Devil May Cry 5 é mais um jogo que prova a boa fase da Capcom no mercado. O título, que utiliza a tecnologia RE Engine, é o novo queridinho da mídia especializada. No site Metacritic, por exemplo, DMC5 já tem média 91 (na versão do PC) e tem ótimas notas nas versões de consoles – 88 (Xbox One) / 86 (PlayStation 4). O REVIL também publicou uma análise sobre o jogo, que ficou com a pontuação geral de 93.

Apesar do título ainda não ter sido lançado a público, o site Uol Jogos já descobriu uma brincadeira dos desenvolvedores em Devil May Cry 5 que pode ter relação com Resident Evil. Trata-se de uma imagem enigmática com os dizeres Rise and Fall of Spencer (ou Ascensão e Queda de Spencer, em português). Confira:O cartaz ainda indica os meses de junho e julho. O primeiro deles coincide com a época de realização da Electronic Entertainment Expo (E3), que neste ano vai acontecer entre 11 e 13 de junho.

Brincadeiras e referências a outros jogos são comuns em franquias da Capcom. Na releitura de Resident Evil 2, por exemplo, há alguns Easter Eggs. Esse mesmo conteúdo já estava presente em Resident Evil 3 que já anunciava um Biohazard 4. Falando especificamente nesse assunto, na época de RE3, o rascunho de Resident Evil 4 já estava sendo desenvolvido e a primeira versão de roteiro foi descartada e deu origem a uma franquia paralela que é justamente… DEVIL MAY CRY!

Ozwell E. Spencer foi um dos fundadores da Umbrella Corporation e utilizou todos os meios possíveis para passar por cima de seus dois sócios fundadores – James Marcus e Edward Ashford, a fim de reter todo o poder para si. Pensando nessa relação e na imagem de uma mulher que se sobressai e faz um homem se ajoelhar, talvez os fãs possam ganhar uma releitura de Resident Evil CODE: Veronica, já que esse outro roteiro de jogo também já meio que existia no desenvolvimento do clássico Resident Evil 2 – a informação foi divulgada pelo diretor Hideki Kamiya.

A história de CODE: Veronica gira em torno dos Ashfords, que foram deixados de lado por Spencer. Apesar de dar destaque à busca de Claire Redfield pelo irmão, o jogo tem um enredo profundo que envolve os irmãos Alfred e Alexia Ashford. Alexia tem os traços da matriarca da família, Veronica Ashford. Ela é responsável pela criação do T-Veronica. Alexia e o irmão descobrem fazer parte de uma experiência genética de Alexander Ashford, que queria restaurar o prestígio da família. Os dois se vingam do pai, que é infectado pelo novo vírus, e se voltam contra a Umbrella.

O caso Spencer também pode ter relação a um novo jogo que poderia girar em torno das crianças WeskerAlbert Wesker e Alex Wesker também fazem parte de experiências genéticas, mas que desta vez envolvem Spencer. Em uma entrevistaKazunori Kadoi e Tsuyoshi Kanda, que participaram da releitura de Resident Evil 2, chegam a sugerir que podemos descobrir mais sobre esse assunto em novos títulos da franquia.

Há também uma outra hipótese para futuros jogos que envolve o remake de Resident Evil 3.  Um insider famoso que costuma acertar bastante nas previsões quando o assunto é Resident Evil diz que suas fontes apontam para isso. Ele inclusive afirma que se a releitura de RE2 e RE3 foram bem recebidas, os fãs ganharão uma nova versão de CODE: Veronicaleia mais clicando aqui.

Devil May Cry 5 será lançado no dia 8 de março para PlayStation 4/PS4 PRO, Xbox One/Xbox One X e PC (Steam). No Brasil, o título chega com legendas em português. Usuários do PC podem fazer a pré-compra de DMC5 na Steam – adquira o seu código de ativação no Green Man Gaming.

%d blogueiros gostam disto: