O primeiro Resident Evil, lançado em 1996, tinha um charme diferente que talvez os fãs mais novos da franquia desconheçam, mas que até hoje traz um ar mistério entre a comunidade, que é a aposta da Capcom em usar atores reais em algumas cenas do jogo. Esses atores não foram oficialmente creditados (com seus nomes reais) no título que chegou ao mercado. Mas há grupos dedicados a corrigir essa injustiça – mais motivados pela curiosidade. É o caso da galera que conduz o blog Raccoon S.T.A.R.S., dedicado exclusivamente aos atores.

A caça – se assim podemos dizer – começou em 2017. Os responsáveis pela iniciativa se dizem fãs de Resident Evil e não perseguidores (stalkers). Eles falam também que respeitam a privacidade dos profissionais e só divulgam o que é claramente consentido pelos atores. A última descoberta é da atriz que interpretou Rebecca Chambers, que é conhecida apenas como Linda X. Ela confessa não ter tido acesso a parte dos materiais que fez na época. “Foi bom finalmente ter a chance de assistir [as cenas e making ofs]! Era muito jovem quando fiz a gravação e nunca vi metade do meu trabalho.”
Ainda sobre o papel, Linda X fala que usaram bastante recursos tecnológicos para a época, como cães mecânicos. Ela tinha o cabelo loiro e precisou pintá-lo para o trabalho, e diz que ser uma garota branca, magra e de olhos azuis no Japão fazia um sucesso danado. Linda X revela que não tinha nem mesmo ideia do que Resident Evil havia se tornado até ser abordada pelo pessoal do Raccoon S.T.A.R.S..

Sobre o mistério que envolve dois atores ainda não conhecidos entre os fãs, Jason (Joseph Frost) e Inezh (Jill Valentine), ela acredita que os dois seriam americanos por conversarem em inglês durante as gravações.

Confira outros atores identificados:

Chris Redfield (Charlie Kraslavsky)

Charlie é outro ator que confessa ter assistido a sua participação em Resident Evil só anos depois e meio que acidentalmente por meio de um amigo gamer. Morava em Tokyo quando surgiu a oportunidade do trabalho. Ele diz ter sido divertido e que a Capcom preferiu contratos com atores bilíngues. Charlie também teve que pintar o cabelo e diz que a atriz Inezh (Jill) fez queixas sobre insetos e de trabalhar no período da noite.

Barry Burton (Greg Smith)


O ator de Barry Burton foi descoberto pelo fã site brasileiro Resident Evil Databaseclique aqui e acesse a entrevista realizada com o profissional.

Albert Wesker (Eric Pirius)


Eric diz que os atores não tinham certeza do que estava sendo feito nas gravações. Corriam, tinha muita fumaça e luzes. O uso de óculos escuros em imagens noturnas foi bem confuso.

Inezh (Jill Valentine) / Jason (Joseph Frost)


Os atores que interpretaram esses dois personagens permanecem desconhecidos até hoje!

E que tal assistir a abertura em live-action do Resident Evil clássico em 4K? Em fevereiro deste ano o canal Marcelus Castle Rain presenteou a comunidade com essa belezinha:

Há algum tempo, o REVIL e a Think Mind Productions também deram aos fãs a chance de conferir o material com uma dublagem em português:

Com o avanço da tecnologia, essa “realidade” pôde ganhar um novo patamar. Hoje, a Capcom usa a RE Engine para mesclar a vida real com trabalhos digitais. O início foi com Resident Evil 7, passou para a releitura de Resident Evil 2 e mais recentemente vimos o resultado disso com Devil May Cry 5.

%d blogueiros gostam disto: