13mHeMTHxqE

Finalmente temos novidades sobre o que todo mundo estava esperando: Not A Hero, a DLC de Resident Evil 7, finalmente tem uma data de lançamento. Nesse vídeo abordamos todas as informações oficiais e alguns rumores fortes sobre o conteúdo mais aguardado de Resident Evil 7.

O adiamento

Not a Hero foi anunciada basicamente junto com o lançamento de Resident Evil 7. Após o final controverso do jogo, em que você descobria que um soldado da Umbrella que resgata Ehtan Winters é ninguém menos do que Chris Redfield, os jogadores viam a tela de anúncio da DLC.

O conteúdo deveria chegar gratuitamente até no máximo maio de 2017, mas foi adiado aos 45 do segundo tempo: em abril, o diretor e o produtor de Resident Evil 7 fizeram um vídeo anunciando que a gente teria que esperar um pouco mais para ter as respostas de todas as perguntas que o final do jogo deixou.

O motivo do adiamento teve seu lado bom: Not a Hero estava sendo produzida por um estúdio terceirizado e a Capcom não ficou feliz com o resultado final. A empresa julgou que a qualidade de Resident Evil 7 havia agradado aos fãs e não queria entregar uma DLC que não condizia com o jogo principal. Portanto, para trazer um conteúdo digno da campanha, a Capcom preferiu adiar o lançamento da DLC.

O problema foi que, depois do anúncio desse adiamento, a Capcom deixou os fãs no escuro. Nenhuma novidade ou previsão de lançamento sequer foi anunciada, fazendo com que o hype causado pelo fim enigmático do jogo se perdesse com o tempo. Alguns fãs chegaram a se perguntar se a Capcom sequer se lembrava ou ia mesmo lançar Not a Hero. O conteúdo ainda é muito aguardado pelos mais fanáticos, mas boa parte do público em geral já não deve estar aguardando a DLC, uma pena.

O novo anúncio

Apesar dos tropeços com Not a Hero, a Capcom finalmente deu uma data de lançamento para a tão aguardada DLC. O conteúdo chega ao PS4, Xbox One e PCs em 12 de dezembro. Ainda há uma longa espera, mas pelo menos o adicional será sim lançado.

O anúncio da data também trouxe mais informações para os fãs que estavam no escuro. Not a Hero irá sim mostrar Chris Redfield em eventos que se passam após a aventura de Ethan Winters na Louisiana. De acordo com o comunicado oficial, o soldado veterano da BSAA é um membro da New Umbrella e irá traçar estratégias para enfrentar um novo inimigo que surge na propriedade dos Bakers.

A DLC oferece “uma nova abordagem de survival horror” com novas armas e equipamentos especiais para combater a epidemia e passar pelos labirintos escondidos abaixo da propriedade dos Baker.

Vocês sabem muito bem o que quer dizer “uma nova abordagem de survival horror”, não é? A DLC é estrelada por Chris e deve trazer mais ação. Provavelmente veremos algo mais parecido com a parte do flashback de Mia no navio – armas mais pesadas e mais inimigos pelo cenário.

Os rumores

Com grandes hypes surgem grandes rumores. Na época pré-lançamento de Resident Evil 7, um insider chamado Dusk Golem trouxe várias informações sobre o jogo que se provaram corretas depois que o jogo chegou. Golem atacou novamente e trouxe mais rumores sobre o conteúdo da DLC, muitos deles baseados em uma “versão beta”, que seria a versão preliminar descartada pela Capcom que foi produzida pelo estúdio terceirizado.

Nessa versão beta de Not a Hero havia uma cutscene em CG explicando o que é a New Umbrella (ou a  famigerada Umbrella Azul). A cena é longa e o insider acredita que não deve ter sido descartada para a versão nova.

A DLC se passa imediatamente após o final de Resident Evil 7 e deve trazer “o verdadeiro final” do jogo, incluindo uma nova batalha final. Ainda de acordo com o insider, Not a Hero traz uma boa quantidade de novidades, incluindo cenários inéditos e expansões de áreas já vistas durante a campanha.

O objetivo principal de Chris e dos agentes da New Umbrella será encontrar Lucas Baker, que ainda teria deixado um monte de armadilhas para trás nas minas e nos túneis no subsolo da propriedade na Louisiana. Em um dos primeiros cenários da DLC, três parceiros de missão do Chris são pegos em armadilhas do Lucas e ele precisa salvá-los em três “masmorras” criadas pelo filho dos Baker.

Durante a DLC seriam encontradas turretas indestrutíveis que pareciam ser feitas de sucata, como todas as tranqueiras construídas pelo Lucas. Aparentemente o jogador poderia vê-las antes de serem ativadas mas não poderia destruí-las; provavelmente há alguma estratégia específica para passar por elas, mas na época antes do cancelamento, as mecânicas dessa parte ainda não estavam muito bem definidas.

Originalmente a DLC teria outra interface de usuário, mas de acordo com as imagens oficiais divulgadas na época do cancelamento e recentemente, a UI não foi alterada.

O Chris usaria armas futurísticas desenvolvidas pela New Umbrella, assim como acontece em Umbrella Corps, incluindo uma shotgun e uma armadura especial. Ao contrário do que acontece com o Ethan, Chris poderia se curar somente com esteroides [risos] e não usaria ervas. Ele também poderia usar golpes corpo a corpo como os de RE4, RE5 e RE6 para finalizar os Mofados – um soco se ainda estivessem de pé e um pisão (como de RE5) caso estivessem no chão.

Chris poderá socar inimigos em Not a Hero

Uma das imagens divulgadas pela Capcom confirma que os golpes físicos foram mantidos. Essa possibilidade de Chris socar os mofados já é um rumor antigo sobre Not a Hero.

O jogador ganharia pontos por matar inimigos de formas especiais e testando as armas futurísticas da Umbrella. Há poucos itens espalhados pelo mapa e o jogador teria que comprar itens necessários com pontos conquistados. O sistema seria algo semelhante ao que vimos no extra Nightmare, em que  Clancy tem que juntar peças de sucata para obter armas e munição e enfrentar os Mofados. Esse sistema seria um dos detalhes que não haviam agradado a Capcom e que foi descartado para a versão final de Not a Hero.

Not a Hero também vai trazer novos tipos de Mofado. Um deles possui poros que expelem um gás que causa danos ao Chris caso ele o respire. Uma das imagens divulgadas oficialmente traz um medidor de “qualidade do ar” que pode guiar o jogador para evitar áreas cheias desse gás ou para informar da presença desses mofados diferentes. Vale lembrar que já no final de Resident Evil 7 os soldados aparecem com máscaras especiais, provavelmente para evitar o contato com esse gás. Em uma das imagens de Not a Hero divulgadas pela Capcom, também é possível ver o que seria esse Mofado diferente e o gás que ele libera:

Possível imagem do novo Mofado de Not a Hero.

Ainda, caso Mofados comuns entrem em contato com o gás, eles se tornam mais agressivos, rápidos e poderosos. Há um outro tipo de Mofado que parece um facehugger (aquele bicho bonitinho de Alien), que aparece em grupos.

Facehugger de “Alien”.

Ainda que o Chris esteja indo salvar os companheiros de missão, ele não confia nos caras dessa New Umbrella. Ele não faria exatamente parte da organização, mas sim foi convidado a participar da missão na propriedade dos Baker, ainda como membro da BSAA.

Considerando que o Chris é um veterano e um soldado bastante experiente com bioterrorismo, é de se esperar que ele comece a atuar como consultor em diversas missões pelo mundo. Essa situação seria semelhante ao que vimos em Resident Evil Vendetta, em que o Chris se junta à uma equipe de forças especiais Mexicanas para liderar uma missão de captura a Glenn Arias.

Sobre a New Umbrella ou Umbrella Azul, há uma certa discordância sobre o nome da corporação. Ficou bastante semelhante à organização de Resident Evil 6 – a NEO Umbrella – mas aparentemente não existe nenhuma ligação entre elas. Alguns fãs na comunidade estrangeira já estão questionando esse nome, que seria uma tradução meio inadequada do japonês. Em uma tradução mais literal, o nome dessa Nova Umbrella seria “Umbrella Reborn” ou “Umbrella Renascida”. Aparentemente o nome oficial para nós vai ser New Umbrella mesmo, como já foi veiculado em comunicados pra imprensa.

O novo Chris

Outra questão explicada pelo insider foi a nova aparência de Chris Redfield. O visual do personagem está destoando bastante do que vimos em jogos anteriores da franquia, como Resident Evil 5 e 6, e também em Resident Evil Vendetta, que foi lançado super próximo de Resident Evil 7. A aparência diferente fez com que muitos fãs inclusive questionassem a identidade do personagem, cogitando que aquele fosse um impostor e não o verdadeiro Chris.

De acordo com Dusk Golem, aquele homem é Chris Redfield mesmo, o próprio. A alteração no visual do personagem acabou sendo resultado de uma soma de fatores que envolvem a Capcom e o próprio modelo escolhido para o papel de Chris.

A mudança de aparência foi algo não intencional. A Capcom teria contratado uma agência para selecionar os modelos de carne e osso que definiriam a aparência dos personagens na RE Engine.

Quando o modelo do Chris foi escolhido, as fotos usadas para a seleção eram antigas e nessas fotos ele parecia bem mais com o Chris do que atualmente. No fim das contas, ele não ficou com a aparência que os desenvolvedores gostariam, mas seguiram com o projeto como estava. Pouco depois do lançamento a Capcom teria percebido que os fãs não estavam reconhecendo o Chris naquele modelo novo, ainda mais porque além do visual, a voz do personagem também tinha mudado.

Não deixe e conferir este artigo em vídeo e se inscrever em nosso canal no YouTube.

%d blogueiros gostam disto: