Os fãs de Resident Evil já estão familiarizados com a quantidade de furos no roteiro existentes em toda a saga. Personagens cujos destinos não são explicados, fatos que ainda têm de ser esclarecidos e tantos outros questionamentos sempre existiram quando se falava da cronologia. Mas uma pergunta sempre pairou acima de todas as outras: O que aconteceu com a Umbrella e como ela acabou?

Responder a esta e a algumas outras perguntas que permeiam a série é a proposta de Resident Evil The Umbrella Chronicles. Aproveitando-se das funcionalidades exclusivas do Wii, o jogo se estende por um longo período de tempo, desde os incidentes em Arklay em 1998 até 2003, quando uma equipe anti-Umbrella, liderada por Chris Redfield e Jill Valentine, ataca uma instalação secreta da companhia no coração da Rússia. Durante esse período, saberemos mais sobre a fuga de Wesker da mansão, a sobrevivência de Ada e veremos como foi colocado um ponto final na Umbrella.

Por contar tantas histórias, o game foge completamente à tradição da série. Lembrando mais um título da franquia Survivor, Umbrella Chronicles é um jogo de tiro em trilhos no qual o jogador tem controle somente sobre uma mira que é utilizada para dar cabo dos monstros que infestam os cenários. O jogo é dividido em capítulos, cada um contando histórias específicas e envolvendo alguns personagens. Enquanto alguns capítulos recontam os ocorridos durante os games anteriores, outros são completamente inéditos, e mostram aspectos nunca antes revelados. Pela primeira vez, existe um modo cooperativo para dois jogadores.

Para aqueles que não conhecem a série, este game é uma boa introdução aos games originais. Para os aficcionados, o jogo carrega um gosto de nostalgia e a sensação de que, em “Resident Evil The Umbrella Chronicles”, tudo que se sabe é pouco.

Capas

capa_pal capa_us

%d blogueiros gostam disto: