A Gamescom trouxe muitas novidades sobre o remake de Resident Evil 2. Além da demo de Claire Redfield, diretores do game estão revelando muitas novidades em entrevistas durante o evento.

Dessa vez os diretores Kazunori Kadoi e Tsuyoshi Kanda, deram informações reveladoras à respeito do desenvolvimento do game, inimigos e até a possibilidade de um remake do remake do primeiro Resident Evil ao site Dengeki Online (em japonês – via NeoGAF). Confira as principais revelações:

  • A demo disponibilizada durante a Gamescom e para a mídia especializada ao redor do mundo é uma versão modificada da batalha de Claire contra William Birkin. No game, o jogador não terá tanta munição assim;
  • As granadas utilizadas por Claire como item de defesa, são consideradas “armas secundárias” dentro do jogo. Assim como a faca, as granadas podem ser usadas manualmente contra os inimigos, como através de um botão de ação de defesa contra agarrões vindo das criaturas;
  • A história do game remete ao game original mas possui diferenças na ordem dos acontecimentos e no aprofundamento dos personagens. Brian Irons, por exemplo, terá maior influência no enredo, o que fará o jogador “odiá-lo como nunca antes”.
  • Os zumbis possuem animações de ataque variadas, proporcionando maior desafio e aleatoriedade de ataques. Os inimigos também estão mais resistentes e desafiadores – assim como no original, você irá se surpreender ao atirar contra um zumbi, pensar que ele foi derrotado e ser surpreendido por um ataque inesperado;
  • Como os zumbis foram reformulados para proporcionar mais desafio, os Crimson Heads (vistos no remake de Resident Evil, Umbrella Chronicles e Operation Raccoon City) não estarão no game;
  • Nenhuma DLC de história ou com novos inimigos está sendo planejada no momento, no entanto, Hunk, Tofu, algumas roupas extras serão desbloqueados no game. Outras roupas e a possibilidade de inserir a trilha do game original de 1998, serão conteúdos da edição deluxe.

Ainda na entrevista, Kanda já preparou o terreno para as novidades que aparecerão durante a Tokyo Game Show, que acontecerá nos dias 19, 20, 21, 22 e 23 de Setembro:

“Eu não posso entrar em detalhes agora, haverá uma demo jogável, haverá um evento ao vivo no palco do estande da Capcom. Vamos resumir as informações que revelamos na E3 e na Gamescom para os fãs japoneses e, além disso, temos planos de apresentar o jogo para eles da melhor maneira possível. Fique ligado e não se esqueça de não perder!”

Após falar sobre as influências de Alien no remake de Resident Evil 2 e a modernização do visual de Ada Wong, ao Gameinformer, Kazunori Kadoi falou um pouco sobre o futuro da série após o remake de Resident Evil 2 e até na possibilidade de fazer um remake do remake do primeiro game da série:

“Nós temos muitos fãs que pedem [remake] seus jogos favoritos, mas não vamos nos comprometer com nada agora. Nós gostaríamos de manter nossas possibilidades abertas para o futuro e ver o que faz mais sentido quando chegarmos nele. Nós não queremos alimentar apenas a nostalgia. Queremos mostrar como as pessoas se sentem em relação aos jogos originais e, se pudermos, reimagine-os de uma forma que faça a ponte entre as pessoas que conhecem [a série] há 20 anos e os recém-chegados”, questionado sobre o remake do primeiro remake, lançado em 2002, Kanda respondeu: “com certeza já passou um tempo ao qual não seria estranho fazer um remake. Eu pessoalmente acho que seria uma coisa interessante de se fazer .”

Além da Tokyo Game Show, também teremos a PlayStation Experience em dezembro. Ambos os eventos, poderão trazer novidades significativas antes do lançamento do game em 27 de janeiro de 2019 para o PlayStation 4, Xbox One e PC. Fique ligado no REVIL para não perder nenhuma novidade sobre o aguardado remake!

%d blogueiros gostam disto: