Com a data de lançamento do remake de Resident Evil 3 estando cada vez mais próxima, novas informações vão emergindo por diversos veículos. As últimas novidades estão na revista Xbox Magazine, que traz várias páginas sobre a releitura, assim como uma capa super estilosa. Tudo o que está na publicação já vazou em diversos sites pela internet – os detalhes inclusive foram postados pelo famoso insider Dusk Golem no Resetera.

Uma informação que causou bastante alvoroço entre os fãs desde o início desta sexta-feira (6 de março), é de que Nemesis seria capaz de perseguir Jill Valentine até mesmo dentro das Safe Rooms. Durante o hands-on da revista, Nemesis teria invadido uma das “salas seguras” que estavam sendo exploradas pelo jornalista, o que o fez acreditar que o monstro seria capaz de não deixar os jogadores seguros nem mesmo ali. Só que depois da repercussão na internet, a Capcom se pronunciou afirmando que as salas de save ainda oferecem segurança aos jogadores – então, nada de pânico (via Games Radar).Quanto às perseguições do monstro, é dito que o jogador pode facilitar a fuga caso escolha não utilizar os barris explosivos em um primeiro momento, os deixando disponíveis para serem usados para derrubar Nemesis mais facilmente – e não contra zumbis, por exemplo. Há momentos em que a perseguição será interrompida para que a heroína (e o jogador) possam respirar, com uma justificativa válida para que a criatura não esteja na sua cola.

Durante os encontros com o nosso perseguidor favorito, caso o jogador utilize a esquiva perfeita, uma animação diferente da que já foi mostrada comumente poderá ser vista, onde Jill desvia de seus tentáculos. Segundo a revista, outras animações também poderão ser ativadas de acordo com o tipo de inimigo.

Outra informação confirmada pela revista é que a aranha gigante, inimigo que ficou de fora da reimaginação de Resident Evil 2, retorna para aterrorizar os jogadores em Resident Evil 3. A icônica Grave Digger também teve sua presença confirmada, e a possibilidade de um novo inimigo foi levantada pela revista.

A respeito de Raccoon City, foi revelado que os desenvolvedores queriam dar a devida atenção a famosa cidade. Apesar de não ser um jogo em mundo aberto, diversas partes da cidade foram criadas para aumentar a exploração, desde as ruas, até o interior de lojas e prédios da cidade. Haverá também um tipo de fast-travel, onde o metrô poderá ser usado para acessar diferentes áreas da cidade. Outro detalhe foi a atenção que tiveram no design de som do jogo, para garantir uma maior imersão em meio ao caos de Raccoon.

Com o corte do live selection system, a história do jogo terá mais profundidade, com a adição de detalhes sobre Jill, Carlos Oliveira, a U.B.C.S. e a origem de Nemesis. Já falando sobre Carlos, o mercenário terá mais sequências jogáveis na reimaginação se comparado ao jogo original – resgatando sobreviventes, por exemplo.

Também houve uma atenção especial para a inteligência artificial dos inimigos. Nemesis, por exemplo, terá ações dinâmicas que permitirão que o jogador respire um pouco, possibilitando um confronto que não seja tão cansativo. Outros monstros também foram melhor trabalhados para poderem reagir ao ambiente e as situações. Os zumbis podem agir de forma diferente quando estão em grupos ou até mesmo sozinhos.

Resident Evil 3 Remake chega no dia 3 de abril para Playstation 4, Xbox One e PC.

%d blogueiros gostam disto: