
  • Chosen Undead.

    Eu não achei o filme tão ruim quanto esta crítica, até porque nenhum dos 3 filmes em GC são épicas obras de arte, narrativa e elenco.

    7/10 pra mim.

    • Thiago Gonçalves

      Confesso que também dei 7 pro filme, mas isso foi momentâneo, fiz até a besteira de deixar como comentário no REVIL, acho que um 6 tá de bom tamanho.

  • Gustavo S.

    Apesar de achar que Vendetta merecia uma nota maior, acho que a crítica em si está muito boa, enumerando bem os problemas desse filme. Eu concordo que o enredo/a narrativa é a pior parte do filme.
    A avaliação negativa se dá principalmente pelas altas expectativas que muita gente tinha sobre o filme de conexão com o restante da saga, principalmente como uma “ponte” para Resident Evil 7 (eu fiquei bem frustrado com este ponto em particular).
    Dá para curtir bastante o filme sim se o espectador tiver uma expectativa para alto valor de entretenimento e não se ater à expectativa de um enredo excelente e com conexões sólidas e complementares com a saga de Resident Evil. E só de ser bem superior aos filmes do Paul Anderson já é um grande mérito.

  • Victor Hylian

    eu acho que se tivesse usado o enredo desse filme pra um jogo ia ficar muito foda! melhor do que aquela historia sem pé nem cabeça do 7…

    o filme buscou toda a essência de resident evil, tudo oq os fãs de longa data gostam.. misturou terror com ação de forma legal! capcom podia colocar o pessoal que cria as historias do filme pra fazer as dos jogos!

    • Marcos

      ”eu acho que se tivesse usado o enredo desse filme pra um jogo ia ficar muito foda!”
      Já tem, e se chama ”Resident Evil” 6.

      ”o filme buscou toda a essência de resident evil, tudo oq os fãs de longa data gostam.. misturou terror com ação de forma legal! capcom podia colocar o pessoal que cria as historias do filme pra fazer as dos jogos!”

      https://uploads.disquscdn.com/images/13ef499c67290464596a68a2f5915ea138f2bc3405cd178a428bdb526a31173a.gif

      • Mateus Vanita

        O 6 ainda consegue ser melhor que essa decepção do Vendetta. Vendetta tem furo demais.

    • Maester Alex

      “capcom podia colocar o pessoal que cria as historias do filme pra fazer as dos jogos!”
      Acho que colocar garotos de 12 anos pra fazer o roteiro seria mais barato e o resultado seria o mesmo.

      • JuanEvil

        Não, isso seria trabalho infantil…
        Talvez assaltar um zoológico e roubar uns macacos? Acho que o resultado seria o mesmo, quem sabe ficasse até melhor.

        • Maester Alex

          Acho que o IBAMA não deixa. Mas se o objetivo é conseguir animais que só fazem barulho, são agressivos e tem baixa inteligência, então é só ir até os comentários no youtube. A única diferença é que um macaco pode ser adestrado e aprender algo.

          • JuanEvil

            Mas aí seria tráfico de pessoas… se é que podemos chamar aquilo de pessoas.
            Acho que a Capcom vai ter que continuar como está mesmo.

          • Maester Alex

            Comentarista do youtube não é gente. E de qualquer forma as famílias desses haters iriam nos agradecer se eles fossem levados embora.

          • JuanEvil

            Então tá tudo certo! A única coisa que temos que fazer agora é mandar uma cartinha pra Capcom dando essa sugestão pra eles.

        • Marcos

          Colocasse EU, minha fanfic que conta a saga final de Resident Evil daria um ótimo jogo e um filme.

          • Maester Alex

            Um filme tão bom quanto Vendetta, que possui uma história tão profunda que as mentes pequenas que comentam aqui não conseguem assimilar?

          • Marcos

            Isso mesmo. Spoiler: O Chris morre, a Ada também.

            Aqui tem coragem !

          • JuanEvil

            E a Mia?!

          • Marcos

            Foi resgatada pela Jill e … Sem spoilers.

          • JuanEvil

            E…!!!

          • Marcos

            E … Só digo isso: meu fanfic fecha o arco que começou no 7 e a história no geral, aquele Chris é mesmo o Chris, ele seria uma espécie de vilão … O game é só da Jill (o jogo é survival horror, não te preocupa) e teríamos a conclusão de outros personagens (como do Leon, Ada, Claire …). Leon tem um combate final com a amada, Chris tentou trazer de volta o Piers, acabou ressuscitando o Wesker … E por ai vai.

            =D

          • JuanEvil

            Meu Deus que enredo fantástico! Vamos invadir a Capcom e ordenar eles adaptaram esse seu roteiro pro RE8!

            Dica: Mia tem que ter um papel de destaque, pq é o que ela merece!

          • Marcos

            Esse é o RE9.
            A Mia só teria destaque no 8 … Dá pra bolar muita trama entre os 3 últimos games finais, é só a Capcom querer.
            Enquanto ela não se decide com a DLC, eu fico imaginando e escrevendo.
            Aliás, eu não esqueci da Natália.

          • Maester Alex

            Ela nem deve estar no filme/jogo.

          • JuanEvil

            Mas pq ele não colocaria a melhor personagem da franquia nesse filme/jogo?

          • Maester Alex

            Ele não disse nada sobre a Claire não estar no filme/jogo, não se preocupe.

          • JuanEvil

            Não, não, vc entendeu errado, eu disse a melhor personagem (Mia) e não a Pior (Claire)

            Brinks, obviamente.

          • Maester Alex

            Que Deus tenha piedade de sua alma por ter feito esse comentário… porque eu não terei piedade nenhuma. *começado a usar minhas habilidades de hacker pra descobrir sua localização*
            PS: Quem curtir o comentário acima pode se considerar ameaçado também!

          • Marcos
          • JuanEvil
          • Eu tava pronto para pular no seu pescoço.

    • Guilherme Rodrigues

      Você só pode ser um comediante.

    • Pedro fanboy do chris redfield

      o mais importante é que tudo tem que passar pela supervisão do mestre kobayashi. ele é o cara que mexe os fiozinhos, ele é a luz no meio desse mundo de trevas e jogos genéricos em primeira pessoa.. sem esse cara, resident evil morreria.

      • JuanEvil
      • Thiago Gonçalves

        E se derem ouvidos a ele pode ter certeza de que esta morte estará muito próxima.

        • Pedro fanboy do chris redfield

          jamais. esse cara tem levado o nome da série pra cada vez mais pessoas e graças isso temos esses maravilhosos filmes em CG, temos aqueles bonecos heteros e aqueles bonequinhos gays que só japa compra, talvez uma série na netflix em um futuro próximo e sinto, se continuar assim, que logo teremos um representante brasileiro na série.
          eu tenho orgulho de ser fã do kobayashi-san, o discipulo do mikami, só que menos chorão.

          • Thiago Gonçalves

            Mikami tinha consciência do que fazia, é só notar a diferença que há nos jogos onde tem o dedo dele, já o KOBAYASHI….. sei não, hem.

          • Rodolfo Morais

            Concordo, da para notar a queda na qualidade de um para o outro.
            Mas tendo uma equipe que esteja por dentro mesmo do que acontece em RE e tirando o Kobayashi, criar um enredo bom não fica difícil.

          • JuanEvil

            Por favor Pedro, me diz que vc ta brincando.

          • Pedro fanboy do chris redfield

            vc não tá analisando como fã especialista..

          • JuanEvil

            Quer saber? Eu vou fingir que nunca li isso e tentar esquecer isso que vc acabou de escrever ok? Boa noite Pedrão!

  • Rodrigo Germano

    Achei a nota até que justa, os dois primeiros foram superiores pra mim, só gostei mesmo foi da aparição dos personagens dos jogos antigos juntos, não teve o humor do leon e suas falas e o papel da rebecca foi bem fraco, além do final clichê.

  • Eu ainda não entendo qual o ponto positivo que a presença da Rebecca trás se narrativamente ela não é desenvolvida de uma maneira natural como personagem – tudo bem que NINGUÉM É, incluíndo o melhor personagem desse filme que eu consegui gostar que foi o Arias, talvez o maior desperdício de personagem na série até então se você não contar os ÓBVIOS? (Jill, Chris, Leon e não menciono Ada porque ela foi feita para ser misteriosa e ter pontas abertas mesmo, então… É.)

    Eu não sei, caras, sinceramente está difícil gostar dessa série e eu não consigo ser outra coisa além de hater porque é sempre a mesma tecla, qual a dificuldade deles sentarem em uma mesa e escreverem personagens HUMANOS? Me desenvolvam suas personalidades de uma maneira que me faça simpatizar com eles e não apenas atirando em monstros e falando: “Eu te dou STARS”, pô. Claire, Barry, Sherry, Steve, Piers… Eles já fizeram isso antes, como não conseguem tornar isso para todo mundo, gente? Pessoas, não é possível que vocês apenas gostem de super heróis por serem super heróis, nem vilões são legais apenas por serem vilões (Tirando o Wesker, mesmo eu odiando MUITO ele como personagem, narrativamente eu não consigo aceitar a existência desse cara além do primeiro jogo).

    Eu acreditei no Vendetta.
    O Juninho talvez foi a pessoa com quem eu conversei, mas eu estava legitimamente empolgado com Vendetta, acreditando que pelo menos os Super Heróis voltando, a presença da Rebecca poderia trazer um aspecto humano.

    Mas cara…
    Gente, não dá. Eu quero voltar a falar bem de Resident Evil como eu falo do Code Veronica ou do Revelations 1.

  • Thiago Gonçalves

    RE: Vendetta brincou com a gente, tínhamos esperança de que ele fosse uma luz no fim do túnel, mas essa luz queimou e nos mostrou que o túnel ainda continuará escuro, até quando Capcom?

    • Cadê o Yoshi?

      Depois de Degeneration e Damnation, vc ainda tinha esperança de vir algo bom? Peraí, meu amigo.

      • Thiago Gonçalves

        Tinha, mais essa esperança surgiu por causa de RE7, esperava que o filme contasse algo interessante que aconteceu antes do jogo, mas deu no que deu…

        • Cadê o Yoshi?

          Se esse filme tinha algo a explicar, seria o motivo do Chris parar de malhar kkk. O cara tá seco no 7. Até achei que era outro cara.

          Em 6 de out de 2017 00:27, “Disqus” escreveu:

  • Pedro fanboy do chris redfield

    numpodise! capcom nos entrega um filmão desses e vejo a grande maioria reclamando sem parar.
    http://www.consolethai.com/data/avatars/l/7/7713.jpg?1472910471

    • Cadê o Yoshi?

      Então reveja a cena do Leon matando inocentes no viaduto e aí vc me diz se ainda é um filmão.

  • Leonardo Medici Ceregato

    Rebecca foi sacaneada nesse filme, ela começa bem, com extrema importância no começo do filme (que aliás é a melhor parte dele) e depois se transforma em donzela em perigo. Leon é totalmente inútil no filme no que se diz a trama, não deveria estar presente nele.

    • Mateus Vanita

      De fato, o Leon estar ali foi puro fanservice. Dava para ser protagonizado apenas pelo Chris.

    • Cadê o Yoshi?

      Caraca. Você resumiu a redação que eu ia escrever sobre o filme. Obrigado kkk

  • Max

    RE Vendetta ao meu ver não foi um filme tão ruim, mas poderia ter sido melhor se tivesse momentos de ação menos exagerados (principalmente as cenas do Leon), uma profundidade maior na história do vilão e alguma relação ou referência a RE7. Sinceramente Leon nem precisaria estar nesse filme, a inclusão dele foi apenas puro fan service, ele não acrescentou em nada ao enredo, muito provavelmente o filme teria sido bem melhor se apenas houvessem o Chris e a Rebecca como protagonistas, assim haveria mais aprofundamento nos dois personagens.

  • Luis Felipe Soares

    Tô com pena da minha franquia favorita, que não sabe mais pra onde vai…

    • Rodolfo Morais

      Acredite é possível voltar ao que era, basta colocarem pessoas mais antenadas a RE para trabalhar com a franquia e criar um bom enredo.
      Já li várias fanfics muito boas de RE na internet, por isso basta ter pessoas mais antenadas a RE para escrever um bom enredo.

  • Caique Noronha

    gostei do Diego Souza interpretando o Chris

  • Mateus Vanita

    Vou fazer a minha análise, mas já vou logo avisando que ela estará cheia de spoilers porque meus descontentamentos foram pontuais, então se você ainda não assistiu ao filme, leia por sua própria conta e risco.

    Primeiramente que, na minha opinião, o filme funciona como entretenimento, mas não passa disso. Ele é bom para se passar o tempo, mas concordo plenamente com o ponto da crítica que diz que Vendetta não acrescenta absolutamente nada para a história de RE, ou seja, você assiste algo descartável para o cânone de Resident Evil (apesar de deixar alguns ganchos, como a Rebecca e o Chris dizerem que ainda existem alguns sectários do culto dos Los Iluminados e aquela vilã loira ter ficado viva no final).
    Neste ínterim, vamos aos pontos que realmente me incomodaram:
    – Assim como dito na resenha, os coadjuvantes são completamente descartáveis. Logo na primeira cena, quando vi o Chris no helicóptero com aqueles outros soldados, a primeira coisa que pensei foi: “Aposto que todo mundo vai morrer menos o Chris”. Dito e feito. Contudo, achei que este detalhe pudesse melhorar ao longo do filme, mas fui muito ingênuo, pois esse padrão se repetiu ao longo de toda a história. Se você não for um dos três mocinhos você se torna completamente descartável e morre. O duro é que isso é feito de forma tão banalizada que você não sente qualquer empatia pelos coadjuvantes (e creio que, pelo menos hoje em dia, com as pessoas consumindo cada vez mais filmes, séries, jogos e livros, elas têm se tornado igualmente mais críticas, então coadjuvantes bem trabalhados se tornam um diferencial, principalmente se mostrados como pessoas dotadas com backstory e não como um simples bonequinho que irá morrer apenas para mostrar o quanto o protagonista é foda e treinado). Outra coisa que acontece é que o vilão está lá, fazendo sua maldade e sendo impiedoso com todo mundo, mas quando aparece o Leon, o Chris ou a Rebecca eles ficam repentinamente mais contidos, erram magicamente todos os tiros, ficam fazendo discursos desnecessários antes de matá-los e por aí vai. Isso me cansou muito.
    – Arias é o típico vilão trágico com um passado traumático e triste, contudo, não bastasse seu trauma não ser bem explorado, em dada altura do filme, ele simplesmente encara o pôr do sol e diz que, no fundo, tudo o que ele sempre quisera fora ver o mundo queimar, ou seja, o passado traumático de Arias, mostrado de forma superficial, é simplesmente jogado no lixo ao dizer que ele sempre pensara daquela forma. Se fosse para criar um vilão cujo maior desejo sempre fora ver o mundo pegando fogo, desse-lhe logo uma personalidade tipo o Coringa e não o fizessem contraditório.
    – A Rebecca demora 1 milhão de anos para se transformar em zumbi enquanto pessoas normais e coadjuvantes se transformam quase que instantaneamente (mais uma vez o poder do protagonismo agindo). No mais, senti falta de ela ao menos citando que conseguira toda aquela experiência ao lutar contra a Umbrella e o desastre de Raccoon City; ela sequer diz que já foi uma policial de elite algum dia.
    – Meu, o que foi aquela cena dos Cérberus correndo a quase 100 km/h atrás da moto do Leon? O pior de tudo é que quando o Leon consegue matar os cães, ele joga uma granada para trás na estrada e atinge vários carros de civis em movimento, ou seja O LEON SIMPLESMENTE EXPLODE PESSOAS INOCENTES e vai embora como se nada tivesse acontecido! (Outra bizarrice do tipo é aquela cena final em que uma agente da BSAA atira uma arma de energia no Arias que atravessa 2 ou 3 prédios de uma vez e os simplesmente fazem desmoronar, tipo, foda-se as pessoas que ainda estivessem lá dentro!!!).

    Sinceramente, a direção desse Takanori Tsujimoto foi uma droga. O filme se torna um emaranhado de inconsistências, levantando perguntas que não são respondidas e que, no fim, fazem Chris e Leon parecer que destruíram a cidade para salvar a cidade, tipo o que o Megazord do Power Rangers fazia.

  • Rafael Araújo

    Por que ñ acabam com essa franquia logo de uma fez, ou deixam ela na geladeira por uns 50 anos? Todos os jogos como RE deveriam fechar seu arco com 3 ou 4 jogos numerados, depois disso era só contar histórias paralelas ao acontecimentos em outros lugares do mundo, com outros personagens, assim pideriamos ver a mesma atmoafera com personagens mais umanos sempre, então quando passasse anos e a evolução gráfica tivesse bastante avançada, poderiam fazer remakes daqueles numerados com as nivas tecnologias sem descaracterizar muito e agregango conteúdo e cenários, como foi o caso do RE-REMAKE do CG na época, pq assim ñ dá, nem isso, nem RE5, RE6 e RE7 são dignos de para mim, o RE REVELATIONS foi oque mas me agradou , só os graficos e alguns por menires como a IA deixam a desejar , porém entendo q isso foi devido as limitações do 3ds.

  • Rodrigo Alves

    Qual ligação teve vendetta com a saga, principalmente com o 7?

    • Cadê o Yoshi?

      Acho que nenhuma. Vai ver só fizeram o filme pro povo (quem?) que sentiu falta do RE massavéio, já que a franquia voltou (até que enfim) ao terror.

  • Bruno Reis

    Assisti ontem. E é difícil descrever com as palavras certas o como esses japinhas da Capcom NÃO SABEM o que estão fazendo. Mas tem uma palavra que vem direto na mente do início ao fim do filme: Clichê. É absurdamente clichê! Considero esse filme uma ofensa, mais uma ofensa que a Capcom faz com dois dos personagens mais queridos da saga, Chris e Leon. Eles não precisavam estar ali. Chega a ser irônico como as falas e as atitudes de Leon durante o filme retratam com exatidão o quanto ele foi mal tratado, do ponto de vista de suas inúmeras desventuras na saga e do ponto de vista do personagem em si. Isso vale para o Chris também, que também já esteve de saco cheio em RE6.

    Colocar os dois maiores personagens masculinos da saga em maaaaaaais uma história clichê envolvendo um vilão espalhando vírus por motivações pra lá de fúteis (ora, até mesmo a maldade precisa de uma motivação crível, de uma motivação que não seja tão infantil e doentia) é, repito, uma ofensa a dois personagens que nunca foram retratados como humanos antes e que precisam urgentemente serem resgatados como homens que são, ainda que esse resgate dos personagens pareça não ter mais tempo depois de tanta aventura sem sentido.

    Como diz Leon no fim: ”Chris, até quando vamos ficar nessa?”. É uma frase triste, carregada de significado por trás. Mas um dos significados que eu daria, a Capcom não admite: De que ela própria não teve competência pra conduzir a saga gigantesca que está em suas mãos. Se a Capcom admitisse isso, não veríamos todos os seus produtos perdidos, carentes de personalidade, carentes de uma narrativa adulta, carentes de um estilo que agrade a todos.

    Não, RE7 não foi uma unanimidade e não considero o game digno de levar o nome da saga Resident Evil, embora seja um excelente produto. Os filmes em Live-Action nunca agradaram os verdadeiros fãs da saga (só agradava mesmo os modinhas que nunca jogam Resident Evil). E seu terceiro pilar, os filmes em CG, sempre tiveram aquela aura em torno deles de que poderiam determinar o futuro dos games com seus elementos presentes. Nunca foi assim, infelizmente. Vendetta vem pra provar definitivamente que os filmes em CG não carregam consigo nenhuma vontade da Capcom em usá-los como provedor de ideias e conceitos de ação e roteiro para os games. Veio pra provar, definitivamente, que Resident Evil COMO UM TODO está nas mãos das pessoas erradas e que parecem não ter nenhum tipo de amor pelo que fazem, muito menos amor pela franquia que nasceu na Capcom.

  • La Rami

    expressões faciais horríveis. Nem parece o Crish e o Leon então… A personalidade do Leon não é aquela de beber e nem ligar pros outros de começo. Zuado d+

  • Rodolfo Morais

    A Rebecca ter ficado assustada ate entendo pelo fato de já fazer anos que ela não é mais uma lutadora de campo.
    Agora a personalidade do Leon está muito zoada, esqueceram do treinamento e a vontade forte que ele tem de acabar com as armas biológicas do planeta (promessa feita após o incidente em Raccoon City e mencionada em RE Degeneration).
    Agora foi horrível ver o Leon jogar granada no meio da rodovia e provavelmente matando civis, fora a equipe do Chris derrubando prédios com aquela arma nos momentos finais, quantas pessoas morreram ali??

    • Cadê o Yoshi?

      Provavelmente? Só porque o vidro dos carros é escuro, não quer dizer que não tem ninguém dentro (e eu achei que sua dúvida estaria sanada depois do tiro de railgun).

    • Cadê o Yoshi?

      Quanto ao Leon, ainda não entendi a relevância dele no filme. Isso sim foi gratuito, sendo que a Rebecca já fez tudo: a pesquisa, a investigação e a cura (?!) do vírus. Só sobrou pro Leon e o Chris reencenarem a trama do Final Fight (o parkour e o wrestler salvando a garota).

  • Stifler Sincero

    Ainda dizem que os filmes CG sao melhores que os filme da Milla, me poupe gente todos os filmes que envolvem Resident Evil no nome são uma merda eles simplesmente n sabem utilizar o material fonte… péssimo filme alias, n percam seu tempo!

    • Cadê o Yoshi?

      Concordo contigo, mas eu entendo (não perdoo) os caras porque esses filmes são canônicos, eu acho. Aí a coleira da Capcom segura a criatividade dos caras direto.

  • Cadê o Yoshi?

    Ainda bem que você só alugou o filme. Imagina se comprasse (nem podia revender no Mercado Livre kkk).

  • Cadê o Yoshi?

    Quando a melhor cena é de uma personagem que eu odeio e o Leon mata inocentes num viaduto, já se vê que o filme é uma merda (e nem coragem pra matar a Rebecca a Capcom tem).

%d blogueiros gostam disto: