A amostra de gameplay da campanha de Claire Redfield no remake de Resident Evil 2 não mostrou apenas gráficos surpreendentes, um William Birkin mais temível do que nunca antes e uma visão inédita de um dos títulos mais queridos da franquia, mas também trouxe uma versão de Sherry Birkin completamente repaginada e não estamos falando apenas do visual.

No Resident Evil 2 original lançado em 1998 para o PlayStation, Sherry era uma garotinha indefesa, que estava vivendo um terrível pesadelo à procura de sua mãe em uma R.P.D. infestada de zumbis e outras criaturas sanguinárias. Seu background continua o mesmo no remake que será lançado em Janeiro de 2019, no entanto, Sherry mostra ter um desenvolvimento muito mais aprofundado se comparada à Sherry Birkin de 98.

Originalmente, o primeiro contato de Claire acontece quando Sherry grita por ajuda enquanto um zumbi tenta atacá-la. Na nova versão, Claire encontra a pequena escondida atrás de algumas caixas. A pequena está visivelmente abalada pelos horrores que testemunhou até aquele momento.

“Você precisa de ajuda?”, pergunta Claire. A pequena sobrevivente, prontamente responde: “você precisa de ajuda”, e em seguida William Birkin já transformado pelo G-Vírus ataca a jovem e uma batalha se inicia.

A relação de Claire e Sherry tem um desenvolvimento mais aprofundado, realista e humano.

A construção das cenas são completamente diferentes se comparadas, e a personalidade de Sherry também.

Esse é um indício forte de que a produção do game procurou modernizar Resident Evil 2 ao máximo, como conta o diretor Kazunori Kadoi ao site Eurogamer durante a Gamescom:

“(…) Pegando Sherry como um exemplo: ela é uma personagem que no game original era basicamente uma garotinha muito infantil.”

Em sua declaração, Kadoi prosseguiu explorando a indústria atual dos games:

Nós queríamos adicionar profundidade a ela. Porque você está sendo apresentado para ela em um ambiente mais fotorrealista; os personagens parecem mais humanos e realistas; isso naturalmente significa que temos que adicionar mais profundidade a eles, porque eles são muito menos cartunescos e bidimensionais. No passado, o storytelling [de Resident Evil] era revolucionário porque os jogos de terror não tinham histórias, e temos que atender às expectativas dos fãs agora com jogos projetados para 2019.”

Ele prosseguiu falando sobre a humanização da personagem e o quão estão empenhados em tornar o remake um título que atenda às tendências do entretenimento:

“Ela definitivamente é alguém que podemos notar como se ela tivesse sua própria personalidade. Ela pensa por conta própria e tem suas próprias motivações. Estamos tentando retirar algumas dessas coisas que não eram naturais [no game original] e adicionar profundidade a isso”.

A cena do encontro de Claire e Sherry remete diretamente às personagens de Alien, Ripley e Newt, cuja relação se assemelha bastante a da irmã de Chris Redfield com a filha de William Birkin:

Surpreendentemente, ou não, Newt foi de fato uma inspiração para a reimaginação de Sherry Birkin, revelou Kadoi:

“Newt de Alien foi uma espécie de ponto de referência para nós. A primeira vez que você a vê, você percebe que ela passou por maus bocados!”

A intenção da Capcom é modernizar o que é icônico para os fãs sem que Resident Evil 2 perca a essência do que conquistou jogadores em 1998. Kadoi contou que a desenvolvedora “tentou manter ao máximo o sabor do original”, ou seja, não espere um jogo completamente sério sem a pitada de irrealismo e bom humor que fazem parte da identidade de Resident Evil.

Por exemplo, o jacaré gigante nos esgotos da R.P.D., “nós pensamos em removê-lo, mas não seria Resident Evil 2 sem o jacaré gigante, no entanto ele está mais realista”, contou Kadoi:

“Nós fizemos o nosso melhor para torná-lo mais crível, tanto quanto possível. (…)Se houvesse um [jacaré desse tamanho na vida real], qual seria a agilidade de seus movimentos?”.

Os diálogos continuam com a pitada de humor característica de Resident Evil:

“Por mais que estejamos atrás de modernizar e tornar tudo mais realista e humano, não significa que tenhamos 100 por cento de seriedade, o jogo ainda é cheio de humor porque as pessoas esperam isso de Resident Evil.”

O game tem momentos mais leves, “porque no terror você sempre precisa aliviar a tensão de vez em quando, só para respirar, e o humor faz parte disso”, contou Kadoi.

Nós testamos a demo de Claire no remake de Resident Evil 2 e você pode saber de todos os detalhes clicando aqui. Também demos uma descrição detalhada de tudo que acontece no trecho.

Resident Evil 2 será lançado no dia 25 de janeiro de 2019 para PlayStation 4/PS4 PROXbox One/Xbox One X e PC (Steam). No Brasil, somente as versões de consoles serão distribuídas de forma física pela WB Gamescom direito à fabricação nacional. O título chega ao País com legendas em português.

%d blogueiros gostam disto: