13mHeMTHxqE

Finalmente temos novidades sobre o que todo mundo estava esperando: Not A Hero, a DLC de Resident Evil 7, finalmente tem uma data de lançamento. Nesse vídeo abordamos todas as informações oficiais e alguns rumores fortes sobre o conteúdo mais aguardado de Resident Evil 7.

O adiamento

Not a Hero foi anunciada basicamente junto com o lançamento de Resident Evil 7. Após o final controverso do jogo, em que você descobria que um soldado da Umbrella que resgata Ehtan Winters é ninguém menos do que Chris Redfield, os jogadores viam a tela de anúncio da DLC.

O conteúdo deveria chegar gratuitamente até no máximo maio de 2017, mas foi adiado aos 45 do segundo tempo: em abril, o diretor e o produtor de Resident Evil 7 fizeram um vídeo anunciando que a gente teria que esperar um pouco mais para ter as respostas de todas as perguntas que o final do jogo deixou.

O motivo do adiamento teve seu lado bom: Not a Hero estava sendo produzida por um estúdio terceirizado e a Capcom não ficou feliz com o resultado final. A empresa julgou que a qualidade de Resident Evil 7 havia agradado aos fãs e não queria entregar uma DLC que não condizia com o jogo principal. Portanto, para trazer um conteúdo digno da campanha, a Capcom preferiu adiar o lançamento da DLC.

O problema foi que, depois do anúncio desse adiamento, a Capcom deixou os fãs no escuro. Nenhuma novidade ou previsão de lançamento sequer foi anunciada, fazendo com que o hype causado pelo fim enigmático do jogo se perdesse com o tempo. Alguns fãs chegaram a se perguntar se a Capcom sequer se lembrava ou ia mesmo lançar Not a Hero. O conteúdo ainda é muito aguardado pelos mais fanáticos, mas boa parte do público em geral já não deve estar aguardando a DLC, uma pena.

O novo anúncio

Apesar dos tropeços com Not a Hero, a Capcom finalmente deu uma data de lançamento para a tão aguardada DLC. O conteúdo chega ao PS4, Xbox One e PCs em 12 de dezembro. Ainda há uma longa espera, mas pelo menos o adicional será sim lançado.

O anúncio da data também trouxe mais informações para os fãs que estavam no escuro. Not a Hero irá sim mostrar Chris Redfield em eventos que se passam após a aventura de Ethan Winters na Louisiana. De acordo com o comunicado oficial, o soldado veterano da BSAA é um membro da New Umbrella e irá traçar estratégias para enfrentar um novo inimigo que surge na propriedade dos Bakers.

A DLC oferece “uma nova abordagem de survival horror” com novas armas e equipamentos especiais para combater a epidemia e passar pelos labirintos escondidos abaixo da propriedade dos Baker.

Vocês sabem muito bem o que quer dizer “uma nova abordagem de survival horror”, não é? A DLC é estrelada por Chris e deve trazer mais ação. Provavelmente veremos algo mais parecido com a parte do flashback de Mia no navio – armas mais pesadas e mais inimigos pelo cenário.

Os rumores

Com grandes hypes surgem grandes rumores. Na época pré-lançamento de Resident Evil 7, um insider chamado Dusk Golem trouxe várias informações sobre o jogo que se provaram corretas depois que o jogo chegou. Golem atacou novamente e trouxe mais rumores sobre o conteúdo da DLC, muitos deles baseados em uma “versão beta”, que seria a versão preliminar descartada pela Capcom que foi produzida pelo estúdio terceirizado.

Nessa versão beta de Not a Hero havia uma cutscene em CG explicando o que é a New Umbrella (ou a  famigerada Umbrella Azul). A cena é longa e o insider acredita que não deve ter sido descartada para a versão nova.

A DLC se passa imediatamente após o final de Resident Evil 7 e deve trazer “o verdadeiro final” do jogo, incluindo uma nova batalha final. Ainda de acordo com o insider, Not a Hero traz uma boa quantidade de novidades, incluindo cenários inéditos e expansões de áreas já vistas durante a campanha.

O objetivo principal de Chris e dos agentes da New Umbrella será encontrar Lucas Baker, que ainda teria deixado um monte de armadilhas para trás nas minas e nos túneis no subsolo da propriedade na Louisiana. Em um dos primeiros cenários da DLC, três parceiros de missão do Chris são pegos em armadilhas do Lucas e ele precisa salvá-los em três “masmorras” criadas pelo filho dos Baker.

Durante a DLC seriam encontradas turretas indestrutíveis que pareciam ser feitas de sucata, como todas as tranqueiras construídas pelo Lucas. Aparentemente o jogador poderia vê-las antes de serem ativadas mas não poderia destruí-las; provavelmente há alguma estratégia específica para passar por elas, mas na época antes do cancelamento, as mecânicas dessa parte ainda não estavam muito bem definidas.

Originalmente a DLC teria outra interface de usuário, mas de acordo com as imagens oficiais divulgadas na época do cancelamento e recentemente, a UI não foi alterada.

O Chris usaria armas futurísticas desenvolvidas pela New Umbrella, assim como acontece em Umbrella Corps, incluindo uma shotgun e uma armadura especial. Ao contrário do que acontece com o Ethan, Chris poderia se curar somente com esteroides [risos] e não usaria ervas. Ele também poderia usar golpes corpo a corpo como os de RE4, RE5 e RE6 para finalizar os Mofados – um soco se ainda estivessem de pé e um pisão (como de RE5) caso estivessem no chão.

Chris poderá socar inimigos em Not a Hero

Uma das imagens divulgadas pela Capcom confirma que os golpes físicos foram mantidos. Essa possibilidade de Chris socar os mofados já é um rumor antigo sobre Not a Hero.

O jogador ganharia pontos por matar inimigos de formas especiais e testando as armas futurísticas da Umbrella. Há poucos itens espalhados pelo mapa e o jogador teria que comprar itens necessários com pontos conquistados. O sistema seria algo semelhante ao que vimos no extra Nightmare, em que  Clancy tem que juntar peças de sucata para obter armas e munição e enfrentar os Mofados. Esse sistema seria um dos detalhes que não haviam agradado a Capcom e que foi descartado para a versão final de Not a Hero.

Not a Hero também vai trazer novos tipos de Mofado. Um deles possui poros que expelem um gás que causa danos ao Chris caso ele o respire. Uma das imagens divulgadas oficialmente traz um medidor de “qualidade do ar” que pode guiar o jogador para evitar áreas cheias desse gás ou para informar da presença desses mofados diferentes. Vale lembrar que já no final de Resident Evil 7 os soldados aparecem com máscaras especiais, provavelmente para evitar o contato com esse gás. Em uma das imagens de Not a Hero divulgadas pela Capcom, também é possível ver o que seria esse Mofado diferente e o gás que ele libera:

Possível imagem do novo Mofado de Not a Hero.

Ainda, caso Mofados comuns entrem em contato com o gás, eles se tornam mais agressivos, rápidos e poderosos. Há um outro tipo de Mofado que parece um facehugger (aquele bicho bonitinho de Alien), que aparece em grupos.

Facehugger de “Alien”.

Ainda que o Chris esteja indo salvar os companheiros de missão, ele não confia nos caras dessa New Umbrella. Ele não faria exatamente parte da organização, mas sim foi convidado a participar da missão na propriedade dos Baker, ainda como membro da BSAA.

Considerando que o Chris é um veterano e um soldado bastante experiente com bioterrorismo, é de se esperar que ele comece a atuar como consultor em diversas missões pelo mundo. Essa situação seria semelhante ao que vimos em Resident Evil Vendetta, em que o Chris se junta à uma equipe de forças especiais Mexicanas para liderar uma missão de captura a Glenn Arias.

Sobre a New Umbrella ou Umbrella Azul, há uma certa discordância sobre o nome da corporação. Ficou bastante semelhante à organização de Resident Evil 6 – a NEO Umbrella – mas aparentemente não existe nenhuma ligação entre elas. Alguns fãs na comunidade estrangeira já estão questionando esse nome, que seria uma tradução meio inadequada do japonês. Em uma tradução mais literal, o nome dessa Nova Umbrella seria “Umbrella Reborn” ou “Umbrella Renascida”. Aparentemente o nome oficial para nós vai ser New Umbrella mesmo, como já foi veiculado em comunicados pra imprensa.

O novo Chris

Outra questão explicada pelo insider foi a nova aparência de Chris Redfield. O visual do personagem está destoando bastante do que vimos em jogos anteriores da franquia, como Resident Evil 5 e 6, e também em Resident Evil Vendetta, que foi lançado super próximo de Resident Evil 7. A aparência diferente fez com que muitos fãs inclusive questionassem a identidade do personagem, cogitando que aquele fosse um impostor e não o verdadeiro Chris.

De acordo com Dusk Golem, aquele homem é Chris Redfield mesmo, o próprio. A alteração no visual do personagem acabou sendo resultado de uma soma de fatores que envolvem a Capcom e o próprio modelo escolhido para o papel de Chris.

A mudança de aparência foi algo não intencional. A Capcom teria contratado uma agência para selecionar os modelos de carne e osso que definiriam a aparência dos personagens na RE Engine.

Quando o modelo do Chris foi escolhido, as fotos usadas para a seleção eram antigas e nessas fotos ele parecia bem mais com o Chris do que atualmente. No fim das contas, ele não ficou com a aparência que os desenvolvedores gostariam, mas seguiram com o projeto como estava. Pouco depois do lançamento a Capcom teria percebido que os fãs não estavam reconhecendo o Chris naquele modelo novo, ainda mais porque além do visual, a voz do personagem também tinha mudado.

Não deixe e conferir este artigo em vídeo e se inscrever em nosso canal no YouTube.

  • Ericson Ivankio

    “Pouco depois do lançamento a Capcom teria percebido que os fãs não estavam reconhecendo o Chris naquele modelo novo, ainda mais porque além do visual, a voz do personagem também tinha mudado.” Poha Capcom, vc demorou pra perceber a mudança ein hahahahah

    • Dannilo

      Natural, a capcom mexe e muda sempre personagens de sua franquia a bel prazer! O único que talvez tenha a mesma cara até hoje é o Ryu! Nem leon, nem dante, nem chris, nem ninguém tem pelo menos um ”rastro” de similitude com as características originalmente apresentadas! Até o megaman se tornou um Ben 10! Lamentável!

      • Ericson Ivankio

        Fico imaginando que na Capcom os funcionários devem mudar muito de aparência (embora a maioria seja japonês haha), pq só assim pra ela achar q essas mudanças são normais!

      • Hunk

        Isso não é mentira, mas acho que tem uma certa diferença neste caso em particular, a mudança acabou sendo tão radical desta vez que se o Chris não tivesse se apresentado ao Ethan geral acharia que era só um personagem novo. Com o Leon eu nunca tive essa sensação, o mesmo vale pro Dante e pro Megaman, mesmo que o rosto deles mudasse ainda tinham características reconhecíveis. Até a mudança que o Chris sofreu no RE5, que também foi bem significativa, possuiu uma explicação, ele passou anos se fortalecendo com um objetivo em mente, poder encarar o Wesker quando o encontrasse de novo, por isso voltou bombado, o que naturalmente o deixaria com um visual bem diferente, agora até onde a gente sabe ele só mudou completamente porque a Capcom cansou do visual antigo, sem nenhum motivo mais profundo. Também tem outra coisa a se considerar, quando a gente fala de personagens de jogos antigos, lá da era do PS1 ou até no começo do PS2, as mudanças são mais fáceis de engolir porque a qualidade dos gráficos mudou tanto que só atualizando os personagens pra uma aparência mais realista já muda muito. Street Fighter não é um exemplo disso porque usava sprites, mas em jogos 3D isso é fácil de visualizar. Por exemplo, o Chris do CV, assim como outros personagens do CV, parecia um boneco, não uma pessoa de verdade, aí chega o RE5, onde todo mundo parece gente mesmo, e como consequência é claro que mudaria muito. De uma geração pra outra com a evolução gráfica a Capcom ganhou muito mais liberdade pra trabalhar nos detalhes dos personagens, fora que no caso do Chris ainda tinha o motivo que eu mencionei antes pra ele ficar mais forte. Com o Dante do DMC não é diferente, se você for comparar do DMC1 pro 4 ele ainda parece o mesmo personagem, a cara é diferente, mas isso porque estamos comparando um jogo de PS2 com visual bem ultrapassado com um jogo da geração do PS3 que até hoje é bonito, se fizessem o visual igual estariam desperdiçando a chance de adicionar detalhes que antes não ficariam bons no personagem. No DMC3 ele era bem diferente também, mas lá nem há o que discutir, ele era pra ficar diferente mesmo porque tava bem mais jovem, faz sentido o rosto dele ter mudado desde aquela época. A única vez em que eu achei uma mudança nele mais radical e difícil de explicar foi no DMC2, mas esse jogo fez tanta coisa errado que eu nem consigo me importar, tá longe de ser o único erro. No caso de personagens com características bem chamativas, como o Wesker, com seu topete de Johnny Bravo, óculos escuros usados em qualquer situação, e roupa sempre preta, dá pra reconhecer na hora quando ele retorna, o mesmo pode ser dito do Dante, com suas roupas vermelhas e cabelo branco incrivelmente chamativos, ou do Megaman, sempre com sua armadura azul icônica, ou até mesmo do Leon, com seu cabelo de emo que todo mundo zoa (mas no fundo curte), que até mudou de cor do RE2 pro RE4, mas continuou com estilo bem similar, só atualizado pra parecer mais moderno. O Chris por outro lado nunca teve características físicas tão chamativas, e até mesmo sua roupa teve que mudar, já que antes ele usava um uniforme dos STARS, que não existem mais (aliás no próprio CV já foi meio forçação de barra ele continuar com roupas dos STARS), a única vez que ele ganhou um visual que todo mundo, curtindo ou não, reconhecia, foi no RE5, e este visual continuou similar no RE6 e REV, então quando de repente mudou completamente no RE7 sem grandes explicações não teve jeito, ficou irreconhecível.

  • Marcos Vinícius

    De inicio eu não curti esse ”Chris”, ainda mais pelo fato do cara estar na Umbrella (”do bem”), porem, com as notícias saindo (de ele realmente não estar na empresa e sim, como um ”apoio” em campo), fiquei mais tranquilo. Sobre o visual, eu devo ser um dos poucos que vê semelhança desse Chris ”real” com o ”CGzado” dos Resident Evil’s anteriores…

    Se for pra seguir esse padrão nos RE’s futuros, que façam logo com o Leon e mudem o cara totalmente (mas não muito, deixem o homem mais humano, não precisamos de uma Alice de cueca nos games) pois quero esquecer o Leon daquele filme lixo chamado Vingança.

    • Rodrigo Zika!

      Engraçado que eu acho o Chris do Vendeta bizarro, nada a ver com o do RE 6, e o povo prefere achar o do RE 7 pior, os dois estão diferentes, porém eu não ligo muito pra isso, ele ainda tem o jeitão de socar kkkk

      • Hunk

        Achei que ele ficou com cara de porteiro no Vendetta, mas pelo menos o tipo físico ainda lembra um pouco o do 6, embora também não seja meu visual preferido pro Chris. De qualquer forma acho que isso só torna a situação mais bizarra ainda, RE7 e Vendetta vieram com pouco tempo de diferença e o Chris numa história tá bem diferente do Chris na outra, além de ambos parecerem diferentes da versão do RE5, REV e 6. Mas pelo menos se ele ainda consegue socar as pedras em seu caminho dá pra reconhecê-lo como Chris.

        • Rodrigo Zika!

          Sim creio que as características irão permanecer as mesmas, mais nem o Leon dos filmes em CG são iguais os do game, paciência.

          • Hunk

            De aparência acho que o Leon ficou bem similar nos filmes em CG, qualquer diferença eu sempre consegui atribuir simplesmente ao estilo de arte do filme, não a uma mudança do personagem em si. Agora, esse Leon do Vendetta eu acho que foi exatamente o ponto mais fraco do filme por motivos que vão muito além da aparência. Como se já não fosse ruim o suficiente ver o personagem ser enfiado no filme sem nada de útil pra fazer ainda o utilizaram como canalizador de praticamente todos os exageros, e isso não é dizer pouco, as bizarrices que o Leon fez no Vendetta fazem as cenas mais exageradas do RE6 parecerem normais. No fim das contas acho que isso me ajudou a aceitar bem o Chris do Vendetta, a aparência eu não curti muito, mas ele tinha um papel no filme e foi bem utilizado, em contraste com o Leon, cuja aparência me pareceu bem próxima do RE6, mas as ações (não só os exageros, a atitude também) foram muito inapropriadas e o papel no filme foi inexistente. Já no Degeneration e Damnation eu não vi esse tipo de problema, o Leon a meu ver estava muito bem caracterizado e foi bem utilizado nesses filmes. Não vou negar que não curto muito a nova aparência do Chris, realmente acho que foi uma mudança bem radical e vinda do nada, mas o Vendetta conseguiu mostrar algo bem importante que eu não desconsiderarei, o que mais terá peso não será a aparência do personagem. Se esse Chris for bem caracterizado, se tiver uma atitude e habilidades dignas do Chris que a gente já conhece, então dará pra aceitá-lo no fim das contas.

          • Rodrigo Zika!

            Pra mim o Vendeta e só um RE 6 2.0

          • Eduardo Oliveira

            Ainda não vi o Vendetta. To pensando em alugar na PSN ou comprar o disco em bluray. Com relação a aparência do Chris, a desculpa da Capcom não colou!

          • Hunk

            A Capcom chegou a dar uma desculpa pra aparência do Chris? Bem, de qualquer forma a aparência dele a meu ver é um problema que pode ser superado pelo fato do personagem em si ter um bom papel no filme, agora, como eu disse antes o Leon que é difícil de engolir neste filme, muito mal colocado. Ainda assim eu curti o Vendetta, embora tenha umas falhas bem grandes, então até digo que vale a pena alugar na PSN, comprar o disco mesmo só se você tiver uma coleção e quiser adicioná-lo a ela. No fim das contas acho que o grande problema do Vendetta é que foi muito corrido, me deixou com a impressão de que cenas bem importantes (que poderiam dar boas explicações sobre algumas pontas soltas do filme e falar mais das motivações do Leon) foram cortadas sem cuidado algum, talvez pra apressar o lançamento do filme. Não sei se isso já aconteceu antes com os outros filmes em CG da franquia, mas se tiver alguma chance da Capcom lançar um Director’s Cut do filme vale a pena esperar por isso, por hora se você não for um colecionador é melhor só alugar mesmo.

          • Eduardo Oliveira

            A Capcom deu uma desculpa, dizendo que a aparência se deve a uma renderização mais real do personagem. Não me lembro exatamente o termo usado, algo como “foto-realismo” se não me engano. Não me convenceu.

            O Vendetta eu fui alugar, e, no teste de velocidade, só era possível assistir na qualidade SD pois minha internet é lenta. Sendo assim, vou comprar a mídia mesmo, até pq eu tenho o último e vai ser bom, como vc disse, adicionar mais uma à coleção.

          • Hunk

            Ah sim, não lembrava que a Capcom tinha publicamente dito que este era o motivo, embora não seja nenhum segredo, mas agora que você mencionou me veio a mente que eles falaram algo desse tipo. Quanto ao Vendetta, no fim das contas mesmo tendo minhas críticas ainda me diverti com o filme, e se você já tem uma coleção então vale a pena adquirir pra não ficar faltando. Só leve em consideração essas críticas pra decidir se vale a pena pagar o preço atual, porque dependendo de quanto custa talvez possa valer mais a pena esperar baratear um pouco. Eu diria que não é tão urgente ver esse filme, ele deixa uma certa ponta no final que pode acabar sendo aproveitada em algum título futuro, mas até lançarem mais alguma coisa que possa dar seguimento a isso deve demorar um pouco, conhecendo a Capcom pode até demorar um bom tempo ou nunca ter continuidade.

  • Washi .Santana

    Cara, assim, essa aparência do Chris ta muito agente americano tipo Minority report, missão impossível, eu tinha gostado, mas pensei bem e percebi que ele perdeu um pouco a identidade em sua aparência, só falta ele ter mudado o temperamento pra um agente calmo e calculista tipo o Leon e esse enredo é simplesmente parecido com tudo que já rolou na serie. Várias conspirações, os fãs ficam batendo a cabeça tentando desvendar pra no fim das contas não significar nada e a Capcom simplesmente esquecer. Eu realmente não animei

  • Joao Pedro

    Só falta modificarem o Leon, Jill e outros personagens importantes no futuro pra cagarem tudo de vez

  • Rodrigo Zika!

    Boa, o povo chora muito, é só um jogo de vídeo game minha gente, ninguém aqui depende dele pra sobreviver, tendo a volta do SH, e alguma ligação com os anteriores, ta valendo nem me estresso.

  • Joselton Freitas

    Parabéns pela matéria. Norteou muita gente perdida. Tem possibilidade de existir um modo mercenário também? (Não joguei o RE7, estou esperando baixar o preço. Se já tem o modo ao finalizar o jogo, ignorem)

    • Hunk

      Ao finalizar o jogo não há nenhum modo extra, mas as DLCs até agora trouxeram alguns extras não focados em história junto dos capítulos focados em historia. Nenhum desses extras se assemelha ao Mercs dos REs atuais, mas pelo pouco que eu vi o Ethan Must Die e Jack’s 55th Birthday parecem ter um formato mais similar aos minigames dos REs clássicos, em que você começa num ponto e tem que ir até certa parte do mapa vivo, ou que tem que acumular itens específicos pra concluir o modo. As únicas DLCs que ainda faltam chegar, pelo menos que foram anunciadas, são a End of Zoe e Not a Hero, que até onde se sabe são apenas capítulos que adicionam à história, se vierem com mais modos extras então por enquanto são segredos.

%d blogueiros gostam disto: