Durante o período da E3, a maior feira de jogos do mundo, a Microsoft falou mais sobre seus esforços com o Project xCloud, um serviço que funciona por streaming. Títulos que fazem parte da biblioteca do Xbox vão poder ser jogados em diversos dispositivos, com foco inicial em aparelhos com Android. Da Capcom, um dos produtos confirmados no serviço é Resident Evil 7, que inclusive pôde ser testado no evento.

Existem muitos vídeos da feira rolando pela internet, mas apesar de RE7 ser um dos destaques no Project xCloud, é difícil encontrar quem fale especificamente sobre a experiência com o jogo na E3. O site CNET, por exemplo, dá a entender que testou tanto RE7 quanto Halo 5: Guardians, da Microsoft, com o serviço de streaming. “Project xCloud funciona e insanamente bem. A Microsoft vem oferecendo demos [dos dois jogos] usando um controle de Xbox conectado a um telefone Android e o desempenho é quase impecável. A tecnologia existe; a tecnologia funciona.”

Já o site TechRadar postou uma foto (em destaque nesta notícia) de Resident Evil 7 rodando no Project xCloud. Apesar das primeiras impressões sobre a tecnologia serem positivas, eles pontuam que a Microsoft deve corrigir pequenas falhas, como o tamanho de textos, apoio a mais tipos de controles e o suporte a dispositivos com iOS. Outra preocupação é se a tecnologia vai suportar múltiplos acessos. Mesmo assim, o “xCloud parece ter vantagem sobre seus concorrentes (mais diretamente, o Google Stadia), quando se trata de latência e desempenho”.

O canal Engadget tem um vídeo bem interessante sobre o uso da tecnologia, que deve se adaptar ao tamanho da tela e à conexão do usuário. Confira [áudio em inglês, mas vale para ver o funcionamento]:

Project xCloud chega em outubro para usuários do Xbox One. Os jogadores poderão utilizar, sem pagamento de adicionais, o próprio aparelho como servidor para transmitir títulos aos dispositivos móveis – neste caso, o console deve ficar ligado para a brincadeira acontecer (similar do PS4 Remote Play). Também será possível utilizar o serviço fora desse contexto, mas com o pagamento de um custo (ainda não anunciado) em um servidor da Microsoft desenhado para rodar o Project xCloud “na nuvem”, ou seja, via streaming.

A vantagem para os brasileiros é que o Project xCloud vai rodar via centro de dados com Azure, da Microsoft. E o país é um dos que têm a tecnologia (via Trusted Reviews), então é provável que sejamos agraciados com a novidade ainda neste ano.

Além do Project xCloud, jogos da Capcom também vão estar presentes no Stadia, do Google, que não tem previsão para chegar ao Brasil. Uma versão por streaming de Resident Evil 7 surgiu originalmente no Nintendo Switch, por meio de um serviço exclusivo no Japão e que foi utilizado pela companhia para definir investimentos futuros na área.

%d blogueiros gostam disto: