Em entrevista ao site DiscussingFilm, o roteirista envolvido no reboot dos filmes em live-action de Resident EvilGreg Russo, deu detalhes sobre a sua participação no projeto. O profissional revelou que trabalhou na iniciativa por cerca de um ano e que um rascunho do roteiro já está nas mãos dos produtores, entre eles James Wan, que tem um currículo de peso. Quando questionado se houve foco em algum jogo da franquia específico, Greg contou que há um toque de Resident Evil 7 no seu esboço.

“Obviamente eu sou um grande fã da franquia, então trabalhar nisso foi divertido. Se levar em consideração que foram feitos seis filmes da franquia e for pensar um reboot, é preciso que seja algo diferente e não só uma nova versão. Para mim, estava bem claro que queria torná-lo assustador como um filme de terror no estilo clássico de James Wan, voltar a ver o que fez os jogos assustadores em primeiro lugar, então sim, há um toque de Resident Evil 7 no meu rascunho.” – Greg Russo

Ainda em entrevista, o roteirista disse que as adaptações anteriores, de Paul Anderson, tem o seu mérito por focar na ação, mas que é preciso dar maior destaque ao terror. “Como um fã dos jogos da franquia, considero que o terror vem na frente e a ação é secundária. Então, fazia sentido voltar às raízes do terror”, pontuou Greg.

O reboot dos live-actions de Resident Evil está nas mãos da Constantin Film, responsável por todos os outros filmes da franquia nos cinemas. A proposta pode envolver uma série para TV, conforme afirmou um dos diretores executivos da empresa em entrevista. Atualmente, a Constantin trabalha bem próxima da Netflix, com várias licenças, como O Perfume, filme que terá episódios em formato de série de TV na plataforma. Será que Resident Evil também pode entrar nesse campo? Vamos ter que esperar para ver!

Fonte: DiscussingFilm, via Rely on Horror

%d blogueiros gostam disto: